Lambda Arae

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
λ Arae
Dados observacionais (J2000)
Constelação Ara
Asc. reta 17h 40m 23,8s[1]
Declinação -49° 24′ 56,1″[1]
Magnitude aparente 4,77[2]
Características
Tipo espectral F4 V[3]
Cor (U-B) –0,04[2]
Cor (B-V) +0,40[2]
Astrometria
Velocidade radial +3,6 km/s[4]
Mov. próprio (AR) 103,22 mas/a[1]
Mov. próprio (DEC) -176,51 mas/a[1]
Paralaxe 46,62 ± 0,33 mas[1]
Distância 70,0 ± 0,5 anos-luz
21,5 ± 0,2 pc
Magnitude absoluta 3,06
Detalhes
Gravidade superficial 4,15 (log g)[5]
Luminosidade 4,6[5] L
Temperatura 6 725[5] K
Metalicidade [Fe/H] –0,24[4]
Rotação 15,5 km/s[6]
Outras denominações
CD–49 11616, GJ 9597, HD 160032, HIP 86486, HR 6569, NSV 23218, NLTT 45187, SAO 228257.[1]
Lambda Arae
Ara constellation map.png

Lambda Arae (λ Ara, λ Arae) é uma estrela na constelação de Ara. Está a uma distância de cerca de 70,0 anos-luz (21,5 parsecs) da Terra.[1] Sua magnitude aparente é de 4,77,[2] sendo visível a olho nu.

O espectro de Lambda Arae corresponde a uma classificação estelar de F4 V,[3] o que indica que é uma estrela de classe F da sequência principal. Brilha com 4,6 vezes a luminosidade do Sol, a uma temperatura efetiva de 6 725 K,[5] o que dá a ela a coloração amarela-branca típica de estrelas de classe F.[7] Há evidências que Lambda Arae é um sistema estelar binário consistindo de duas estrelas de mesma massa.[6]

Observações de Lambda Arae pelo Telescópio Espacial Spitzer mostram excesso de emissão infravermelha a um comprimento de onda de 70 μm. Isso sugere que a estrela pode ser orbitada por um disco de poeira a uma distância de mais de 15 UA[8]

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. a b c d e f g SIMBAD query result - lam Ara. Simbad. Centre de Données astronomiques de Strasbourg. Página visitada em 30 de agosto de 2012.
  2. a b c d Johnson, H. L. et al. (1966), "UBVRIJKL photometry of the bright stars", Communications of the Lunar and Planetary Laboratory 4 (99), Bibcode1966CoLPL...4...99J. 
  3. a b Gray, R. O. et al. (julho de 2006), "Contributions to the Nearby Stars (NStars) Project: spectroscopy of stars earlier than M0 within 40 pc-The Southern Sample", The Astronomical Journal 132 (1): 161–170, doi:10.1086/504637, Bibcode2006AJ....132..161G. 
  4. a b Holmberg, J.; Nordstrom, B.; Andersen, J. (julho de 2009), "The Geneva-Copenhagen survey of the solar neighbourhood. III. Improved distances, ages, and kinematics", Astronomy and Astrophysics 501 (3): 941−947, doi:10.1051/0004-6361/200811191, Bibcode2009A&A...501..941H. 
  5. a b c d Mallik, Sushma V. (dezembro de 1999), "Lithium abundance and mass", Astronomy and Astrophysics 352: 495–507, Bibcode1999A&A...352..495M 
  6. a b Fuhrmann, K. et al. (agosto de 2011), "Evidence for the nearby F4V star λ Ara as a binary system", Monthly Notices of the Royal Astronomical Society 415 (2): 1240–1243, doi:10.1111/j.1365-2966.2011.18764.x, Bibcode2011MNRAS.415.1240F. 
  7. "The Colour of Stars", Australia Telescope, Outreach and Education (Commonwealth Scientific and Industrial Research Organisation), 21 de dezembro de 2004, http://outreach.atnf.csiro.au/education/senior/astrophysics/photometry_colour.html, visitado em 16 de janeiro de 2012 
  8. Lawler, S. M. et al. (novembro de 2009), "Explorations Beyond the Snow Line: Spitzer/IRS Spectra of Debris Disks Around Solar-type Stars", The Astrophysical Journal 705 (1): 89–111, doi:10.1088/0004-637X/705/1/89, Bibcode2009ApJ...705...89L 
Ícone de esboço Este artigo sobre Estrelas é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.