LS Jack

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
NoFonti.svg
Este artigo ou se(c)ção cita fontes confiáveis e independentes, mas que não cobrem todo o conteúdo (desde setembro de 2012). Por favor, adicione mais referências e insira-as corretamente no texto ou no rodapé. Material sem fontes poderá ser removido.
Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)
LS Jack!
Informação geral
Origem Rio de Janeiro, Rio de Janeiro
País  Brasil
Gênero(s) Pop rock
Rock brasileiro
Período em atividade 1997 - 2005
2010 - presente
Gravadora(s) Indie Records
Afiliação(ões) Jota Quest
Rogério Flausino
Vinny
Tiago Nagy
Xuxa
Integrantes Marcus Menna
Sérgio Ferreira
Vitor Queiroz
Bicudo
Ex-integrantes Sergio Morel
Alessandro Barross
Fabio Allman

LS Jack é uma banda de pop rock brasileira formada em 1997 na cidade do Rio de Janeiro. A banda ficou parada por 6 anos devido a complicações cardiorrespiratórias causadas ao vocalista Marcus Menna durante uma lipoaspiração mal-sucedida em 2004, deixando-o em estado de coma por mais de dois meses, além de sérios problemas de coordenação motora.

História[editar | editar código-fonte]

O LS Jack começou, quando alguns estudantes de música decidiram montar uma banda chamada L'Acid Jazz para tocar na noite carioca[1] . Influenciados por diversos artistas como Michael Jackson e James Taylor Quartet, adquiriram experiência suficiente para compor as primeiras canções, misturando pop, funk, acid jazz rock, hip hop e black music.

Mudaram o nome para LS Jack um jogo de palavras com o acid jazz e já com algum repertório próprio, mas sem disco nem gravadora, conseguiram uma apresentação nos programas de Luciano Huck e Xuxa. Depois disso, não demorou para Marcus Menna (voz e violão), Sérgio Morel (guitarra e teclados), Serginho Ferreira (guitarra), Vitor Queiroz (baixo), Alessandro Barros (saxofone) e Bicudo (bateria) estourarem em todo o país. O primeiro álbum, auto-intitulado, LS Jack lançado em 1999 trouxe o hit "Você Chegou", além de "Go Back", dos Titãs e "Quase Um Segundo", do grupo Os Paralamas do Sucesso.

Em 2000 chegou Olho por Olho, Gente por Gente, em que a banda foi mais a fundo em busca de sua identidade. Os grandes destaques do trabalho foram "U Q Fazer", "O Tempo" e "Não Chores Mais". A cantora Luiza Possi ainda fez uma participação especial na faixa "Mil Vezes". Foi, entretanto, apenas em 2002 que o grupo se tornou um dos mais populares do país.

O lançamento do terceiro disco em 2002, intitulado V.I.B.E.: Vibrações Inteligentes Beneficiando a Existência, trouxe dois dos maiores sucessos de toda a carreira do LS Jack até então: "Carla" e "Uma Carta". As duas canções estiveram entre as mais tocadas do ano e renderam diversas turnês por todo o Brasil, além de aparições nos principais programas da televisão, totalizando 200 mil cópias vendidas.

Pouco antes de soltar o novo trabalho, um desentendimento num aeroporto, envolvendo a banda e os pagodeiros do Art Popular, acabou em agressões físicas de ambas as partes. O caso foi amplamente divulgado pela mídia e tudo foi esclarecido. Logo após chegou Tudo Outra Vez, lançado em 2003. Feito em parceria com o renomado produtor Rick Bonadio, o álbum manteve o LS Jack em alta com "Sem Radar", "Espírito Meu" e "Amanhã Não Se Sabe".

O grupo foi abalado pelo acidente sofrido pelo vocalista Marcus Menna em 2004 decorrente a reação alérgica ao medicamento Dipirona injetável tomado durante a recuperação de uma lipoaspiração. No mesmo ano a banda lançou o o álbum Jardim de Cores, que já estava sendo preparado antes do incidente.

Em 2005, a banda apresentou um nono projeto chamado O Salto com o vocalista Fabio Allman, pois Marcus Menna ainda se recuperava do acidente. O Salto lançou os álbuns A Noite É dos que Não Dormem e O Possível e o Impossível

Em 2010 a banda iniciou uma turnê em comemoração dos dez anos de banda, com a volta de Marcus Menna aos vocais,Serginho Ferreira (guitarra), Vitor Queiroz (baixo) e Bicudo (bateria) . Seu primeiro show foi no dia 1° de maio na Festa Nacional da Cerveja, em Divinópolis- MG.

Em 2011 a banda fez diversos shows pelo sul do pais.

Em fevereiro de 2012 a banda relançou o álbum Jardim de Cores com a faixa bonus "Brincar de Viver" com show comemorativo no estúdio da Multishow-FM e desde então, a banda vem se apresentando em diversas cidades do País.

Integrantes[editar | editar código-fonte]

Discografia[editar | editar código-fonte]

Curiosidades[editar | editar código-fonte]

Broom icon.svg
Seções de curiosidades são desencorajadas pelas políticas da Wikipédia.
Ajude a melhorar este artigo, integrando ao corpo do texto os itens relevantes e removendo os supérfluos ou impróprios.
  • Antes de se chamar "LS Jack", a banda se chamava L-Acid Jazz.
  • Com o fim da LS Jack, em 2005 os ex-integrantes uniram-se ao vocalista Fabio Allman com o intuito de criar uma nova banda, O Salto, que já lançou seu primeiro disco denominado A Noite é dos que Não Dormem.
  • Já o vocalista Marcus Menna, reiniciou sua carreira musical em 2006 e montou uma nova banda, chamada V.I.B.E. 6.
  • A banda voltou a tocar em 2010 com a formação original, inclusive Marcus Menna, e sem Sérgio Morel. O primeiro show da volta foi realizado em maio de 2010 na Festa da Cerveja em Divinópolis-MG.

Referências

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Flag of Brazil.svgGuitarra masc.png Este artigo sobre uma banda ou grupo musical do Brasil, é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.