Kutaisi

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Kutaisi
Downtown Kutaisi & White Bridge as seen from Mt Gora (August 2011)-cropped.jpg
Panorama de Kutaisi e o Rio Rioni.
 Geórgia
Distrito
População 192.500 habitantes
Censo 2002
Altitude
Localização
Kutaisi está localizado em: Geórgia
Kutaisi
Localização de Kutaisi na Geórgia
42° 15' 0" N 42° 42' 0" E42° 15' 0" N 42° 42' 0

Kutaisi ou Cutaisi (em georgiano: ქუთაისი) é a segunda maior cidade da Geórgia, capital legislativa e capital da região de Imerícia, no Rio Rioni, oeste. Localiza-se a 221 kilómetros de Tbilisi.

Geografia[editar | editar código-fonte]

Kutaisi situa-se ao longo das duas margens do Rio Rioni, estando elevada cerca de 125-300 metros acima do nível do mar. De este a nordeste, Kutaisi é ladeada à pelos Montes Imerícia, à norte pela faixa de Samgurali, e à oeste e sul pelas planícies de Colchis.

Paisagens[editar | editar código-fonte]

Kutaisi é rodeada por florestas de caducifólia do noroeste ao nordeste. Os arredores de baixa altitude da cidade têm uma paisagem extremamente agrícola. O centro da cidade tem muitos jardins, e as suas ruas têm altas e folhosas árvores. Na primavera, quando a neve começa a derreter nas montanhas, o tempestuoso Rio Rioni que corta ao meio a cidade é ouvido muito além das suas margens.

História[editar | editar código-fonte]

Kutaisi foi a capital do antigo Reino da Cólquida Evidências arqueológicas demonstram que a cidade funcionou como a capital do Reino da Cólquida desde o II milénio a.C.. Vários historiadores acreditam que, em Argonáutica, um poema épico grego sobre Jasão e os Argonautas e a sua viagem a Cólquida, o autor Apolônio de Rodes considerou Kutaisi o seu destino final tal como a residência do Rei Aeëtes. De 978 a 1122, Kutaisi foi a capital do unido Reino da Georgia, e do século 15 até 1810, foi a capital do Reino da Imerícia. Em 1508, a cidade foi capturada por Selim I, filho de Bayezid II, sultão do Império Otomano.

Durante o século décimo sete, reis imerícios fizeram imensos apelos à Rússia para que esta os ajudassem na sua luta pela independência dos Otomanos. Todos estes apelos foram ignorados uma vez que a Russia procurava evitar prejudicar as suas relações com o Império Otomano. Apenas no reinado de Catarina, a Grande, em 1768, foram as tropas do General Gottlieb Heinrich Totleben enviadas para juntarem-se às forças do rei Heráclio II da Geórgia, que esperava reconquistar as terras do sul controladas pelos Otomanos, com a ajuda dos russos. Totleben ajudou Salomão I da Imerícia a recuperar a sua capital, Kutaisi, no dia 6 de Agosto de 1770.

Finalmente, as guerras Turco-Russas acabaram em 1810 com a anexação do Reino da Imerícia pelo Império Russo. A cidade tornou-se a capital da Guberniya de Kutaisi, que incluía muito do oeste da Geórgia. Em Março de 1879, a cidade foi local de um libelo de sangue que atraiu a atenção de toda a Rússia, mas os dez judeus acusados foram absolvidos.

Kutaisi tornou-se um grande centro industrial antes da independência da Georgia em 1991. A independência precedeu a um grande colapso económico do país, e, como resultado, muito dos trabalhadores do país emigraram. O pequeno comércio prevaleceu no seio da restante população.

A cidade teve ainda um grande memorial soviético para todos os georgianos mortos na Segunda Guerra Mundial. No dia 19 de Dezembro de 2009, uma empresa privada de demolições que trabalhava para o Governo demoliu o monumento para criar espaço para o novo edifício legislativo, apesar de um grande protesto por parte da Rússia e da oposição governamental da Geórgia. Regras de segurança foram violadas, resultando em estilhaços sobrevoando pela cidade . Uma mulher e sua filha faleceram em virtude do incidente no jardim da sua casa, e quatro outras pessoas foram gravemente feridas.

Em 2011, o presidente Mikheil Saakashvili assinou uma emenda constitucional que transferiu a sede legislativa para Kutaisi.

No dia 26 de Maio de 2012, Saakashvili inaugurou o novo edifício Parlamentar de Kutaisi. Isto foi feito no esforço de descentralizar o poder e aumentar o poder político para perto Abecásia. Todavia, tem sido criticado por marginalizar o poder legislativo, e também pela demolição do memorial de guerra soviético.

Imagem: Mosteiro de Ghélati A cidade de Kutaisi inclui o sítio Mosteiro de Ghélati, Património Mundial da UNESCO. Welterbe.svg
Ícone de esboço Este artigo sobre geografia (genérico) é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.