Lamego

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Lamego
Brasão de Lamego Bandeira de Lamego
Brasão Bandeira
Localização de Lamego
Gentílico Lamecense
Área 165,42 km2
População 26 691 hab. (2011)
Densidade populacional 161,35 hab./km2
N.º de freguesias 18
Presidente da
Câmara Municipal
Francisco Lopes (PSD/CDS)
Fundação do município
(ou foral)
1191
Região (NUTS II) Centro
Sub-região (NUTS III) Douro
Distrito Viseu
Antiga província Trás-os-Montes
e Alto Douro
Orago Nossa Senhora dos Remédios
Feriado municipal 8 de Setembro
Código postal 5100 Lamego
Sítio oficial www.cm-lamego.pt
Municípios de Portugal Flag of Portugal.svg

Lamego é uma cidade portuguesa no Distrito de Viseu, Região Norte e sub-região do Douro, com cerca de 12 214 habitantes[1] (2011) sendo a segunda maior cidade do distrito.[carece de fontes?] O município está situado na margem sul do rio Douro, fazia parte da província tradicional de Trás-os-Montes e Alto Douro e, segundo alguns, fazia parte da Beira Transmontana, da qual era a principal cidade. Considerada uma cidade histórica e monumental, pois possui uma grande quantidade de monumentos, igrejas e casas brasonadas, sendo também uma diocese portuguesa.

É sede de um município com 165,42 km² de área[2] e 26 691 habitantes (2011),[3] [4] subdividido em 18 freguesias.[5] O município é limitado a norte pelos municípios de Mesão Frio e Peso da Régua, a leste por Armamar, a sueste por Tarouca, a sudoeste por Castro Daire e a oeste por Resende.

Desde sempre aqui se fez uma feira muito frequentada por múltiplas gentes,e chegavam até comerciantes e feirantes Ciganos de Córdova. O comércio era animado na Rua Nova,onde se estabeleceram muitos Judeus,construindo a Sinagoga junto ás Portas do Sol.

Freguesias[editar | editar código-fonte]

Freguesias do concelho de Lamego.

O concelho de Lamego está dividido em 18 freguesias:

História[editar | editar código-fonte]

Cidade antiquíssima, datando já do tempo dos romanos, foi reconquistada definitivamente em 1057 por Fernando Magno de Leão aos mouros; quando os distritos foram instituídos em 1835 por uma reforma de Mouzinho da Silveira, Lamego foi inicialmente prevista como sede de distrito; mas nesse mesmo ano a sede do mesmo foi deslocada para Viseu, devido à sua posição mais central.

Foi em Lamego que teriam decorrido as lendárias Cortes de Lamego, onde teria sido feita a aclamação de D. Afonso Henriques como Rei de Portugal e se estabeleceram as "Regras de Sucessão ao Trono".

É sede da diocese de Lamego (a única diocese portuguesa que não corresponde a uma capital de distrito), e no concelho são numerosos os monumentos religiosos, dos quais se destacam a Sé Catedral, a Igreja de São Pedro de Balsemão e o Santuário da Nossa Senhora dos Remédios, que dá também o nome a Romaria anual cujo dia principal é o 8 de Setembro, que é também o feriado municipal.

Conhecida também pela sua gastronomia, nas qual se destacam os seus presuntos, o "cabrito assado com arroz de forno" e pela produção de vinhos, nomeadamente vinho do Porto, de cuja Região Demarcada faz parte, e pelos vinhos espumantes.

Economia[editar | editar código-fonte]

As actividades principais do concelho são os serviços, algum comercio e a agrícultura, esta representa uma importante fonte de riqueza, proveniente sobretudo do sector vitivinícola, já que o concelho, como os restantes concelhos da região, encontra-se integrado na Região Demarcada do Douro. Para além da produção do vinho do Porto, regista-se igualmente uma clara aposta nos vinhos de mesa com Denominação de Origem Controlada (DOC) e na produção espumantes, os quais assumem-se como um importante cartaz promocional a nível nacional e internacional.

O tecido empresarial de Lamego é constituído por unidades de pequena dimensão, havendo poucas unidades de média dimensão, o emprego é pouco qualificado e diminuto, o volume de negócios e a riqueza gerada têm uma relativa representação. Os sectores do turismo monumental e religioso têm vindo a crescer paulatinamente, e é neles que se identificam algumas potencialidades, sendo reconhecidas algumas vocações do concelho a dinâmica registada é suficiente, podendo todavia haver melhoramentos neste sector. Esta situação foi reforçada com a recente conclusão da A24, assumindo-se como factor determinante na atracção da procura regional.

Lamego possui uma grande superfície comercial com um hipermercado e cerca de trinta lojas (estando em construção uma nova grande superfície comercial), três superfícies comerciais de média dimensão e umas poucas centenas de lojas de comercio tradicional. No que se refere a indústrias, possui uma zona industrial de pequena dimensão localizada na freguesia de Várzea de Abrunhais.

