Língua lezgui

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Question book.svg
Esta página ou se(c)ção não cita fontes fiáveis e independentes (desde maio de 2010). Por favor, adicione referências e insira-as no texto ou no rodapé, conforme o livro de estilo. Conteúdo sem fontes poderá ser removido.
Encontre fontes: Google (notícias, livros, acadêmico)Yahoo!Bing.
Lezgui
Falado em: Daguestão, Azerbaijão
Total de falantes: 450000
Família: Caucasiana
 Caucasiana do Nordeste
  Lezguian
   Lezgui
Estatuto oficial
Língua oficial de: Daguestão
Regulado por: Sem órgão regulador
Códigos de língua
ISO 639-1: -
ISO 639-2: lez

A língua lezgui, também dita daguestânico, é uma língua caucasiana do nordeste falada pelos lezguianos que vivem no sul do Daguestão (uma república da Rússia) ao norte do Azerbaijão.

Características[editar | editar código-fonte]

O lezgui é uma língua do grupo checheno-lezguiano, do subgrupo samuriano (que incluem rutuls, aguls, tsakhur, budukh, khinalug, kryz, dhzek, khaput e udi). Dividem-se em três dialetos:

  • Kürin ou günei, ao sudeste do Daguestão, constitui a base literária, é falada em Kurakh, centro cultural e econômico de seu território e capital do antigo khanat de Kürin.
  • Akhti, falada ao sudeste do Daguestão.
  • Kuba, falada ao nordeste do Azerbaijão.

Status[editar | editar código-fonte]

O lezgui tornou-se língua literária no final do século XIX, quando era escrita em caracteres árabes, mas o árabe, que era sua língua literária, foi substituído pelo lezgui após a Revolução Russa. As primeiras tentativas de escrever em alfabeto cirílico (1904-1905)não tiveram êxito. O 1928 o alfabeto árabe foi substituído pelo latino, e o 1938 pelo cirílico. É uma das nove línguas oficiais do Daguestão (em lezgui Daghustandin Respublika), apesar de que não é muito empregada no ensino.

Entre 1920 e 1960 foi usada ao ensino entre os lezguianos do Daguestão, e entre o 1920 e o 1939 entre os do Azerbaijão, até quinto. Também foi língua oficial dos agul entre o 1920 e o 1950. Depois, russo passou a ser ensinado no Daguestão e o azeri no Azerbaijão. Mesmo assim, o 98% dos que vivem no Daguestão falam habitualmente o lezgui. No Daguestão edita-se o diário Lerzgi gazet desde 1928.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]