Laguna

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Lagunas Vístula e da Curlândia, no mar Báltico

Laguna é um termo que em geomorfologia refere-se a uma depressão formada por água salobra ou de salgada, localizada na borda litorânea, comunicando-se com o mar através de canal, constituindo assim, uma espécie de «semilago».[1] Em geral, as lagunas se formam na foz oceânica de rios que, pela interação com a mecânica do vento e das ondas, geram barras de sedimentos que evoluem para esporões arenosos cada vez maiores, isolando da violência do oceano águas salobras, muito mais tranquilas.[1]

Em alguns lugares, como no Brasil, esse sistema pode evoluir a ponto de, com um acúmulo cada vez mais volumoso de sedimentos, gerar — pelo estrangulamento das passagens — sistemas de lagoas conectadas somente pelo lençol freático.[2]

Galeria[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. a b FULGÊNCIO, Paulo César. Glossário – Vade Mecum. [S.l.]: Mauad Editora Ltda, 2007. 678 pp. ISBN: 9788574782188
  2. CLAPHAM, Frances M., et al. Resposta a tudo. [S.l.]: Círculo de Leitores, 1980. 286 pp.


Ícone de esboço Este artigo sobre hidrografia em geral é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.