Língua fon

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Question book.svg
Esta página ou secção não cita nenhuma fonte ou referência, o que compromete sua credibilidade (desde agosto de 2010).
Por favor, melhore este artigo providenciando fontes fiáveis e independentes, inserindo-as no corpo do texto por meio de notas de rodapé. Encontre fontes: Googlenotícias, livros, acadêmicoYahoo!Bing. Veja como referenciar e citar as fontes.
Fon (Fɔngbe)
Falado em:  Benim
Nigéria
Haiti
República Dominicana
Total de falantes: 1,7 milhões
Família: Nigero-congolesa
 Atlântico-congolesa
  Volta-congolesa
   Kwa
    Margem Esquerda
     Gbe
      Fon
Códigos de língua
ISO 639-1: --
ISO 639-2: fon
ISO 639-3: fon

O fon (Fɔngbé) é uma língua nigero-congolesa que faz parte do grupo gbe e pertence à sub-família kwa. Falada na África Ocidental, sobretudo no Benim, é a língua majoritária e conta com aproximadamente 1,7 milhões de falantes - cerca da metade da população - mais concentrados no sul e no centro do país. Também é falada por outras 35 500 pessoas, distribuídas entre o centro e o sul do Togo, e o sudoeste da Nigéria.

Gramática[editar | editar código-fonte]

Como outras línguas gbe, o fon é uma língua analítica, com ordem oracional básica Sujeito-Verbo-Objeto. Alguns de seus nomes alternativos são fo, fongbe, fonnu, fogbe, dahomeen, djedji (jeje).

Uso atual[editar | editar código-fonte]

O fon era a língua oficial do antigo reino do Daomé (Danxome). Atualmente, sendo a língua majoritária no Benim, é utilizada pelas emissoras de rádio e televisão, e também adotada nos programas de alfabetização de adultos.

Distribuição da língua fon, em lilás.

Referências[editar | editar código-fonte]

O fon é a língua materna da cantora Angélique Kidjo, de origem beninense.

Provavelmente, no resto do mundo, a palavra mais conhecida em língua fon é vodun (em português, vodu) ("divindade", "deus"), por sua ligação ao vodu haitiano, praticado pelos descendentes de escravos no Haiti .

Dialetos[editar | editar código-fonte]

Capo (1988) considera Maxi e como sendo dois dos dialetos Fon dialect cluster, porém, não inclui aí Alada ou Toli (Tɔli) que seriam parte do Gun, considerado por Ethnologue comu uma língua Phla–Pherá.

Fonologia[editar | editar código-fonte]

"Welcome" (Kwabɔ) em Fon numa farmácia do aeroporto de Cotonou, Benin

Fon tem sete vogais orais e cinco nasais.

Fonemas Vogais Fon of Fon[1]
Anterior Central Posterior
Fechada i   ĩ u   ũ
Meio Fechada e   o  
Meio Aberta ɛ   ɛ̃ ɔ   ɔ̃
Aberta a   ã
Fonemas Consoantes do Fon[1]
Labial Alveolar Post-alveolar Palatal Velar Labial-velar
"Nasal" Oclusiva m ~ b n ~ ɖ    
Oclusiva (p) t d t͡ʃ d͡ʒ   k ɡ k͡p ɡ͡b
Fricativa f v s z     x ɣ ɣʷ
Aproximante   l ~ ɾ   ɲ ~ j   w

/p/ somente ocorre em Ideofonias ou palavras de origem externa, embora seja muitas vezes substituída por /f/, como em cɔ́fù 'loja (shop)'. Muitas outras oclusivas sonoras somente aparecem diante de vogais orais, enquanto que as homogrâmicas nasais oclusivas somente ocorrem diante de vogais nasais. Assim, [b] [m] e [ɖ] [n] são alofones. [ɲ] pode ser livremente alternada com [j̃]; Fong também é tida como não apresentar nasais fonêmicas, um padrão bem comum na África Ocidental. Isso é uma questão de perspectiva: Pode ser questionado que [b] e [ɖ] são alofones não nasais de /m/ e /n/ diante de vogais orais. /w/ e /l/ São nasais diante de vogais nasais; /w/pode se assimilada para [ɥ] diante de /i/.

