L'île mystérieuse

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Question book.svg
Esta página ou secção não cita nenhuma fonte ou referência, o que compromete sua credibilidade (desde maio de 2014).
Por favor, melhore este artigo providenciando fontes fiáveis e independentes, inserindo-as no corpo do texto por meio de notas de rodapé. Encontre fontes: Googlenotícias, livros, acadêmicoYahoo!Bing. Veja como referenciar e citar as fontes.
A Ilha Misteriosa
Ile Mysterieuse 02.jpg
Capa de uma das primeiras edições
Autor (es) Júlio Verne
Idioma francês
País França
Série Les voyages extraordinaires
Editora Flag of Portugal.svg RBA
Lançamento 1873-75
Cronologia
Último
Último
A Volta ao Mundo em 80 Dias
Martin Paz
Próximo
Próximo

A Ilha Misteriosa (no original em francês, L'île mystérieuse) é o título de um livro do escritor Júlio Verne, publicado em 1874.

Conta as aventuras de um grupo de abolicionistas estadunidense que, após uma fuga num balão, encontram uma ilha desconhecida. Por vezes, o nome Ilha Misteriosa é usado simplesmente como referência à Ilha Lincoln, ilha fictícia no oceano Pacífico (34° 57' S 150° 30' O), onde a história se desenrola.

Enredo[editar | editar código-fonte]

Gtk-paste.svg Aviso: Este artigo ou se(c)ção contém revelações sobre o enredo.

A história começa com a fuga de cinco yankees (abolicionistas do Norte) que haviam sido feitos prisioneiros pelos separatistas (do Sul), em Richmond, durante a Guerra Civil Americana, num balão que os próprios separatistas haviam construído. A companhia de fugitivos é formada por Cyrus Smith, um engenheiro ferroviário e oficial do exército da União, descrito como abolicionista de razão e coração; Neb (diminutivo de Nebuchadnezzar), corajoso e fiel servo afro-americano de Smith; o marinheiro Bonadventure Pencroft; Herbert Brown, jovem protegido de Pencroft e filho do seu capitão já morto; e o jornalista Gideon Spilett, repórter do New York Herald, descrito como pertencente àquela raça de jornalistas que não recuam perante coisa alguma quando se trata de obter uma informação exacta ou de transmiti-la com a menor demora ao jornal de que dependem.

Após voarem, durante vários dias, debaixo de uma tempestade, Smith cai ao mar e desaparece, e os restantes fugitivos acabam por se despenhar no Pacífico, sobre um ilhéu vulcânico não cartografado e aparentemente desabitado. Comparada a um animal monstruoso adormecido à superfície do Pacífico, a Ilha Lincoln, assim baptizada em honra do republicano Abraham Lincoln, tem aproximadamente a extensão de Malta, mas muito mais irregular e menos abundante em cabos, golfos, enseadas ou angras do que esta. A ilha era dividida em dois lados, um dos quais era árido, demonstrando erupção antiga do vulcão. O outro lado era coberto por espessa floresta. O livro conta também com um dos personagens mais notáveis do autor, o Capitão Nemo.

Esse livro demonstra que o ser humano tem condição de viver, cultivar e criar longe da comunidade em que vive, ou seja, pode muito bem viver isolado e dependendo apenas da natureza.

Ainda neste livro Julio conta como a união entre pessoas quando necessaria pode salvar vida ... é uma necessidade (no livro ) que eles trabalhem em grupo para sobreviver e no fundo de tudo é a real mensagem escondida :)

Ícone de esboço Este artigo sobre um livro é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.
O Commons possui uma categoria contendo imagens e outros ficheiros sobre L'île mystérieuse