Língua xamtanga

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Xamtanga (ˈχamtaŋa)
Falado em: Etiópia
Região: Amhara Norte
Total de falantes: 213.355 (2007)[1]
Família: Afro-Asiática
 Cushítica
  Oriental
   Xamtanga
Códigos de língua
ISO 639-1: --
ISO 639-2: cus
ISO 639-3: xan

Xamtanga (também chamada Agawinya, Khamtanga, Simt'anga, Xamir, Xamta) é uma das Línguas cuchíticas centrais falada na Etiópia pelo povo Xamir no norte da região de Amhara, distrito de Avergele, zonas de Lasta e Waag.

Escrita[editar | editar código-fonte]

A língua Xamtanga usa uma variante adaptada da escrita etíope ge’ez. É um silabário com 32 símbolos para sons consoantes, 26 deles modificados para cada um de seis sons vogais e 6 para somente cinco dos sons vogais.

Fonologia[editar | editar código-fonte]

Vogais[editar | editar código-fonte]

Frontal Central Posterior
Fechada i ɨ u
Média ə
Aberta a

As vogais centrais /ɨ ə a/ apresentam alofones anteriores e posteriores, dependendo das consoantes adjacentes.

Consoantes[editar | editar código-fonte]

Labial Coronal Post-alveolar
ou Palatal
Velar Uvular Glotal
Plana Labializada Plana Labializada
Plosiva e
Africada
Surda t t͡ʃ k q
Sonora b d d͡ʒ ɡ ɡʷ
Ejetiva t͡ʃʼ kʷʼ
Fricativa Surda f s ʃ χ χʷ h*
Sonora z
Ejetiva
Nasal m n ŋ ŋʷ
Lateral l
Vibrante simples ɾ
Semivogal j w
  • /h/ é encontrada somente no início de palavras de origem estrangeira, podendo ter o som glotal [h] ou faringeal [ħ].
  • /t/ é [[consoante alveolar antes da vogal /i/, mas consoante dental nas demais posições.
  • /q/ pode ser a ejetiva [qʼ] e em alguns casos aparecer como variação livre de plosivas surdas.

Geminação[editar | editar código-fonte]

Em posição que não sejam no início de palavras, o Xamtanga apresenta contraste entre consoantes com geminação e consoantes simples. Na maior parte dos casos, a diferença entre geminadas e não geminadas é simplesmente de extensão, mas nos casos das /b t q/ há maior complexidade. Quando no início de palavras, /b/ é percebida como uma bilabial [β] ou uma labiodental fricativa [v]. /t/ e /q/ são nessa posição percebidas como as africadas [tθ qχ]. Seus equivalentas geminados podem ser percebidos como [bː tː qː] prolongados ou simplesmente como [b t q] curtos. Não há geminação em posições iniciais de palavras e /b t q/ funcionam como plosivas.

Referências

Bibliografia[editar | editar código-fonte]

Em inglês

  • D.L. Appleyard. (1987). "A Grammatical Sketch of Khamtanga—I". Bulletin of the School of Oriental and African Studies, University of London 50 (2): 241–266. DOI:10.1017/S0041977X00049028.
  • D.L. Appleyard. (1987). "A Grammatical Sketch of Khamtanga—II". Bulletin of the School of Oriental and African Studies, University of London 50 (3): 470–507. DOI:10.1017/S0041977X00039471.
  • Appleyard, David L. (1988) "A Definite Article in Xamtanga", African Languages and Cultures 1/1, pp. 15–24.
  • Appleyard, David L. (2006) A Comparative Dictionary of the Agaw Languages (Kuschitische Sprachstudien — Cushitic Language Studies Band 24). Köln: Rüdiger Köppe Verlag.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]