Cecília Underwood

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
(Redirecionado de Lady Cecilia Underwood)
Ir para: navegação, pesquisa
NoFonti.svg
Este artigo ou se(c)ção cita fontes fiáveis e independentes, mas que não cobrem todo o conteúdo (desde janeiro de 2014). Por favor, adicione mais referências e insira-as corretamente no texto ou no rodapé. Material sem fontes poderá ser removido.
Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)
Cecília Underwood
Nome completo Cecilia Letitia Gore
Nascimento 1785
Morte 1 de Agosto de 1873 (88 anos)
Palácio de Kensington, Reino Unido
Nacionalidade Britânica
Parentesco Arthur Gore, 2.º Conde de Arran
Elizabeth Underwood
Cônjuge Sir George Buggin
Augusto Frederico, duque de Sussex

Cecília Underwood, 1.ª duquesa de Inverness (nascida Cecilia Letitia Gore), (c. 1785 - 1 de agosto de 1873) foi a segunda esposa do príncipe Augusto Frederico, duque de Sussex, sexto filho do rei Jorge III do Reino Unido. Como o seu casamento não cumpria as normas do Decreto de Casamentos Reais de 1772, foi considerado ilegal aos olhos da lei e Cecilia não recebeu nem o título de duquesa de Sussex nem de princesa. Apesar de tudo, a sua sobrinha, a rainha Vitória, concedeu-lhe o título de duquesa de Inverness, a 10 de Abril de 1840.

Origens[editar | editar código-fonte]

A data de nascimento exacta de Cecilia não é conhecida, mas sabe-se que a futura duquesa nasceu por volta de 1785. O seu pai era Arthur Gore, 2.º Conde de Arran e a sua mãe era Elizabeth Underwood.[1] Quando nasceu, recebeu o tratamento de Lady Cecilia Gore, um título de cortesia entregue às filhas de condes.

Casamentos[editar | editar código-fonte]

Lady Cecilia casou-se pela primeira vez em maio de 1815 com sir George Buggin. Não nasceram filhos desta união e sir George morreu a 12 de abril de 1825.

Mais tarde, Cecilia casou-se com o príncipe Augusto Frederico, duque de Sussex, sexto filho do rei Jorge III, no Grande Palácio de Cumberland, em Londres, no dia 2 de Maio de 1831. O duque de Sussex já se tinha casado em 1793 com Augusta Murray, mas a união foi anulada em 1794 por não cumprir as normas do Decreto de Casamentos Reais de 1772 que exigia que todos os membros da família real britânica pedissem autorização ao rei antes de se casarem. Contudo, esta segunda união também não cumpria esse requisito, o que fazia com que fosse ilegal.

Duquesa de Inverness[editar | editar código-fonte]

Como o casamento não era considerado legal no Reino Unido, não lhe foi concedido o tratamento de Sua Alteza Real, a duquesa de Sussex.[2] Em vez disso, Cecilia passou a utilizar o apelido "Underwood", que tinha sido o nome de solteira da sua mãe, e uma licença real permitiu que se passasse a chamar lady Cecilia Underwood.[3] O casal vivia nos aposentos do duque no Palácio de Kensington.

Contudo, lady Cecilia não era aceite como um membro completo da família real britânica. O protocolo severo impedia que Cecilia estivesse presente em funções de estado com outros membros da família real, já que não tinha permissão para se sentar do lado do marido devido à sua posição demasiado baixa. Para melhorar esta situação, a rainha Vitória concedeu-lhe o título de duquesa de Inverness por seu próprio direito, o que teria permitido que o título passasse a herdeiros masculinos, caso a duquesa tivesse tido algum. Em consequência, o seu marido também recebeu o título de conde de Inverness.

O duque de Sussex morreu no Palácio de Kensington e foi enterrado no cemitério de Kensal Green. A duquesa continuou a viver no palácio até à sua morte em Agosto de 1873. Foi enterrada ao lado do marido.

Referências