Línguas esquimó-aleútes

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Localização das línguas esquimó-aleútes, faladas nos Estados Unidos, Canadá e Groenlândia.

As línguas esquimó-aleútes compõem uma família de idiomas falados na Groenlândia, no Ártico canadense, no Alasca e em partes da Sibéria, na Federação Russa. Também conhecidos como esquimós ou macro-esquimós,[1] esta família consiste dos idiomas falados pelos esquimós (o inuíte, falado no norte do Alasca, Canadá e Groenlândia, e o yupik, falado no oeste e sudoeste do Alasca, e na Sibéria), e pelo idioma aleúte, falado nas ilhas Aleutas e nas ilhas Pribilof.

O termo "esquimó" é um exônimo, de origem algonquina, e por esta maneira é tido como depreciativo pelos próprios falantes do grupo linguístico; porém o termo é utilizado pelos linguistas para se referir ao grupo dos idiomas yuit-yupik-inuit como um todo. No Canadá o termo nativo Inuit é utilizado para descrevê-las, e, no Alasca, os termos Yup'ik, Inupiaq ou Inuit, dependendo do interlocutor.

Tradicionalmente, a família de idiomas esquimós era dividida apenas no grupo inuíte e no grupo yupik (ou Yup'ik-Yuit). No entanto, pesquisas mais recentes sugeriram que o próprio yupik poderia não formar um grupo à parte, e sim o contínuo dialetal inuíte é que seria uma das muitas línguas que compõem este possível grupo geral yupik, e levantando a suspeita que a diferenciação entre os dois grupos, com base na dicotomia Sibéria-Alasca, parece ter sido mais obra de geógrafos que linguistas.

Lista das línguas esquimo-aleutianas.[editar | editar código-fonte]

Esquimó[editar | editar código-fonte]

Aleúte[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. Fleming 1987: 189.

Bibliografia[editar | editar código-fonte]

  • Fleming, Harold C. "Towards a definitive classification of the world's languages". Diachronica IV:1/2.159-223, 1987.
Ícone de esboço Este artigo sobre linguística ou um linguista é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.