Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
NoFonti.svg
Este artigo ou se(c)ção cita fontes confiáveis e independentes, mas que não cobrem todo o conteúdo. Por favor, adicione mais referências e insira-as corretamente no texto ou no rodapé. Material sem fontes poderá ser removido.
Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)


Wikcionário
O Wikcionário possui o verbete sol dobrado sustenido.
Wikcionário
O Wikcionário possui o verbete .
Wikcionário
O Wikcionário possui o verbete si dobrado bemol.


[1] [2] é o nome da sexta nota da escala diatônica de dó maior.

Nome[editar | editar código-fonte]

O nome original desta nota deriva do início do sexto verso do hino religioso Ut queant laxis, usado por Guido d'Arezzo para nomear todas as notas musicais:

Ut queant laxis
resonare fibris
mira gestorum
famuli tuorum
solve polluti
labii reatum
Sante Iohannes. (Si)

Antes da adoção do solfejo, as notas eram chamadas por letras. A nota lá corresponde à nota A. Em diversas línguas este nome ainda é usado e mesmo em português usa-se o nome A em cifras.

Altura[editar | editar código-fonte]

No temperamento igual, a nota lá é usada como referência de altura para todas as outras notas e por isso costuma-se fazer referência ao diapasão de lá sempre que se deseja indicar qual a freqüência das demais notas. O lá que fica logo acima do dó central do piano tem a freqüência de 440 Hz[1] . Esta altura já foi diferente e foram usadas freqüências de lá variando de 430 a 460 Hz. Até a metade do século XX cada país adotava uma freqüência de diapasão diferente, mas hoje em dia considera-se a afinação de 440 Hz como padrão, seguido por todos os países e fabricantes de instrumentos musicais. Tem dois enarmônicos, sol dobrado sustenido (G♯♯)[1] [2] e si dobrado bemol (B♭♭)[1] [2] .

Referências

Ícone de esboço Este artigo sobre música é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.