L'Auberge espagnole

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
L'Auberge espagnole
A Residência Espanhola (PT)
O Albergue Espanhol (BR)
Cartaz original do filme.
 França  Espanha
2002 • cor • 122 min 
Realização Cédric Klapisch
Produção Bruno Levy
Argumento Cédric Klapisch
Elenco Romain Duris
Judith Godrèche
Audrey Tautou
Kelly Reilly
Género Comédia
Romance
Drama
Idioma Francês
Espanhol
Inglês
Catalão
Direção de fotografia Dominique Colin
Edição Francine Sandberg
Distribuição Mars Distribution
Lançamento 19 de junho de 2002 (FRA)
29 de novembro de 2002 (POR)
Orçamento 5.300.000 €
Cronologia
Último
Último
Les Poupées russes
Próximo
Próximo
Página no IMDb (em inglês)

L'Auberge espagnole (O Albergue Espanhol (título no Brasil) ou A Residência Espanhola (título em Portugal)) é um filme de comédia dramática e romântica franco-espanhol de 2002, escrito e realizado por Cédric Klapisch. Protagonizado por Romain Duris, Judith Godrèche, Audrey Tautou e Kelly Reilly.

É o primeiro filme de uma trilogia, que teve sequência em 2005 com Les Poupées russes e em 2013 com Casse-tête chinois.[1]

Enredo[editar | editar código-fonte]

Gtk-paste.svg Aviso: Este artigo ou se(c)ção contém revelações sobre o enredo.

Tendo como cenário Barcelona, a história acompanha o destino de Xavier, um estudante de Economia, que viaja através de um programa de intercâmbio popular na Europa, o Erasmus.

Xavier chega à Espanha totalmente despreparado, sem saber falar espanhol e catalão, triste por deixar a sua namorada para trás, confuso sobre quem é ou que laços pode criar nesta cidade estrangeira. Em busca de um lugar para ficar, ele acaba por encontrar um casal francês recém-casado, um médico e sua solitária esposa, Anne-Sophie, que lhe oferecem o sofá. Depois, encontra um lugar definitivo, um apartamento com sete estudantes europeus de nacionalidades tão variadas quanto as suas personalidades e sexualidade. Segundo Xavier, a multiplicidade de línguas faz lembrar o caos que existe na sua cabeça.

O apartamento fica conhecido como Auberge espagnole, literalmente "albergue espanhol", que na gíria francesa significa um lugar onde as culturas se misturam como num caldeirão, onde não há regras e tudo pode acontecer. Na verdade, o apartamento lotado cedo torna-se cenário de confusões engraçadas à medida que os estudantes de diferentes culturas experimentam o amor e diferentes maneiras de ver a vida, tentando imaginar como será o futuro.

Xavier vê-se envolvido numa teia de mulheres: a namorada francesa Martine, que parece distante mesmo tendo vindo visitá-lo; a sua melhor amiga no albergue e instrutora sexual, a belga Isabelle, que gostaria que Xavier fosse mulher; e a reprimida Anne-Sophie, por quem Xavier sente um afeto que acaba desembocando num amor proibido.

Mesmo com corações partidos e com o tumulto e a confusão que se vive no apartamento, surge uma espécie de unidade a partir dos sonhos que os seus habitantes têm em comum. Surge, também, a certeza que nenhum deles será igual depois das experiências que vivenciaram ali.

Gtk-paste.svg Aviso: Terminam aqui as revelações sobre o enredo.

Elenco[editar | editar código-fonte]

  • Xavier de Guillebon… Jean-Michel, o marido de Anne-Sophie
  • Wladimir Yordanoff… Jean-Charles Perrin
  • Irène Montala… Neus
  • Javier Coromina… Juan
  • Iddo Goldberg… Alistair
  • Martine Demaret… a mãe de Xavier
  • Olivier Raynal… Bruce
  • Paulina Galvez… a professora de flamenco
  • Jacno… o pai de Xavier

Recepção da crítica[editar | editar código-fonte]

L'Auberge Espagnole teve recepção geralmente favorável por parte da crítica especializada. Em base de 31 avaliações profissionais, alcançou metascore de 65% no Metacritic. Por votos dos usuários do site, atinge uma nota de 8.7, usada para avaliar a recepção do público.[2]

Banda sonora[editar | editar código-fonte]

N.º Título Música Intérprete Duração
1. "Générique"     Kouz-1 ft. Ardag 1:58
2. "El Timbre no funciona"     Kouz-1 3:57
3. "La cocinera"     Mala Rodriguez 3:26
4. "Ai du"     Ali Farka Touré 7:09
5. "Betece"     Africando All Stars 5:04
6. "Reino de Silia"     Vicente Amigo 4:19
7. "Waltz op. 64 no 2 in c-sharp minor"   Frédéric Chopin Arthur Rubinstein 3:44
8. "No Surprises"     Radiohead 3:49
9. "Aerodynamic"     Daft Punk 3:33
10. "Cambia la vida"     Ardag 4:18
11. "Que viva la noche"     Sonia & Selena 3:40
12. "Le rêve de l'Hippocampe"     Kouz-1 2:23
Duração total:
47:25

Prémios e nomeações[editar | editar código-fonte]

Vencidos:[3]

Nomeações:[3]

Referências

  1. Jorge Ferreira (8 de julho de 2013). Primeiro teaser trailer da sequela de «A Residência Espanhola» e «As Bonecas Russas» (em português) c7nema. Página visitada em 17 de julho de 2013.
  2. L'Auberge Espagnole (em inglês) Metacritic. Página visitada em 19 de junho de 2014.
  3. a b L'Auberge espagnole - Récompenses (em francês) www.allocine.fr. Página visitada em 26 de maio de 2012.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]