KrioRus

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
KrioRus
KrioRus.png‎
Tipo Sociedade Limitada
Indústria Criónica
Criopreservação
Medicina
Pesquisa e desenvolvimento
Fundação Moscovo (2005)
Fundador(es) Danila Medvedev
Valerija Pride
Sede Moscovo,  Rússia
56° 0′ N 37° 7′ E
Pessoas-chave Danila Medvedev
Valerija Pride
Produtos Criopreservação Neuronal
Criopreservação Corpo Inteiro
Criopreservaçao de ADN
Página oficial Kriorus.ru

KrioRus é uma empresa Russa que presta serviços na área da Criónica e Criopreservação. A KrioRus fornece a possibilidade de criopreservação neuronal ou criopreservação de corpo inteiro e ainda fornece a possibilidade de criopreservação de ADN.

Até 2011 de Agosto, a KrioRus já criogenou 17 pacientes humanos[1] , 2 Gatos[2] , 4 cães e 2 passáros.

História[editar | editar código-fonte]

A KrioRus foi fundada em 2005 na área de Moscovo, por 8 Crionicistas Russos. A sua primeira paciente foi Lidia Fedorenko Ivanovna, um caso que se tornou famoso na Rússia, pois esta paciente foi mantida durante alguns meses em gelo seco (-80 graus), até à criação da KrioRus.

Instalações[editar | editar código-fonte]

Actualmente, as suas instalações de armazenamento de longo prazo são em Alabushevo, nos arredores de Moscovo.

Organização[editar | editar código-fonte]

Em 2011, a KrioRus era composta por:

Director Geral Valerija Pride
Director Cientifico Igor Artyukhov
Presidente Danila Medvedev
Médico/Técnico Eugenij Shumilov
Embalsamador/Perfusionista Alexey Sulaev
Engenheiro/Filósofo Andrey Shvedko
Chefe do Conselho Técnico Victor Grebenshikov

Serviços[editar | editar código-fonte]

A KrioRus fornece a possibilidade de criopreservação de Humanos e Animais de Estimação e ainda a possibilidade de criopreservação de ADN.

Existe a possibilidade de Criopreservação Neuronal (apenas a cabeça) com um custo de 10 000 dólares ou Criopreservação de Corpo Inteiro com um custo de 30 000 dólares[3] . A criopreservação de animais de estimação, depende do seu tamanho, mas em média tem um custo de 5 000 dólares.

A KrioRus e os outros serviços de Criónica, aconselham a Criopreservação Neuronal, em que só se criopreserva a cabeça. Assim o processo de arrefecimento é mais rápido e eficaz. Quando a ciência, medicina estiverem mais evoluídas e conseguirem reanimar um ser vivo criopreservado, já será possivel o crescimento de orgãos com o seu próprio ADN e assim dar um corpo inteiro com o mesmo ADN desses pacientes. Os pacientes que escolheram a opção de corpo inteiro, terão de rejuvenescer os seus corpos, quer através do trabalho de nanorobots ou mesmo através da substituição de orgãos com o seu próprio ADN.

A KrioRus presta serviços a pessoas de todo o mundo. Já foram criogenados vários pacientes ao longo da Europa, desde Portugal, Holanda, Ucrânia e outros.

Referências[editar | editar código-fonte]

Ver também[editar | editar código-fonte]

Ligações externas[editar | editar código-fonte]