Lago

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Lago Ness na Escócia, um dos lagos mais famosos do mundo.
Lagoa Feia a 2ª maior lagoa do Brasil, perdendo somente para a Lagoa Mirim.
Lago congelado.

Um lago é uma depressão natural na superfície da Terra que contém permanentemente uma quantidade variável de água. Essa água pode ser proveniente da chuva, duma nascente local, ou de curso de água, como rios e glaciares geleiras que desaguem nessa depressão.

A quantidade de água que um lago contém depende do clima regional. As dimensões dos lagos são muito variáveis, desde alguns metros até várias centenas de quilómetros, como são os Grandes Lagos da América do Norte ou os Grandes lagos Africanos. A sua profundidade também varia desde alguns centímetros até várias centenas de metros - o Lago Baikal, na Sibéria, é o mais profundo do mundo, com 1680 metros.

O estudo ecológico dos lagos designa-se por limnologia.

Origem dos lagos[editar | editar código-fonte]

A origem dos lagos é variável e depende da geomorfologia do terreno. Em zonas como a Antártida, podem existir lagos sub-glaciares, isto é, debaixo do gelo, como o Lago Vostok.

Geologicamente, a maior parte dos lagos da Terra é recente. Os resultados naturais da erosão tendem a eliminar pelo menos um dos lados da bacia que contém o lago, tal como acontece no lago Baikal, que se estima ter entre 25 e 30 milhões de anos. Há um número de processos naturais que formam os lagos. Um levantamento tectónico recente de uma cordilheira pode criar depressões que acumulam água e formam os lagos. O avanço e recuo dos glaciares pode também formar depressões na superfície. Tais lagos são comuns na Escandinávia, Sibéria e Canadá. Os lagos podem também ser formados por meio de deslizamento de terras ou por bloqueios glaciares. Um exemplo deste último ocorreu durante a última Idade do Gelo no estado norte-americano de Washington, quando um enorme lago se formou.

Os lagos salgados formam-se onde não existe escoamento natural ou onde a água se evapora rapidamente. Exemplos destes são o Grande Lago Salgado, o Mar Cáspio, o Mar de Aral e o Mar Morto.

Os lagos pequenos com forma de arco ou crescente poderão formar-se nos vales de cursos de água como resultado da existência de meandros. Rios com baixa velocidade da água tomam formas sinuosas e os lados externos das curvas são erodidos mais rapidamente que os internos. Eventualmente uma forma semelhante a uma ferradura é formada e o rio muda o seu leito por uma nova passagem, fazendo surgir na zona da antiga passagem um lago arqueado.

O lago Vostok é um lago subglacial da Antartica, possivelmente o maior do mundo. A pressão do gelo e da composição química interna sugerem que se o lago fosse furado, poderia resultar numa fissura que daria origem a um geyser.

Alguns lagos, como o Baikal e o Tanganica estão em zonas de rift continental, e são criados por subsidência da crosta à medida que duas placas tectónicas são friccionadas. Estes são os lagos mais antigos e mais profundo do mundo, e tornar-se-ão oceanos dentro de milhões de anos. Por exemplo, julga-se que o Mar Vermelho teve origem num lago de vale de rift continental.

Também os vulcões podem criar lagos. Um exemplo é a Caldeira das Sete Cidades, nos Açores.

Tipo de lagos[editar | editar código-fonte]

Os lagos são classificáveis em função da sua origem. Alguns tipos são:

  • Lagos tectônicos - águas acumuladas nas deformações da crosta terrestre;
  • Lagos de origem vulcânica - águas que ocupam antigas crateras de vulcões extintos;
  • Lagos residuais - que correspondem a antigos mares (água salgada);
  • Lagos de depressão - águas acumuladas em depressões do relevo;
  • Lagos de origem mista - resultante da combinação de diversos fatores capazes de represar certa quantidade de água.
  • Lagos de origem glacial - resultantes do degelo dos glaciares do último período glacial.

Em relação ás sua características fala-se de:

  • Lagos artificiais - formados por uma barragem como a de Sobradinho, no rio São Francisco;
  • Lagos de passagem - quando são atravessados por um rio como o rio Ródano no lago Lemano.

É importante não confundir um lago com uma planície de inundação, que tem uma origem e uma dinâmica diferente. À volta dum lago, no entanto, pode existir uma planície de inundação.

Os lagos artificiais, quando derivados da construção de uma barragem, são muitas vezes designados por albufeiras, embora este termo também se use para algumas formações aquáticas na zona costeira marítima (por exemplo a Lagoa de Albufeira, no concelho de Sesimbra).

Normalmente, a água dos lagos é água doce, mas existem no mundo alguns importantes lagos salgados, como o Grande Lago Salgado da América do Norte ou o Mar Morto no Médio Oriente (Israel e Palestina).

Maiores lagos[editar | editar código-fonte]

Lago Área total Profundidade
máxima
Volume Países Tipo de água
Mar Cáspio 393.898 km² 1.025 m 78.200 km³ Rússia, Cazaquistão, Azerbaijão,
Irã, Turquemenistão
salgada
Lago Superior 82.414 km² 405 m 12.100 km³ E.U.A., Canadá doce
Lago Vitória 68.870 km² 81 / 85 m 2.750 km³ Tanzânia, Quénia, Uganda doce
Lago Huron 59.596 km² 229 m 3.540 km³ E.U.A., Canadá doce
Lago Michigan 58.016 km² 281 m 4.918 km³ E.U.A. doce
Lago Tanganica 32.893 km² 1.470 m 18.900 km³ R.D.Congo, Tanzânia, Zâmbia, Burundi doce
Lago Baikal 31.492 km² 1.637 m 23.600 km³ Rússia doce
Grande Lago do Urso 31.080 km² 88 m 2.236 km³ Canadá doce
Grande Lago do Escravo 28.438 km² 614 m 2.090 km³ Canadá doce
Lago Erie 25.745 km² 64 m 489 km³ E.U.A., Canadá doce
Lago Winnipeg 24.341 km² 18 m 283 km³ Canadá doce
Lago Malawi 23.310 km² 706 m 8.400 km³ Malawi, Tanzânia, Moçambique doce
Lago Ontario 19.259 km² 244 m 1.639 km³ E.U.A., Canadá doce
Lago Balkhash 18.428 km² 26 m 106 km³ Cazaquistão doce
Lago Ladoga 17.703 km² 255 m 908 km³ Rússia doce
Lago Onega 9.891 km² 120 m 280 km³ Rússia doce
Lago Titicaca 8.135 km² 281 m 893 km³ Bolívia, Peru doce
Mar de Aral >6.630 km² 32 m 110 km³ Cazaquistão e Usbequistão
(Era o quarto colocado até 1960)
salgada

Lagos do Brasil[editar | editar código-fonte]

Galeria de Fotos[editar | editar código-fonte]

Ver também[editar | editar código-fonte]

Ligações externas[editar | editar código-fonte]