Língua eskaiana

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Eskayana (Eskaya)
Falado em: Filipinas
Região: Bohol
Total de falantes: desconhecido
Família: sem classificação
 Eskayana
Escrita: Eskayan (silabário)
Códigos de língua
ISO 639-1: --
ISO 639-2: ---
ISO 639-3: não

Eskayana é a língua da cultura minoritária Eskaya de Bohol, província insular das Filipinas. Muito pouco é sabido a respeito dessa variedade linguística, a qual vem sendo objeto de citações ocasionais da mídia Filipina desde os anos 80.[1] Como Eskayan não tem nenhum falante nativo em nossos dias, é ensinada por voluntários em pelo menos três escolas no sudeste interior da província.

Eskayan apresenta um bom número de idiossincrasias que atraem o interesse de estudiosos, tais como seu exclusivo sistema de escrita com mais de mil caracteres silábicos, todos ditos como sendo baseados em partes do corpo humano.[2] As suas relações sintáticas e morfológica com a língua cebuana (Boholano-Visayano, a língua dominante em Cebu e províncias próximas.[3]

Amostra da escrita Eskayan
Tabela com alguns símbolos da Escrita Eskayan

Os mais antigos documentos escritos em Eskayan datam de 1908 e estiveram expostos no Museu de Bohol até setembro de 2006.

Casos gramaticais[editar | editar código-fonte]

Marcador pessoal de nome Marcador não pessoal de nome
nominativo ye or e (si) Específico (artigo) esto (ang)
possessivo kon (ni) Oblíquo específico ya (sa)
dativo puy (kang) Oblíquo não específico chda (ug)

Pronomes[editar | editar código-fonte]

Os pronomes pessiais do Eskayano também são marcados por caso gramatical. Na tabela que se segue, os equivalentes Cebuanos estão indicados “entre aspas” (tais pronomes foram tomados de fontes limitadas; omissões são indicadas por e incertezas por *)

  Absolutivo Genitivo₁
(Pre-posicionado)
Genitivo₂
(Pós-posicionado)
Oblíquo
1ª pessoa do singular naren (ako, ko) damo (akong) tompoy (nako, ko) tompoy (kanako, nako)
2a do singular samo (ikaw, ka) gona (imong) nistro (nimo, mo) nistro (kanimo, nimo)
3ª do singular atcil (siya) chdel (iyang) kon chdil (niya) mininos* (kaniya, niya)
1ª pessoa plural inclusiva arhitika (kita, ta) chdaro (atong) (nato) (kanato, nato)
1ª pessoa plural exclusiva kim (kami, mi) gramyu (among) (namo) (kanamo, namo)
2ª do plural chdicto (kamo, mo) (inyong) (ninyo) (kaninyo, ninyo)
3ª do plural (sila) persiyan (ilang) (nila) (kanila, nila)

Léxico[editar | editar código-fonte]

Influência cebuana[editar | editar código-fonte]

Apesar de suas equivalências com o Eskaiano, o Cebuano teve uma limitada influência sobre o léxico da língua. Comparando com o vocabulário básico Swadesh, há apenas oito cognato identificáveis.

Inglês Eskayan Cebuano
a (prep.) ya sa
aquilo cano ka'na
nós (Inclusivo/exclusivo) arhitika/kim kita/kami
quem kinya kinsa
quatro pat upat
seis nom un'um
oito wal walo'
nove sem siam

Amostra[editar | editar código-fonte]

Eskaiano, em alfabeto latino

Samnat yo bantelar, Datong con Bathala, Ya abeya cloper meboy secwes Nemte ya chdid loning Ya moy beresa gui Samnat eclabolto Gona yonoy dokerkedo Bentod ya hondog yel moy sebar Chda a chdiam yel keman pay

Edlac esto mesesabla Lo-ya bac Lobor, Chdire esto ebetangke chda loreker Parong esto topete Ya droser, ya secwes Do-o moy sam Tewergoyo asado chda carna Ya lacyo booy.

Português

Esta é a terra que amo, Acariciada pelo sol, Banhada pelo mar, e Beijada pela brisa fresco, Dia e Noite, Aqui onde viveram os primeiros heróis, Aqui onde buscaram a paz e aqui sangraram, Aqui crescem as maravilhosas colinas em cone, Aqui crescem os doces kinampay (ou Kampay).

Abençoada com praias de areia branca, Rios e vales de águas, Mares com muitos peixes e pastagens de gado na planície, Em cada lar reina o amor, Deus mantém minha terra sempre livre, Deixai que seja assim, eu imploro com minha força, meu coração e alma, a minha querida Pátria Bohol.[4]

Referências

  1. Piers Kelly. Visayan-Eskaya Secondary Source Materials: Survey & Review Part One: 1980–1993 Produced for the National Commission on Indigenous Peoples, Bohol, Philippines. 2006
  2. Hector Santos.The Eskaya Script em A Philippine Leaf (1997).
  3. Milan Ted D Torralba ‘The morphology of the Eskaya language’ Um “paper” apresentado em conclusão parcial na “LNG 704 (Morphology & Syntax) The Pontifical and Royal University of Santo Tomas”. Outubro 1991.
  4. [1]

Bibliografia[editar | editar código-fonte]

Em Inglês

Ligações externas[editar | editar código-fonte]