L'Anse aux Meadows

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Pix.gif Parque Nacional L'Anse aux Meadows *
Welterbe.svg
Património Mundial da UNESCO

Authentic Viking recreation.jpg
Sítio de colonização viking em L'Anse aux Meadows.
País  Canadá
Critérios vi
Referência 4
Região** América do Norte
Coordenadas 51° 34′ N 55° 29′ W
Histórico de inscrição
Inscrição 1978  (2ª sessão)
* Nome como inscrito na lista do Património Mundial.
** Região, segundo a classificação pela UNESCO.

L'Anse aux Meadows (do francês L'Anse-aux-Méduses, "Caverna das Águas-vivas") é um sítio arqueológico no extremo norte da ilha de Terra Nova, em Terra Nova e Labrador, no Canadá, onde foram encontrados restos de uma vila viking em 1960 pelo explorador norueguês Helge Ingstad e sua mulher, a arqueóloga Anne-Stine Ingstad. L'Anse aux Meadows provou-se ser da cultura escandinava devido à similaridades entre características das estruturas e artefatos encontrados no local e aquelas dos sítios arqueológicos da Groenlândia e da Islândia, originários por volta de 1000 d.C..

Acredita-se que o nome "L'Anse aux Meadows" tenha sido criado pelos pescadores franceses da área entre os séculos XVIII e XIX, que nomearam o sítio "L'Anse aux Meduses", significando "Baía das Águas-vivas". O nome moderno é uma corrupção do francês devido ao fato do local ser aberto, composto por campinas (meadows, em inglês).

A aldeia era composta de, pelo menos, oito edifícios: três residências, uma forja, uma serragem para abastecer um estaleiro e três armazéns.

Importância[editar | editar código-fonte]

L'Anse aux Meadows é o único sítio nórdico na América do Norte fora da Groenlândia, e representa a mais distante colônia européia conhecida no Novo Mundo antes das viagens de Cristóvão Colombo e John Cabot quase 500 anos depois, e a única evidência genuína de um contato Pré-colombiano entre o Novo e o Velho Mundo.

A aldeia foi nomeada Patrimônio da Humanidade pela UNESCO em 1978.

Atrações turísticas[editar | editar código-fonte]

Um museu mostra um modelo da aldeia e alguns artefatos encontrados no local. Os turistas podem visitar os restos de oito edifícios. Perto do recinto arqueológico estão reconstruidas uma oficina e duas residências no estilo dos Vikings com muros de turfa e telhados de erva.

Galeria[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre História ou um historiador é um esboço relacionado ao Projeto História. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.