Kundalini

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Text document with red question mark.svg
Este artigo ou secção contém uma ou mais fontes no fim do texto, mas nenhuma é citada no corpo do artigo, o que compromete a confiabilidade das informações. (desde janeiro de 2011)
Por favor, melhore este artigo introduzindo notas de rodapé citando as fontes, inserindo-as no corpo do texto quando necessário.
Portal A Wikipédia possui o
Portal do Ocultismo


Kundaliní (em sânscrito: कुंडलिनी, Kundaliní) é uma energia física, de natureza neurológica, concentrada na base da coluna; O termo é feminino, deve ser sempre acentuado e com pronúncia longa no í final. Muitos por a considerarem sagrada, grafam o nome com "K" maiúsculo. O símbolo do caduceu é considerado como uma antiga representação simbólica da fisiologia da Kundalini;


É o poder espiritual ou físico (dependendo da linhagem esotérica Yôguica ser espiritualista - Bramacharya/Vedanta, ou naturalista - Tantra/Samkhya) primordial ou energia cósmica que jaz adormecida no Múládhára Chakra, o centro de força situado próximo à base da coluna, e aos órgãos genitais. É a energia que transita entre os chakras.

Deriva de uma palavra em sânscrito que significa, literalmente, "enrolada como uma cobra" ou "aquela que tem a forma de uma serpente". É a energia do Universo em seu aspecto Purna-Shakti, total, como potencial, sendo o Prana-Shakti o aspecto biológico, ou fisico, como calor, eletricidade, etc.

Segundo a crença, enquanto está adormecida, assemelha-se a uma chama congelada. Para despertá-la, foram desenvolvidas no oriente várias técnicas baseadas no Yôga e Tantra e nas filosofias Samkhya e Vedanta, pois se esta energia for liberada inadequadamente, ou seja sem a ajuda de um único sistema coerente nem de um mestre, pode gerar efeitos catastrósficos ao indivíduos. Com a sua 'subida', o indivíduo pode passar dos estados mental (5D), subconsciente (4D) e físico (3D), aos estados superconsciente (6d) e Hiperconsciente (7D)

É também tema de estudo no campo da psicologia onde a reputam de difícil condução com a disciplina e maturidade que são requeridas para esse intento. Pode ser também caracterizado como a libido (ocidente).

Referências[editar | editar código-fonte]