Língua rajastani

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Rājasthānī (राजस्थानी راجستھانی)
Falado em:  India
 Pakistan
Região: Rajastão e areas vizinhas na Índia. Também em partes de Sind e Panjabe no Paquistão
Total de falantes: 80 milhões (approx.)
Família: Indo-europeia
 Indo-Iraniana
  Indo-Ariana
   Indo Ariana Central
    Rājasthānī
Códigos de língua
ISO 639-1: --
ISO 639-2: raj
ISO 639-3: vários:
raj — Rajasthani (generic)
bgq — Bagri
gda — Gade Lohar
gju — Gujari
hoj — Harauti
lmn — Lambadi
mup — Malvi
wbr — Wagdi

Rajasthani (Devanagari: राजस्थाणी, Perso-Árabe: راجستھانی) é uma indo-ariana do Oeste.[1] É falada por cerca de 50 milhões de pessoas no Rajastão e em alguns outros estados da Índia (Gujarat, Haryana, Panjabe)[2] e em algumas áreas do Paquistão, como no Sind e no Panjabe. No total são cerca de 80 milhões de falantes no mundo.[3]

Origens[editar | editar código-fonte]

Trata-se de um conjunto de dialetos diversos e não é uma das línguas oficiais da Índia. Sua origem está numa língua ancestral chamada de ”Guzerate antigo” ou Maru-Gujar ou Maruwani, falada entre os anos 1000 e 1500 d.C. Essa lingua ancestral gerou também o atual Guzerate. Já foi considerada como um dialeto do Hindi, no século XIX e no início do século XX. É hoje considerada como uma língua separada e é semi-oficial no Rajastão.

Dialetos[editar | editar código-fonte]

Aqueles dialetos e línguas considerados dentro da definição Rajastani são:

  • Marvari, Bagri, Bhitrauti, Sirohi, Godvari, Mevari
  • Dhundhari ou Jaipuri, Harauti
  • Mevati, Nimadi
  • Gojri ou Gujuri, Lamani ou Banjari ou Lambadi

Escrita[editar | editar código-fonte]

A língua Rasjastani nas suas diversas formas pode ser escrita de duas formas:

Notas e referências

  1. Grierson, George A. 1918. Linguistic Survey of India (Volume VIII, Part II). Calcutta: Government of India Press
  2. Census of India, 2001. Rajasthan. New Delhi: Government Press
  3. Peter Constable and Gary Simons, "An Analysis of ISO 639, Preparing the way for advancements in language identification standards", SIL International, p. 11

Ligações externas[editar | editar código-fonte]