La gazza ladra

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Text document with red question mark.svg
Este artigo ou secção contém uma ou mais fontes no fim do texto, mas nenhuma é citada no corpo do artigo, o que compromete a confiabilidade das informações. (desde abril de 2012)
Por favor, melhore este artigo introduzindo notas de rodapé citando as fontes, inserindo-as no corpo do texto quando necessário.

La gazza ladra (A Pega Ladra, em italiano) é uma ópera semi-séria (melodramma) em dois atos do compositor italiano Gioachino Rossini. Seu libreto, de autoria de Giovanni Gherardini, foi baseado em La pie voleuse, de JMT Badouin d'Aubigny e Louis-Charles Caigniez. A obra é célebre por sua abertura, e se destaca pelo uso das caixas.

Rossini era célebre, à época, pela velocidade com que compunha suas obras, e esta não foi exceção; supostamente o seu produtor teria sido obrigado a trancar Rossini num quarto, às vésperas da primeira performance, para que ele concluísse a abertura. Rossini então passava pela janela cada folha da obra aos seus copistas, que escreviam o resto das partes orquestrais.

História[editar | editar código-fonte]

Foi encenada pela primeira vez em 31 de maio de 1817, no Teatro alla Scala, de Milão. A ópera foi revisada por Rossini para performances posteriores em Pesaro, em 1818, no Teatro del Fondo (Nápoles), em 1819, e no Teatro di San Carlo (Nápoles) em 1820. O próprio Rossini revisou a obra para sua execução em Paris, em 1866.

Riccardo Zandonai fez sua própria versão da ópera para uma performance em Pesaro, em 1941. Alberto Zedda editou o trabalho original de Rossini para uma publicação da Fondazione Rossini em 1979.

Bibliografia[editar | editar código-fonte]

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

  • La pie voleuse opera en trois actes, Gioacchino Rossini, Castil-Blaze, Giovanni Gherardini (E.J. Coale, 1831)
  • La gazza ladra, Gioacchino Rossini, Giovanni Gherardini, Aubigny, Caigniez (Louis-Charles) (published by Elliott, 1833)