Língua amonita

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Amonita
Falado em: Falado anteriormente no noroeste da Jordânia
Extinção: século V a.C.
Família: Afro-asiática
 Semítica
  Semítica ocidental
   Semítica central
    Semítica do noroeste
     Canaanita
      Amonita
Códigos de língua
ISO 639-1: --
ISO 639-2: sem

A língua amonita é um idioma canaanita extinto falado pelo povo amonita, mencionado na Bíblia, que habitou a região da atual Jordânia - cuja capital, Amã, tem este nome em sua homenagem. Apenas fragmentos do idioma sobreviveram até os dias de hoje - principalmente a Inscrição da Cidadela de Amã[1] do século IX a.C., a garrafa de bronze de Tell Siran, dos séculos VII e VI a.C., e algumas ostraca. Pelo que se pode determinar deste pequeno corpus, parece ter sido extremamente semelhante ao hebraico bíblico, com uma possível influência aramaica - incluindo o uso do verbo ‘bd em vez de seu equivalente mais comum no hebraico bíblico, ‘śh, significando "trabalhar" (uma influência aramaica semelhante pode ser evidenciada no hebraico moderno, no qual ‘bd pode significar "trabalho", como por exemplo no nome do Partido Trabalhista de Israel, `Avoda). A única outra diferença notável em relação ao hebraico bíblico é a retenção esporádica do singular feminino -t (ex.: ’šħt "cisterna", mas ‘lyh "alta".)

Referências

Bibliografia[editar | editar código-fonte]

  • Cohen, D (ed). Les langues dans le monde ancien et modern, part 3. Paris: CNRS, 1988. Capítulo: Les Langues Chamito-semitiques.
  • Aufrecht, WE. A Corpus of Ammonite Inscriptions. Lewiston: E. Mellen Press, 1989. 0889460892.
Ícone de esboço Este artigo sobre linguística ou um linguista é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.