Língua cinyungwe

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
(Redirecionado de Língua Cinyungwe)
Ir para: navegação, pesquisa
Cinyungwe (Nyungwe)
Outros nomes: Nhungúe
Falado em: Moçambique Moçambique
Região: África Meridional
Total de falantes: 439,000
Família: Nigero-congolesa
 Atlantico-Congo
  Volta-Congo
   Benue Congo
    Bantóide
     Meridional
      Bantu estreito
       Central
        N
         Cinyungwe
Estatuto oficial
Língua oficial de: Moçambique Moçambique
Regulado por: Centro de Estudos de Línguas Moçambicanas
Códigos de língua
ISO 639-1: --
ISO 639-2: nyu
ISO 639-3: nyu

A língua cinyungwe ou nyungwe é um idioma bantu falado por mais que 400 mil pessoas em Moçambique, principalmente na margem sul do rio Zambeze, na província de Tete, desde a fronteira com a Zâmbia até Doa no distrito de Mutarara.[1]

Classificação[editar | editar código-fonte]

Segundo o Ethnologue, ciyungwe é classificada como: Niger-Congo, Atlantic-Congo, Volta-Congo, Benue-Congo, Bantoid, Southern, Narrow Bantu, Central, N, Senga-Sena (N.40), Sena. [2]

Reconhecimento oficial[editar | editar código-fonte]

Embora o português seja a única língua oficial em Moçambique, cinyungwe é uma das línguas reconhecidas como "línguas nacionais". [3] [4]

Sons e fonologia[editar | editar código-fonte]

[5] [4] [6]

O alfabeto de cinyungwe tem as seguintes letras: A B C D E F G H I J K L M N O P R S T U V W X Y Z.

As letras K, W e Y são usadas em cinyungwe, que não utiliza a letra Q, nem tonalidade léxica ou morfológica.

Vogais[editar | editar código-fonte]

  • a- amuna (homens), ata (ata)
  • e- meri (mel da melancia)
  • i- miti (árvores)
  • o- moto (fogo)
  • u- ufa (farinha)

Consoantes[editar | editar código-fonte]

Estas letras têm o mesmo som que em português:

  • f- faiti (punho)
  • l- lezi (lámina), livu (livro)
  • m- malumi (vespas), maulo (à tarde)
  • n- nolo (pedra para afiar), nanazi (ananás)
  • p- pepa (papel, folha, jornal)
  • r- iro (esse)
  • t- tatu (três)
  • v- anivula (ele corre a grande velocidade)
  • z- zolo (rato de focinho comprido)

Estas letras são usadas pouco em português mas são comuns em cinyungwe:

  • k- katiyo (pintainho), koko (coco)
  • w- wala (espécie de mapira branca), waya (arame)
  • y- yaso (aço), papaya (papaia)

Estas combinações de letras representam sons em Cinyungwe:

  • ng'- ng'oma (tambor)
  • bh- bhuleke (travão)
  • dh- dhuku (lenço da cabeça)
  • zv- kuzvenga (dar voltas)
  • sv- masvesve (formigas)
  • bz- kubzina (dançar, jogar)
  • ps- kupsaira (varrer)
  • ph- phoso (rato)
  • th- therere (quiabo), thika (hiena)
  • kh- khaka (pepino)
  • pw- pweteka (ferir)
  • bw- bwazi (rede de pesca), bwino (bom)
  • tw- twako (teu)
  • dw- dwidwi (cameleão)
  • kw- kwene-kwene (muito), kweru (cedo da tarde)
  • gw- gwala (caminho de animais), kugwata (dividir, partir)
  • mw- mwala (pedra), mwana (criança)
  • sw- kusweka (partir-se)
  • dy- kudya (comer)
  • ny- nyasa (gazela)
  • mb- mbalame (pássaro)
  • mph- mphaka (gato)
  • nd- ndimu (limão)
  • nth- nthaka (herança)
  • ng- ngoma (antílope gigante, goma)
  • nkh- nkhono (caracol)
  • nj- njinga (bicicleta), njiri (javali)
  • nch- nchenche (mosca)
  • bv- bvembe (melancia)
  • pf- pfuwa (três pedras da lareira), pfupa (osso)
  • dz- dzai (ovo), dzino (dente)
  • ts- tsimbe (brasa, carvão), tsoka (má sorte)
  • mbv- mbvula (chuva), mbvuu (hipopótamo)
  • mpf- mpfuti (espingarda), mpfuzo (comida do gado, pasto)
  • ndz- ndzayo (pegada), ndzimbe (cana-de-açucar)
  • nts- ntsomba (peixe), ntsato (jibóia)

Estas letras existem em português, mas representam sons diferentes em cinyungwe:

  • c- cisu (faca) nunca como casa ou centro
  • ch- kuchola (partir) nunca como chuva
  • h- haci (cavalo) nunca como horta
  • j- jeke (boneco), gereja (igreja) como janela só quando a palavra vem do Português
  • b- baba (pai) não como bebé
  • d- dimba (horta) não como dono
  • g- gombe (beira-rio), girazi (vidro, óculos) como em gato, nunca como gente
  • s- sulo (coelho), diso (olho) como o som em sempre, nunca como em José
  • x- xamwali (amigo), xitima (máquina a vapor) como o som em caixa, nunca como em táxi

Gramática[editar | editar código-fonte]

Cinyungwe, sendo uma das línguas bantas, conta com um sistema complexo de concordância morfológica em que o substantivo determina a forma do verbo. Um breve exemplo [1] pode servir para ilustrar a complexidade deste sistema.

