Legião de Honra

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
(Redirecionado de Légion d'honneur)
Ir para: navegação, pesquisa
Ordem Nacional da Legião de Honra
Ordre National de la Légion d'Honneur
Atual insígnia da Legião de Honra
Offizierskreuz.jpg
Classificação
País  França
Outorgante Presidente da França
Criação 20 de maio de 1802
Tipo Ordem honorífica
Agraciamento Civis e Militares
Condição Em uso
Histórico
Primeira concessão 14 de julho de 1804
Hierarquia
Superior à Ordre de la Libération

A Ordem Nacional da Legião de Honra (em francês: Ordre National de la Légion d'Honneur) é uma condecoração honorífica francesa. Foi instituída em 20 de maio de 1802 por Napoleão Bonaparte e recompensa os méritos eminentes militares ou civis à nação. Ordem máxima da nação francesa, tendo um limite de apenas 75 membros vivos entre os grã-cruzes da ordem. Os graus mais comuns da ordem são os de cavaleiro e oficial. O Chefe de estado, hoje o presidente da república, recebe a grã-cruz e se torna Grão-mestre da ordem durante a cerimônia de posse presidencial.

Napoleão Bonaparte com a Grã-cruz da ordem.

Em 15 de julho de 1804, numa grandiosa cerimônia que se realizou no Hôtel des Invalides, em Paris, Napoleão entrega as primeiras condecorações da Legião de Honra aos marechais, soldados, inválidos de guerra, cientistas, artistas e escritores com méritos destacados. O Presidente da República Francesa usa a faixa de grã-cruz dessa ordem em algumas cerimonias do cargo presidencial.

Categorias[editar | editar código-fonte]

Suas cinco categorias, em ordem decrescente, são:

  • Grã-cruz
  • Grande Oficial
  • Comendador
  • Oficial
  • Cavaleiro
Cinco categorias da ordem

Dom Pedro II e a ordem[editar | editar código-fonte]

Quando do falecimento de Dom Pedro II na Europa a França o enterrou com honras apesar de protestos do governo Brasileiro, o motivo das honras foi que Dom Pedro II foi agraciado com a grã-cruz da ordem durante o período imperial. Dom Pedro II foi enterrado com a grã-cruz da ordem no peito.

Escolas e locais relacionados a Ordem[editar | editar código-fonte]

Um total de 68 cidades e vilas, entre elas, Liège em 1914, Belgrado em 1920, Luxemburgo em 1957 e Stalingrado em 1984 foram condecoradas com a ordem, assim como foram condecorados 51 regimentos militares e a Academia Militar de Autun.

A ordem tem a sua própria rede de escolas privadas em Saint-Denis e Les Loges na floresta de Saint-Germain-en-Laye. Filhos e netos de membros da ordem estudam nestas escolas. Um dos benefícios da ordem são as escolas acessíveis aos descendentes.

Brasileiros com Grã-cruz[editar | editar código-fonte]

Poucos estrangeiros receberam a Grã-cruz da ordem. Os brasileiros que a receberam, desde 1804, foram:

Portugueses com Grã-Cruz[editar | editar código-fonte]

Em Portugal, desde 1925, receberam autorização para envergar as insígnias da Ordem Nacional da Legião de Honra quase 200 pessoas.[2] Deste grupo, com o grau de Grã-Cruz, foram sinalizados os seguintes distinguidos:[3]

Referências

  1. Instituto Fernando Henrique Cardoso, CV_extenso_PORTUGUES_2011, p. 08
  2. Cidadãos Nacionais Agraciados com Ordens Estrangeiras Presidência da República Portuguesa. Visitado em 2014-05-27. ""Resultado da pesquisa depois de seleccionados: "País"="França"; "Ordem"="Nacional da Legião de Honra"."
  3. Cidadãos Nacionais Agraciados com Ordens Estrangeiras Presidência da República Portuguesa. Visitado em 2014-05-27. ""Resultado da pesquisa depois de seleccionados: "País"="França"; "Ordem"="Nacional da Legião de Honra"; "Grau"="Grã-Cruz"."

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

O Commons possui uma categoria contendo imagens e outros ficheiros sobre Legião de Honra