Língua enindhilyagwa

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Enindhilyagwa
Falado em: Groote Eylandt no Golfo de Carpentária, Território do Norte (Austrália)
Total de falantes: >1.000
Família: Língua isolada
 Gunwingguan
  Enindhilyagwa
Códigos de língua
ISO 639-1: --
ISO 639-2: aus
ISO 639-3: aoi

Enindhilyagwa (muitos outros nomes, ver abaixo) é uma língua isolada dentre as línguas aborígenes australianas falada pelo povo Warnindhilyagwa em Groote Eylandt, Golfo de Carpentária no norte da Austrália. Um estudo de 2001 do Governo australiano[1] localizou pouco mais de mil falantes da língua, embora tenha havido registro de até 3 mil. Em 2008, a língua foi citada num estudo acerca do fato dos seres humanos terem ou não uma habiidade inata de contar mesmo sem ter palavras para números (Enindhilyagwa não tem).[2] [3]

Nomes[editar | editar código-fonte]

Há outros modos de transliterar seu nome

  • Andiljangwa
  • Andilyaugwa
  • Anindilyakwa (Ethnologue)
  • Aninhdhilyagwa (Conf. R. M. W. Dixon em Australian Languages)
  • Enindiljaugwa
  • Enindhilyagwa
  • Wanindilyaugwa

Também chamada Groote Eylandt, por sua localização. Outros nomes: Ingura, Yingguru, Ngandi [nid], Nunggubuyu [nuy]

Classificação[editar | editar código-fonte]

Muitas vezes o Enindhilyagwa é agrupado entre as línguas Gunwinyguan, mas o mais aparente é que não tenha relação com nenhuma outra língua da Austrália. Recente classificação das línguas do país feita por Nicholas Evans reduziu a quantidade de famílias linguísticas presents e o Enindhilyagwa ficou isolado.

Fonologia[editar | editar código-fonte]

Vogais[editar | editar código-fonte]

As análises das vogais do Enindhilyagwa ainda não foram conclusivas. Stokes (1981) analisou que haveria quarto vogais fonêmicas /i e a u/. Leeding (1989) considera que haja somente duas, /ɨ a/.

Consoantes[editar | editar código-fonte]

Periférica Laminal Apical
Bilabial Velar Palatal Dental Alveolar Retroflexa
Não arredondada Arredondada labial
Oclusiva p k c t ʈ
Nasal m ŋ ŋʷ ɲ n ɳ
Lateral ʎ (ɭ)
Rótica r ɻ
Semivogal w j

Todas palavras do Enindhilyagwa terminam em vogal. Pode haver até três consoantes juntas em algumas palavras.

Gramática[editar | editar código-fonte]

Classes de substantivos[editar | editar código-fonte]

Enindhilyagwa tem cinco classes de substantivos, ou gêneros, cada uma marcado por seu prefixo. Todos substantivos nativos têm prefixos de classe, mas palavras de origem externa (outras línguas) podem não ter.

Para pronomes limítrofes, de ligação, há uma classe simples de “macho” que agrupa as classes “macho humano” e “macho não humano”.

  • Macho humano
  • Macho não-humano
  • Fêmea (humana ou não)
  • Inanimado "que brilha", prefixo a-.
  • Inanimado "que não brilha", prefixo mwa-.

Exemplo de texto[editar | editar código-fonte]

A canção a seguir é uma tradução da canção de igreja "This is the day", cantada pelos fiéis locais da comunidade de Angurugu. A transliteração e a tradução requerem melhor confirmação.

Anindilyakwa Português
Mema mamawurra

Mema mamawurra

Ngumanekburrakama God

Ngumanekburrakama God

Narriyekiyerra, Akuwerikilyelyingmajungwuna

Narriyekiyerra

Mema mamawurra Ngumanekburrakama God

Akuwerikilyelyingmajungwuna

Mema mamawurra

Mema mamawurra

Ngumanekburrakama God

Este dia

Este dia

Feito por Deus

Feito por Deus

Nós nos rejubilamos e nos alegramos n’Ele

Este é o dia feito por Deus

Nós nos rejubilamos n’Ele

Este dia

Este dia

Feito por Deus

Fontes[editar | editar código-fonte]

  • Leeding, V. J.. Anindilyakwa phonology and morphology. [S.l.]: University of Sydney, 1989.
  • Leeding, V. J.. In: Chappell, H. and McGregor, W.. The grammar of inalienability: a typological perspective on body part terms and the part-whole relation. Berlin: Mounton de Gruyter, 1996. 193–249 pp.
  • Stokes, J.. In: Waters, B.. Australian phonologies: collected papers. Darwin: Summer Institute of Linguistics, Australian Aborigines Branch, 1981. 138–81 pp.

Referências

Ligações externas[editar | editar código-fonte]