Lago Kariba

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Lago Kariba
Lago Kariba visto do espaço
Localização
Coordenadas 17 S 28 E
País  Zâmbia
 Zimbabwe
Características
Tipo Albufeira de barragem
Altitude 485 m
Área * 5400 km²
Comprimento máximo 220 km
Largura máxima 40 km
Profundidade média 31 m
Profundidade máxima 78 m
Volume * 160 km³
Bacia hidrográfica 663 000
Afluentes rio Zambeze
Efluentes rio Zambeze
* Os valores do perímetro, área e volume podem ser imprecisos devido às estimativas envolvidas, podendo não estar normalizadas.

O lago Kariba é um grande lago artificial na fronteira entre Zâmbia e Zimbabwe, sobre o rio Zambeze. Nasceu com a construção da barragem de Kariba, realizada pela empresa italiana Torno Internazionale SpA, entre 1955 e 1959. O fecho da barragem ocorreu em 2 de Dezembro de 1958, e a data oficial do enchimento foi 22 de Janeiro de 1959.

O lago tem 220 km de comprimento e até 40 km de largura, cobrindo uma área de 5 400 km². A sua profundidade média é de 31 m e máxima de 78 m.1 Inclui 190 ilhas do Zimbabwe e 103 da Zâmbia, com o total das ilhas a cobrir cerca de 147 km² e 604 km de litoral.

A cidade de Kariba surgiu como local de alojamento dos trabalhadores que construíram a barragem de Kariba.

Situado a sul de Lusaka, este lago é rodeado por uma costa selvagem e pouco habitada. É no lado zimbabweano que se encontra a maior parte das raras instalações turísticas.

Fauna[editar | editar código-fonte]

A sardinha do lago Tanganica (Limnothrissa miodon), uma das espécies introduzidas no Kariba.

Antes do lago Kariba ser enchido, a vegetação existente foi queimada, criando uma espessa camada de solo fértil no que se tornaria o leito do lago. Em resultado disso, a diversidade biológica no lago é grande. Encontraram-se pelo menos 41 espécies de peixes (Kenmuir, 1983), entre os quais uma enguia (Anguilla bengalensis), um Clupeidae - a sardinha-do-lago-Tanganica (Limnothrissa miodon), introduzida em 1967 -, quatro Mormyridae, quatro Characidae, entre os quais o Brycinus imberi), dois Distichodontidae - o nkupe (Distichodus mossambicus) e o chessa (Distichodus schenga) - , dois Schilbeidae e dois Clariidae, o vundu (Heterobranchus longifilis), de grande porte, um peixe-gato eléctrico (Malapterurus electricus), dois Mochokidae, 10 Cyprinidae dos quais 6 barbos, um Cyprinodontidae e 11 Cichlidae.

Bibliografia[editar | editar código-fonte]

  • Kenmuir, Dale, A wilderness called Kariba, Wilderness Publications, Salisbury, 1978
  • Kenmuir, Dale, Fishes of Kariba, Longman Zimbabwe, Harare, 1983

Imagens[editar | editar código-fonte]

Referências