Cinyungwe Português
munthu adakhala a pessoa está sentada.
mbwaya idakhala o cão está sentado.

Além de prefixos nos verbos, a concordância pode afetar muitas outras palavras. No exemplo a seguir, todos os prefixos em negrito são determinados pela concordância com o substantivo mbuzi (cabra)

Cinyungwe Português
Mbuzi yomwe udagulisa ire, ikana moyo? A cabra que vendeste, ainda está viva?

Morfologia[editar | editar código-fonte]

Substantivos[editar | editar código-fonte]

Em cinyungwe, há 17 classes nominais.

Tabela: Os Substantivos em Cinyungwe [7]

Clase Prefixo Exemplo Português
1 mu- munthu pessoa
2 wa- wanthu pessoas
3 mu- mulambe embondeiro
4 mi- mirambe embondeiros
5 li- diso olho
6 ma- maso olhos
7 ci- cinthu coisa
8 bzi- bzinthu coisas
9 - nyumba casa
10 - nyumba casas
12 tu- tumikulo pequenos rios
13 ka- kamkulo pequeno rio
14 u- ufa farinha
15 ku- kubonera sofrer
16 pa- pamwala na pedra
17 ku- kudambo ao deserto
18 mu- munyumba na casa

Verbos[editar | editar código-fonte]

O verbo em cinyungwe tipicamente consta de seis partes:

  1. prefixo do sujeito
  2. marcação do tempo
  3. prefixo do objecto
  4. raiz verbal
  5. extensões verbais
  6. vogal final

Assim, o verbo "wandicholera" na frase "Wandicholera mwendo wa nkhuku" (Partiu-me a perna de galinha) mostra a seguinte morfologia.

Tabela: Morfologia dum verbo em Cinyungwe [1]

Sujeito Tempo Objecto Raiz Extensão Vogal final
w- a- ndi- chol -er -a
3S PAS1 1S partir CAUS INDIC

Sintaxe[editar | editar código-fonte]

Cinyungwe normalmente mostra uma sintaxe de SVO.

História[editar | editar código-fonte]

"Nyungwe" como nome próprio refere a cidade de Tete, na província de Tete, Moçambique. Assim, a língua Cinyungwe é a língua falada em Tete. E o grupo étnico chama-se "Manyungwe" [1]

David Livingstone chegou pela primeira vez em Tete em 1856. No capítulo 31 do seu livro "Missionary Travels and Researches in South Africa," ele menciona muitos nomes de pessoas, localidades, plantas medicinais na língua local.[8]

A próxima fonte de vocabulário cinyungwe é o trabalho de Padre Victor José Courtois compilado em dois dicionários e uma gramática nos anos 1899 e 1900.[9] [10] [11]

Em tempos modernos, a obra Elementos da Língua Nyungwe de Manuel dos Anjos Martins foi de grande importância. [1] Publicado em 1991, o dicionário/gramática é a fonte mais extensiva de vocabulário que existe. Em 1997, a Sociedade Internacional de Linguística (SIL Moçambique) iniciou vários projectos de desenvolvimento da língua cinyungwe, inclusive livros de alfabetização, e compilações de contos tradicionais.[12]

Uma tradução da Bíblia feita por uma associação local e patrocinada pelo The Seed Company continua até hoje.[13] (inglês)

Referências

  1. a b c d e Martins, Manuel dos Anjos. 1991. Elementos da língua Nyungwe. Missionários Combonianos. Roma.
  2. http://www.ethnologue.com/show_language.asp?code=nyu Lewis, M. Paul (ed.), 2009. Ethnologue: Languages of the World, Sixteenth edition. Dallas, Tex.: SIL International.
  3. http://www.mozambique.mz/pdf/constituicao.pdf Constituição da República de Moçambique (pdf)
  4. a b Sitoe, B. e Ngunga, A. (eds), 2000. Relatório do II Seminário sobre a Padronização da Ortografia de Línguas Moçambicanas. NELIMO, Universidade Eduardo Mondlane, Maputo.
  5. http://lidemo.net/tinembereni-mcinyngwe/ SIL Moçambique. 2010. Tinembereni mciNyungwe!: Introdução à Ortografia de Nyungwe. Electronic Edition
  6. http://lidemo.net/vodemo/ SIL Moçambique. 2011. Vocabulário da Língua Cinyungwe. ed. David Ker. Nampula, Moçambqiue.
  7. Bister, Mikael. 1993. Chapter D: Word Classes (unpublished), p. 1. SIL Moçambique, Nampula.
  8. http://ebooks.adelaide.edu.au/l/livingstone/david/mission/chapter31.html David Livingstone, “Missionary Travels and Researches in South Africa,” text, n.d.
  9. Elementos de Grammatica Tetense. Victor José Courtois S.J. Coimbra, Imprensa da Universidade. 1899
  10. Diccionário Portuguez-Cafre Tetense. Victor José Courtois S.J. Coimbra, Imprensa da Universidade. 1899
  11. Diccionário Cafre Tetense-Portuguez. Victor José Courtois S.J. Coimbra, Imprensa da Universidade. 1900
  12. http://lidemo.net/categoria/documentos/cinyungwe/ Publicações em Cinyungwe lidemo.net
  13. http://1verse.com/project/nyungwe-nt The Nyungwe New Testament

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre linguística ou um linguista é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.