Lairton e seus Teclados

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Lairton e seus Teclados
Informação geral
Nome completo Lairton Paulino da Silva
Origem Alto Alegre do Pindaré, Maranhão
País  Brasil
Instrumento(s) Vocais
Outras ocupações Cantor
Gravadora(s) Gema
Página oficial lairton.com.br

Lairton Paulino da Silva, melhor conhecido como Lairton e seus Teclados (Alto Alegre do Pindaré, Maranhão),[1] é um cantor de música sertaneja, que ficou famoso por seu single "Morango do Nordeste", que foi sucesso no Nordeste. Com o sucesso do single, seu álbum de estreia vendeu mais de 350 mil cópias.[2] [3]

Lairton Paulino da Silva, nascido no dia 14 de Julho de 1972, natural de Alto Alegre do Pindaré - Maranhão

Aos 8 anos de idade, Lairton aprendeu tocar sozinho violão, guitarra, teclado, entre outros instrumentos; começando assim, seus ensaios. Vindo de família humilde, tinha que se desdobrar para conciliar a música com o trabalho de vendedor ambulante, função que exercia para ajudar os pais no sustento da casa.

Aos 17 anos ele resolveu deixar Alto Alegre do Pindaré/Ma para seguir sua vocação a música. Lairton foi morar em Santa Inês na casa de dona Zuzu, com um tempo ele sentiu que estava incomodando por chegar tarde do trabalho, e resolveu morar com uma amiga, ( Raimunda) que cantava com ele na Igreja e na renovação carismática católica, mas como ele chegava muito tarde por que tocava nas casas de seresta ele ficava com vergonha de acordar a amiga e as vazes dormia no chão da garagem ou na rua.

Mas com todo esse sofrimento ele não queria voltar para casa, ele tinha prometido pra mãe dele que quando voltasse pra casa voltaria com um disco na bagagem, já que a única bagagem que ele tinha levado era um par de tênis e duas mudas de roupa e o mais importante, a fé e a força de vontade.

Lairton nunca se deixou abater pelas dificuldades que aparecia, sempre com um sorriso no rosto ele dizia: "A palavra NUNCA não existe pra mim !". No começo, ele passou por bandas musicais, cantou muito na noite e fazia shows em casa de seresta.

Em 1998, Lairton deu o grande salto da carreira, lançou seu I CD que teve como carro chefe a música "Morango do Nordeste", um disco sem muitas pretensões, que acabou se transformando em poucos meses num fenômeno de vendagem, ao atingir Um Milhão de cópias. Projetando-se assim o cantor no estilo romântico. Estava nascendo o novo fenômeno da música romântica brasileira.

Lairton caiu no gosto do povo e conquistou nada menos que sua madrinha Marlene Mattos que o lançou na mídia, através do programa “Planeta Xuxa” exibido pela TV Globo, consagrando de vez a carreira do artista; As músicas de Lairton chegaram primeiro as rádios do nordeste e assim foi se espalhando por todo Brasil, chegando atingir a marca de Três Milhões de copias no ano 2000.

O II CD “ Lairton e Seus Teclados Vol. II” foi lançado em 2000e já na sua divulgação foi carinhosamente denominado pêlos fãs de “MORANGUINHO II” não houve indiferença para com o público, e vendeu mais de Duzentas Mil Cópias. Composto pôr 16 Faixas, Com três músicas inéditas, trazendo algumas composições conhecidas pelo público, e a música “Tentei te Esquecer” como carro chefe do CD.

O trabalho de divulgação não estar limitado apenas aos Shows. Abrange também aos Programas de TV, que a cada aparição de Lairton, chega a atingir 30 pontos de audiência no IBOPE. Embora os holofotes da mídia e agenda lotada, Lairton teve poucas mudanças não deixando o seu jeito simples: continua recebendo e retribuindo o carinho do público. Sua marca registrada é o romantismo e o titulo de Brega não o incomoda.

O III CD mostra que a simplicidade do nordestino de origem pobre não impediu Lairton de conviver com o sucesso. Mantendo o estilo Romântico, o novo trabalho tem como música principal “A Nordestina” vendeu mais de cem mil cópias em apenas uma semana. Religioso, Lairton não deixa de agradecer a Deus e a família pelo sucesso alcançado.

Há quatro anos embalando o Brasil com seu romantismo que arrasta multidões Lairton lança agora seu IV CD entitulado “Lairton IV”. Como não poderia de ser, esse trabalho vem recheado de romantismo do começo ao fim de suas Quatorze Faixas, assumindo a tradição dos anteriores.

O disco começa com a versão acústica de “Morango do Nordeste”, canção pela qual o artista tem um carinho natural e especial, e a música de trabalho é “Anjo Azul”. O CD tem belas canções de intérpretes conhecidos nacionalmente e internacionalmente, como Zé Ramalho, Zezé de Camargo, Paul Anka e Pablo Milanês. A tiragem inicial foi de cem mil cópias e a julgar pela felicidade de seus fãs este foi mais um grande sucesso da Música Popular Brasileira.

Lairton lança seu V CD em novembro de 2002 é também o seu 1º CD ao vivo ele tem um repertório uma mistura de músicas de todos os CDs anteriores e regravações de cantores consagrados como “Chitãozinho & Chororó” com a música “Alô” sendo carro chefe desse trabalho.

Dentro de vários trabalhos com músicas de sua autoria e das eternas regravações, Lairton lança seu 1° DVD na cidade onde lhe acolheu como filho; Santa Inês-MA foi palco de um mega evento junto com a banda Gatinha Manhosa. Seus fãs foram ao delírio ou ouvir as maravilhosas canções escolhidas pelos que fazem esse sonho acontecer “MEUS FÃS”.

Hoje ele está lançando o seu novo CD tem como titulo LAIRTON E SEUS TECLADOS E BANDA,( tudo de bom) lançado pela gravadora DN MUSIC de Fortaleza CE, um disco com 18 faixas com a musica A PROCURA DO AMOR, LOUCA SAUDADE, NOITE E DIA e outras.

O HOMEM POR TRÁS DO ARTISTA[editar | editar código-fonte]

Como todo canceriano, Lairton é um romântico incorrigível, pai atencioso e excelente marido que transporta boa parte do seu jeito de ser para o artista carismático. Sempre sorrindo e de bem com a vida, ele não esconde de nenhuma forma a sua origem humilde e como todo nordestino é perseverante, possui a sabedoria adquirida durante o caminho cheio de obstáculos que a vida impôs sem perdera fé em Deus e nem desacreditar no seu potencial.

É muito difícil desvincular o artista Lairton do homem. Afinal, foi por acreditar na sua vocação e lutar arduamente pela realização dos seus sonhos que ele conseguiu, em 1999, ser reconhecido no cenário musical nacional e firmar positivamente sua carreira.

Embora possua uma cara de menino, comporta-se como um verdadeiro artista sem nem uma crise de estrelismo.

  • Referências

  1. Rose Reis de Souza. A Volta pelas Ondas: O Rádio e o Migrante Nordestino em São Paulo (em português). Google Books. Página visitada em 12 de fevereiro de 2014.
  2. Sérgio Martins (24/5/2000). A fruta da temporada. Revista Veja Edição 1650.
  3. Biografia no Cravo Albin. dicionariompb.com.br/. Página visitada em 22/07/2013.

http://www.lairton.com.br/biografia

Ícone de esboço Este artigo sobre um cantor é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.