Língua yaniuwa

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Yaniuwa
Falado em: Território do Norte (Austrália)
Total de falantes: de 5 a 15
Família: Pama-Nyungan
 Ngarna
  Yaniuwa
Códigos de língua
ISO 639-1: --
ISO 639-2: aus
ISO 639-3: jao

A língua Yaniuwa (também Yanyula, Anyula) é falada pelo povo Yanyuwa nas proximidades do assentamento Borroloola (em Yanyuwa burrulula) no Território do Norte (Austrália). O Yanyuwa, como muitas das línguas aborígenes da Austrália, é um complexo idioma aglutinativo, cuja gramática inclui um conjunto de dezesseis classes de substantivos, que implicam concordâncias diversas, complexas e numerosas, com verbos, adjetivos, pronomes, etc. O Yaniuwa é uma língua ergativa-absolutiva.

Gramática[editar | editar código-fonte]

Classes de Substantivos[editar | editar código-fonte]

Yanyuwa tem 16 classes de substantivos, distinguíveis entre si por prefixoss. Em alguns casos, prefixos diferentes são usados, dependendo de que fala, se é homem ou mulher. ‘0’ na tabela a seguir indica que no caso não há prefixo. Nas classes 2, 8 e 14 da tabela (m) e (h) significam respectivamente – falado por mulher, falado por homem.

Classes Nominais do Yanyuwa
# prefixo classe exemplo
1 rra-/a- fêmea humana) rra-bardibardi "senhora de idade"
2 nya- (falado por mulher) ‘‘0’’- (falado por homem) macho humano) (m)nya-malbu (h)malbu "senhor de idade"
3 rra-/a- feminino a-karnkarnka "água de peito branco"
4 ‘0’- masculino nangurrbuwala "canguru das colinas"
5 ma- comida (exceto carne) ma-ngakuya "fruto de cicadófita"
6 na- árvores e derivados na-wabija "bastão p/ cavar"
7 narnu- abstratos narnu-wardi "maldade"
8 prefixos pronominais possessivos partes do corpo nanda-wulaya "cabeça dela”, (m)niwa-wulaya (h)na-wulaya "cabeça dele"
9 ‘0’- familiares kajaja "pai, papai"
10 diversos prefixos pronominais parentes próximos - formal angatharra-wangu "minha esposa"
11 diversos prefixos pronominais parentes bem mais jovens - formal karna-marrini "filho de minha filha"
12 diversos prefixos (ou sufixos) pronominais parentes adquiridos - formal rra-kayibanthayindalu "tua nora"
13 rri- dual e li- plural grupo humano li-maramaranja "excelentes caçadores de dugongos"
14 rra-/a-, nya-. ‘0’- nomes pessoais rra-Marrngawi, (m)nya-Lajumba (h)Lajumba
15 rra-/a- / ‘0’- nome de cerimônias rra-Kunabibi, Yilayi, rra-Milkathatha
16 ‘0’- nome de locais Kandanbarrawujbi, Burrulula, Wathangka

Notas:

rra- é uma forma mais formal de prefixo para fêmea/feminino muitas vezes usada quando se quer solicitar algo;, a- é a forma formal mais usada, no dia-a-dia; Há uma única palavra em rra-ardu "moça, menina", na qual o prefixo é sempre usado, é inerente à palavra. Objetiva-se distinguir claramente da palavra do ”falar dos homens” ardu "rapaz, menino", a qual é dita nya-ardu pelas mulheres.

Homem e mulher[editar | editar código-fonte]

Yanyuwa tem uma pouquíssimo usual característica dentre as línguas, pois há dialeto diferentes para o modo de falar de Homens e Mulheres no nível morfológica. O único momento em que os homens usam a “linguagem das mulheres” é quando se dirigem a elas, ocorrendo o processo vice versa.

Ver como se diz, por exemplo “O menininho desceu para o rio para ver o irmão dele”:

(mulher) nya-buyi nya-ardu kiwa-wingka waykaliya wulangindu kanyilu-kala nyikunya-baba.

(homem) buyi ardu ka-wingka waykaliya wulangindu kila-kala nyiku-baba.

Estilos de conversação[editar | editar código-fonte]

Em Yanyuwa, algumas palavras apresentam diferentes formas, sinônimos, que são usados em situações culturais diversas.

Parentes[editar | editar código-fonte]

O modo de falar com alguns parentes próximos e mesmo com agregados (parentescos oriundos de casamento) é usado quando as pessoas falam com alguns parentes: irmãos (ãs) e primos (as) do sexo oposto; irmão, irmã, sogro e sogra; sobrinhos e sobrinhas se o pai deles (fala de homem) ou mão deles (fala de mulher) houver morrido. Ocasionalmente, o falar com parentes toma formas com diferentes afixos daqueles da conversação normal, mas geralmente só varia o vocabulário.

Exemplo: Na conversação normal o “bastão para cavar” é chamado na-wabija, mas quando se fala com os familiars citados acima a palavra é na-wulungkayangu.

Um exemplo dessa diferença está nas frases para “Ele está indo para o fogo para cozinhar a comida”:

  • Parentesco: Ja-wuynykurninji ki-bujibujilu runungkawu ma-wulyarri.
  • Normal: Ja-wingkayi ki-buyukalu wubanthawu ma-ngarra.

Rituais[editar | editar código-fonte]

Outro vocabulário é usado durante cerimônias e rituais religiosos. Muitas dessas palavras são sagradas e mantidas como segredos dos iniciados.

Exemplo: Na conversação normal o dingo é chamado wardali, mas nos rituais sagrados, a palavra usada é yarrarriwira. Esse é um dos termos cuja forma sagrada é conhecida pelo grande público Yaniuwa, bem como outros usados para animais e plantas.

Ilhas[editar | editar código-fonte]

Quando estão no Grupo Insular Sir Edward Pellew, que faz parte dos territórios Yanyuwa, esses nativos usam outro vocabulário, diverso do usado no continente australiano. Essa diferença entre o falar insular e o continental é bem maior que as diferenças entre outros tipos de linguagem.

Exemplo: Quando no continente, a palavra para pescar é wardjangkayarra, mas quando nas ilhas, a palavra é akarimantharra.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]