População[editar | editar código-fonte]

População do concelho de Lamego (1801 – 2011)
1801 1849 1900 1930 1960 1981 1991 2001 2011
14 688 20 240 31 835 34 730 36 320 32 833 30 164 28 081 26 691

Mais informação em: A Evolução da População do Distrito de Viseu de 1864 a 2011 A Evolução da População Portuguesa de 1864 a 2011

Cultura[editar | editar código-fonte]

Instituições culturais[editar | editar código-fonte]

Lamego é considerada por alguns a capital portuguesa do estilo barroco e uma das cidades do país mais monumental.

Património[editar | editar código-fonte]

Monumentos[editar | editar código-fonte]

Casas Brasonadas[editar | editar código-fonte]

Fontanários Históricos[editar | editar código-fonte]

Parques e Jardins[editar | editar código-fonte]

Cruzeiros e Pelourinhos[editar | editar código-fonte]

Bairros e Ruas Históricas[editar | editar código-fonte]

Novas Urbanizações[editar | editar código-fonte]

Desporto[editar | editar código-fonte]

Cracks Club de Lamego, cujas equipas de formação de futebol foram campeãs e vice-campeãs nacionais e de onde

saíram alguns internacionais tais como: Henrique, Toni, José João, Martinho, Moisés, Álvaro Magalhães.

Alojamento[editar | editar código-fonte]

O concelho de Lamego dispõe de um Hotel de cinco estrelas e um de quatro estrelas (ambos junto ao rio Douro), um de quatro estrelas e dois de três estrelas (na cidade), diversos hotéis de duas estrelas na cidade e diversas casas de Turismo Rural e de Habitação espalhadas pelo concelho.

Gastronomia[editar | editar código-fonte]

Pratos típicos

  • Cabrito com batatas assadas
  • Coelho assado no forno
  • Trutas de escabeche
  • Milhos com carne de vinha d'alhos

Petiscos

  • Bôlas de presunto, fiambre, vinha d'alhos, frango, atum, sardinhas e bacalhau
  • Presunto
  • Queijo
  • Carnes de porco fumadas
  • Enchidos
  • Broa de Milho

Doces

  • Peixinhos de chila
  • Doce de ovos
  • Pão-de-Ló
  • Pastéis "Lamegos"
  • Biscoito da Teixeira
  • Leite Creme

Vinhos

  • Brancos e tintos de mesa
  • Espumantes Naturais
  • Vinho do Porto

Festas e Feiras[editar | editar código-fonte]

  • Festas em Honra de Nossa Senhora dos Remédios (Fins de Agosto a meados de Setembro)
  • Semana Santa (Semana da Pascoa)
  • Feira de Santa Cruz ou do 3 de Maio (3 de Maio e fim de semana adjacente)
  • Feira da Bôla (normalmente em finais de Junho)
  • Entrudo de Lazarim (Carnaval)
  • Queima do Judas de Lalim (Páscoa)
  • Feira de Santo Estevão (26 de Dezembro)
  • Festa de Nossa Senhora dos Meninos (18 a 20 de Setembro)
  • Festa de São João (24 de Junho)
  • Festa de Nossa Senhora dos Aflitos (3.º domingo de Julho)
  • Feira Semanal (todas as quintas-feiras)
  • Feira Medieval no Bairro do Castelo(Julho)

Comunicação Social[editar | editar código-fonte]

O Concelho possui duas rádios regionais e três jornais semanais

Rádios[editar | editar código-fonte]

Jornais[editar | editar código-fonte]

  • Douro Hoje
  • Voz de Lamego

Infra - estruturas e Equipamentos[editar | editar código-fonte]

Rede Viária[editar | editar código-fonte]

Nacional[editar | editar código-fonte]

Lamego é uma cidade onde passam várias estradas nacionais, uma auto estrada e futuramente um itinerário complementar que são:

A24 - Auto estrada de ligação Viseu - Chaves que tem 3 nós no concelho ( Bigorne/Pretarouca, Lamego, Valdigem )

IC26 (em projecto) - Vai ligar Amarante ao Peso da Régua e Lamego a Trancoso. Vai ter 2 nós no concelho ( Lamego A24 e Zona Industrial de Várzea de Abrunhais )

EN2 - antiga nacional que ligava Chaves a Faro e que cruza a cidade de norte a sul sendo neste momento uma alternativa pouca utilizada sendo nalguns troços mais semelhante a uma rua urbana.

EN226 - antiga estrada de ligação de Amarante a Trancoso que neste momento é a principal via de ligação a Lamego devido à construção da A24 que tem um nó desnivelado com esta via e sendo por aqui que se faz a ligação a Moimenta da Beira e a Tarouca.

Urbana[editar | editar código-fonte]

A cidade possui algumas avenidas que fazem a ligação do centro à periferia, estando em obra o primeiro troço de uma circular externa que irá desde a Praça D. Fernando Amaral à Adega Cooperativa de Lamego, numa primeira fase.

