L'école des femmes

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
L'école des femmes
Comédia
L'EcoledesFemmes.jpg

L'école des femmes - gravura da edição 1719
Data de apresentação 26 de dezembro de 1662 (351 anos)
Autor Molière
País  França
Classificação etária Inadequado para menores de 12 anos i DEJUS (Brasil)

Escola de mulheres (no original em francês, L'école des femmes) é uma peça teatral de autoria de Molière, apresentada pela primeira vez em 26 de dezembro de 1662.[1] Devido às enormes críticas que sofreu esta peça, Molière escreveu A Crítica à Escola de Mulheres (Le critique de L'école des femmes).

Sinopse[editar | editar código-fonte]

Trata de um solteirão, Arnolfo, que sempre fora o algoz dos maridos traídos de Paris, denunciando-lhes as desventuras. Aos quarenta anos, ele querendo casar-se, porém temendo ser traído, escolhe Inês, uma menina que criara desde os quatro anos de idade, precavendo-se para que lhe ensinassem somente o que pudesse torná-la o mais burra possível. Esta, contudo, apesar das precauções de Arnolfo apaixona-se por um rapaz, Horácio, que toma Arnolfo por amigo e lhe conta suas desventuras amorosas, sem saber que Arnolfo era quem trancafiava sua amada. No final, os pais de ambos os jovens, que tinham prometido mutuamente os filhos, aparecem para dar um bom fim à intriga.

O quadro de personagens fecha-se com Crisaldo, um amigo de Arnolfo, de cujo casamento este sempre fala mal, e Alan e Georgete, servos de Arnolfo, que mais atrapalham que ajudam seu amo.

Referências

  1. Escola de Mulheres Veja São Paulo. (Maio, 2010).
Ícone de esboço Este artigo sobre Teatro (genérico) é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.