Os únicos grupos consonantais do Fon têrm /l/ ou /j/ como segunda letra; depois de post-alveolares, /l/ é opciomalmente percebida como [ɾ]: klɔ́ 'lavar', wlí 'pegar', jlò [d͡ʒlò] ~ [d͡ʒɾò] 'querer’.

Ortografia[editar | editar código-fonte]

Alfabeto Fon
Maiúsculas A B C D Ɖ E Ɛ F G GB I J K KP L M N NY O Ɔ P R S T U V W X Y Z
Minúsculas a b c d ɖ e ɛ f g gb i j k kp l m n ny o ɔ p r s t u v w x y z
Sons a b d ɖ e ɛ f ɡ ɡb i k kp l m n ɲ o ɔ p ɣ s t u v w x j z

X é usada como /x/ em algumas ortografias, h em outras. Em alguns textos [e] e [o] são usado em situações nasais: me [mɛ̃], Fon [fɔ̃]. O tom geralmente não é escrito, exceto quando indispensável.

Tons[editar | editar código-fonte]

Fon apresenta dois tons fonéticos, Alto e Baixo. O tom alto é percebido como ascendente (baixo-alto) depois de uma vogal sonora. As palavras de duas sílabas têm basicamente quatro possibilidades: Alto-Alto, Alto-Baixo, Baixo-Alto, Baixo-Baixo. Em palavras com mais sílabas, como em verbos e em frases nominais, o tom mais Alto tende a se manter até a última sílaba. Se tal sílaba tiver um tom fonético baixo, ela se tornará descendente (Alto-Baixo) Tons baixos desaparecem entre tons altos., mas seu efeito permanece com uma queda fonêmica. Tons ascendentes (Baixo-Alto) se simplificam para altos depois de outro alto (sem queda sonora) e vão para tom baixo antes de tom alto.

/ xʷèví-sà-tɔ́ é xɔ̀ àsɔ̃́ wè /
[ xʷèvísáꜜtɔ́ ‖ é ꜜxɔ̂ | àsɔ̃́ wê ‖ ]
vendedor ele/ela passado perfeito) comprar caranguejo dois
Hwevísatɔ́, é ko hɔ asón we.
"A vendedora de peixe, ela comprou dos caranguejos"

Em Ouidah, um tom ascendente ou descendente é percebido como com sendo médio, Por exemplo, 'nos, vocês é fonemicamente tom alto em /bĩ́/ mas foneticamente descendente por ser sonoro, ficando geralmente como tom médio Ouidah.

Amostra de texto[editar | editar código-fonte]

GBETA GBƐ Ɔ BI TƆN EE ƉƆ XÓ DÓ ACƐ E GBƐTƆ ƉÓ KPODO SISI E ƉO NA ƉÓ N'I LƐ KPO WU E WEXWLE

Ee nyi ɖɔ hɛnnu ɖokpo mɛ ɔ, mɛ ɖokpoɖokpo ka do susu tɔn, bɔ acɛ ɖokpo ɔ wɛ mɛbi ɖo bo e ma sixu kan fɛn kpon é ɖi mɛɖesusi jijɛ, hwɛjijɔzinzan, kpodo fifa ni tiin nu wɛkɛ ɔ bi e ɔ,

Português

Todos os seres humanos nascem livres e iguais em dignidade e direitos. São dotados de razão e consciência e devem agir em relação uns aos outros com espírito de fraternidade. (Artigo 1º - Declaração Universal Direitos Humanos)

Ver também[editar | editar código-fonte]

Notas[editar | editar código-fonte]

  1. a b Claire Lefebvre; Anne-Marie Brousseau. A Grammar of Fongbe. [S.l.]: Walter de Gruyter, 2002. 15–29 pp. ISBN 3-11-017360-3

Ligações externas[editar | editar código-fonte]