Kopi Luwak

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Grãos do café luwak excretados, ao oeste da Java.

Kopi Luwak ( pronúncia ajuda · ficheiro · ouvir) ou Café Civeta é um café produzido com grãos de café extraídos das fezes do civeta. Este processo de coleta de grãos em fezes de civeta acontece na Indonésia e nas Filipinas (onde o produto é chamado de Kape Alamid). No Vietnã existe um tipo similar de café, chamado weasel coffee, que possui grãos que foram defecados por doninhas. No Brasil, existe ainda um café colhido das fezes do Jacu [ave originária da América do Sul].

O civeta seleciona os grãos antes de ingeri-los, mas apenas a polpa é digerida, e a semente passa intacta pelo sistema digestivo do animal. Durante a digestão, as bactérias e enzimas únicas do animal tornam-se os responsáveis pela diferença de qualidade do café industrializado.[1]

Kopi é uma palavra indonésia para "café", enquanto luwak é o nome local da civeta. A produção limitada dos grãos (menos de 230 quilos por ano) é o motivo de sua raridade e consequentemente seu alto preço (cerca de mil dólares o quilo do grão), sendo considerado o mais caro café do mundo. É vendido principalmente para o Japão, na Europa e nos Estados Unidos. Uma xícara de café preparado com Kopi Luwak pode custar 50 libras esterlinas no Reino Unido.[2] [3] Seu sabor é descrito como "uma mistura de chocolate e suco de uva. Menos ácido e amargo do que os cafés comuns".[1]

Em 2004, a síndrome respiratória aguda grave infectou milhares de civetas na China e causou um grande extermínio, mas a demanda pelo café não foi afetada.[4]

Referências

  1. a b Vai um cafezes? Revista Galileu. Página visitada em 25 de agosto de 2010.
  2. Norimitsu Onishi (17 de abril de 2010). From Dung to Coffee Brew With No Aftertaste (em inglês) New York Times. Página visitada em 25 de agosto de 2010.
  3. The £50 espresso (em inglês) The Guardian (11 de abril de 2008). Página visitada em 25 de agosto de 2010.
  4. Civet coffee' sells - despite SARS (em inglês) BBC (19 de janeiro de 2004). Página visitada em 25 de agosto de 2010.