Língua koriaque

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Koryaque (нымылан)
Falado em: Rússia
Total de falantes: 3.019 (Censo Russo 2002)
Família: Línguas chukotko-kamchatkanas
 Norte
  Koryaque
Códigos de língua
ISO 639-1: --
ISO 639-2: ---
ISO 639-3: kpy

Koryaque é uma das Línguas chukotko-kamchatkanas falada por cerca de 3 mil pessoas no extremo leste da Sibéria, especialmente no Okrug Koriakia. É falada pelos Koriaques e é uma língua relacionada com a Língua Chukoto, a qual tem mais de 7 mil falantes. A língua, junto com o Chukoto, o Kereque, o Alutor, o Itelmen, faz parte das Línguas chukotko-kamchatkanas.

Os Koriaques chamam a si próprios por dois nomes:

  • Os nômades são chamados Chavchu, "ricos em renas".
  • Os assentados de tribos são os Nymylan (нымылан), "sedentários".
  • Os russos os chamam e impuseram o nome conforme eram conhecidos por vizinhos, Koriaques, "com as renas".

Os Chukchis e os Koriaques formam uma unidade cultural com economia baseada na criação de renas, tendo ambas autonomia dentro da Federação Russa.

Alfabeto[editar | editar código-fonte]

Em 1932, foi desenvolvida uma escrita em Alfabeto latino para o Koriaque baseado no dialeto Chavchyvan, porém, em 1937 foram forçados a usar o Alfabeto cirílico.

А а Б б В в В' в' Г г Г' г' Д д Е е
Ё ё Ж ж З з И и Й й К к Ӄ ӄ Л л
М м Н н Ӈ ӈ О о П п Р р С с Т т
У у Ф ф Х х Ц ц Ч ч Ш ш Щ щ Ъ ъ
Ы ы Ь ь Э э Ю ю Я я

Usa-se o Alfabeto cirílico com 4 letras a mais: В', Г', Ӄ , Ӈ ; as letras Ё, Ш, Ь só são usadas para palavras de origem russa.

Bibliografia[editar | editar código-fonte]

  • Bogoras, Waldemar, and Franz Boas. Koryak Texts. Leyden: E.J. Brill, 1917.
  • Comrie, Bernard. Inverse Verb Forms in Siberia Evidence from Chukchee, Koryak and Kamchadal. Amsterdam: Bibliotheek v.h. Inst. voor Algemene Taalwetenschap v.d. Univ. van Amsterdam], 1985.
  • Zhukova, A. N., and Tokusu Kurebito. Basic topical dictionary of the Koryak-Chukchi languages. Tokyo, Japan: Research Institute for Languages and Cultures of Asia and Africa, Tokyo University of Foreign Studies, 2004. ISBN 487297896X

Referências Externas[editar | editar código-fonte]