  • Avenida D.Afonso Henriques (ligação à Régua via EN2 desde o Tribunal à Adega Cooperativa de Lamego)
  • Avenida Egas Moniz (desde o cruzamento do Desterro à rotunda de Calvilhe e acesso à A24)
  • Avenida 5 de Outubro (ligação desde a parte alta da cidade à parte baixa)
  • Avenida Defensores do Douro (desde o cruzamento do hospital velho à rotunda do Relógio do Sol)

Transportes[editar | editar código-fonte]

  • Lamego possui duas linhas urbanas, a linha verde e a linha vermelha, de pequenos autocarros chamados Verdinhos, que fazem dois circuitos urbanos. Possui uma central de camionagem com transportes diários e semanais para diversos pontos do pais. Possui também várias ligações diárias para cidades vizinhas (Régua e Tarouca) e praticamente todas as sedes de freguesia do concelho. Existem duas praças de táxi, uma na zona baixa da cidade e outra na zona alta.

Segurança[editar | editar código-fonte]

  • Esquadra da PSP de Lamego
  • Quartel da GNR de Lamego
  • Quartel dos Bombeiros Voluntários de Lamego

Escolas[editar | editar código-fonte]

Ao nível universitário, Lamego possui uma Escola do Instituto Politécnico de Viseu com cerca de 800 alunos.

No ensino secundário:

Do 2º e 3º ciclo:

Do 1º ciclo:

  • Centro Escolar de Lamego
  • Centro Escolar de Penude(Centro Escolar Lamego-Sul)
  • Centro Escolar de Lamego Sudeste
  • Centro Escolar de Lamego Sul
  • Patronato Nun' Álvares Pereira
  • Escola de Cambres
  • Escola primária da Sé
  • Colégio da Imaculada Conceição (já não se encontra em funcionamento)
  • Colégio de Lamego

Existem também diversos estabelecimentos de ensino pré-primário e creches

Equipamentos de Saúde[editar | editar código-fonte]

Lamego contém um hospital distrital que abrange também diversos concelhos vizinhos, num total de cerca de 120.000 utentes, estando em construção um novo Hospital de Proximidade de Lamego.

  • Hospital de Lamego
  • Centro de Saúde
  • Unidade de saúde

Equipamentos municipais[editar | editar código-fonte]

  • Biblioteca Pública Municipal de Lamego
  • Teatro Ribeiro Conceição
  • Piscinas Municipais Descobertas
  • Piscinas Municipais Cobertas
  • Pavilhão Desportivo Álvaro Magalhães
  • Pavilhão Multiusos (em construção)
  • Complexo Desportivo de Lamego e Centro de Estágios (futuro Centro de Alto Rendimento de Voleibol)
  • Estádio Municipal Senhora dos Remédios
  • Cinco poli-desportivos ao ar livre
  • Museu de Lamego

Estações de Correios[editar | editar código-fonte]

Lamego é servida por uma estação de correios situada no centro da cidade.

Outros[editar | editar código-fonte]

Cidades geminadas[editar | editar código-fonte]

O concelho de Lamego está geminado com as seguintes cidades:

Obras em curso na cidade[editar | editar código-fonte]

  • Pavilhão Multiusos de Lamego
  • Renovação urbanística do Bairro do Castelo e zona envolvente
  • Renovação urbanística do centro da cidade, Av. Dr. Alfredo de Sousa, Av. Visconde Guedes Teixeira e Av. Regimento de Infantaria 9

Lamecenses ilustres[editar | editar código-fonte]

O Commons possui uma categoria contendo imagens e outros ficheiros sobre Lamego

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. UMA POPULAÇÃO QUE SE URBANIZA, Uma avaliação recente - Cidades, 2004 Instituto Geográfico Português. Visitado em 24 de Junho de 2009.
  2. Instituto Geográfico Português (2013). Áreas das freguesias, municípios e distritos/ilhas da CAOP 2013 (XLS-ZIP) Carta Administrativa Oficial de Portugal (CAOP), versão 2013 Direção-Geral do Território. Visitado em 28/11/2013.
  3. INE. Censos 2011 Resultados Definitivos – Região Norte. Lisboa: Instituto Nacional de Estatística, 2012. p. 124. ISBN 978-989-25-0186-4. ISSN 0872-6493. Visitado em 27/07/2013.
  4. INE (2012). Quadros de apuramento por freguesia (XLSX-ZIP) Censos 2011 (resultados definitivos) Instituto Nacional de Estatística. Visitado em 27/07/2013. "Tabelas anexas à publicação oficial; informação no separador "Q101_NORTE""
  5. Lei n.º 11-A/2013, de 28 de janeiro: Reorganização administrativa do território das freguesias. Anexo I. Diário da República, 1.ª Série, n.º 19, Suplemento, de 28/01/2013.