Língua malgaxe

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Malgaxe (Malagasy)
Falado em: Madagascar, Reunião (França), Comores, Seychelles, Mayotte
Região: África Meridional
Total de falantes: 20 milhões, aproximadamente.
Família: Austronésia
 Malaio-polinésia
  Grupo Bornéu-filipino
   Malgaxe
Estatuto oficial
Língua oficial de: Madagascar
Regulado por: Não é regulado oficialmente por nenhuma instituição
Códigos de língua
ISO 639-1: mg
ISO 639-2: mlg
ISO 639-3: mlg

O malgaxe (malagasy) é uma língua malaio-polinésia falada por praticamente toda a população de Madagascar.

Em Madagascar, a língua malgaxe é considerada a língua nacional, mas divide a condição de língua oficial com o francês, que continua sendo a língua principal nos meios escritos e na educação.

Existem também alguns falantes de malgaxe na ilha francesa de Mayotte e em comunidades originárias de Madagascar assentadas em Reunião (França), Comores e outros países.

Descrição linguística[editar | editar código-fonte]

Classificação[editar | editar código-fonte]

O malgaxe pertence ao grupo de línguas malaio-polinésias que, por sua vez, faz parte da família austronésia. A língua mais similar ao malgaxe é o ma'anyan, falada no sul de Bornéu. O fato aparentemente paradóxico de que a língua de Madagascar seja de origem polinésia se deve a que os primeiros povoadores da ilha chegaram até ela por mar vindos da Indonésia, levando dali sua língua e sua cultura.

Fonologia e escrita[editar | editar código-fonte]

Fonologia[editar | editar código-fonte]

As palavras malgaxes são acentuadas em geral na penúltima sílaba, salvo aquelas terminadas em "ka", "tra" o "na", que são acentuadas na antepenúltima sílaba. As vocais átonas são frequentemente omitidas, pelo que malagasy soa de maneira similar à transcrição francesa "malgache". O malgache possui apenas quatro sons vocálicos, correspondentes às vogais /a/, /e/, /i/ e /u/ do espanhol. Não existe, portanto, o fonema /o/.


Escrita[editar | editar código-fonte]

O malgaxe é escrito utilizando-se o alfabeto latino desde um decreto do reino Merina no ano de 1823. Anteriormente utilizou-se ocasionalmente o alfabeto árabe e um alfabeto de cuja origem remonta à Índia para representar a língua. A ortografia atual malgaxe não utiliza todas as letras do alfabeto latino. Entre as vogais, só existem quatro: a, e, i, o. A letra "u" não é utilizada. Tampouco se utilizam as consoantes "c", "q", "w" e "x".

Gramática[editar | editar código-fonte]

O malgaxe é uma das poucas línguas do mundo na qual as orações seguem a ordem "verbo + objeto + sujeito".

Léxico[editar | editar código-fonte]

Junto com sua base léxica malaio-polinésia, o malgaxe conta com muitas palavras de origem bantu, em especial do suaíli, devidas à imigração em séculos passados de falantes destas línguas, assim como aos contatos comerciais com a costa oriental da África. Estes contatos comerciais são também a causa da existência de muitas palavras de origem árabe.

Nos últimos anos, o idioma vem tomando muitas palavras do francês e, mais recentemente, também do inglês.

Aspectos sociolinguísticos[editar | editar código-fonte]

Distribuição geográfica[editar | editar código-fonte]

O malgaxe é falado em toda a ilha de Madagascar. Na ilha de Mayotte, há 39.000 falantes do dialeto bushi. Também existem pequenos grupos de falantes, em comunidades originárias de Madagascar, na ilha de Reunião e nas Comores.

Oficialidade[editar | editar código-fonte]

O malgaxe é cooficial com o francês em Madagascar. Apesar de sua condição de língua nacional, o francês continua sendo a língua principal nos meios escritos.

Dialetologia[editar | editar código-fonte]

Existem diferentes classificações dialetais. Uma classificação distingue onze dialetos principais do malgaxe, o bushi, falado em Mayotte, e outros dez na ilha de Madagascar: o merina, falado no planalto do interior, antankarana, bara, betsimisaraka septentrional, betsimisarana meridional, masikoro, sakalava, tandroy-mahafaly, tanosy e tsimihety.

Na verdade, a inteligibilidade mútua entre as diferentes formas dialetais é restrita, pelo que se pode também considerar ao malgaxe como um grupo de línguas relacionadas, mais do que uma única língua. Nesse sentido, a situação do malgaxe é similar a de línguas como o chinês ou o euskera, consideradas como línguas únicas por questões de identidade cultural e contiguidade geográfica, apesar das diferenças enormes que mostram seus "dialetos".

Ver também[editar | editar código-fonte]

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

  • Ethnologue.com Esquema das onze formas principais do malgaxe, com ligações a artigos sobre cada uma delas. (em inglês)