Lança-granadas-foguete

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
O lançador de granada foguete.
Um soldado iraquiano com seu RPG.

O lança-granadas-foguete, também chamado de lançador-propelente de granadas (LPG; em inglês rocket-propelled grenade, RPG) é uma arma de apoio de fogo da infantaria destinada ao lançamento de granadas especiais com a capacidade de auto-propulsão. Os LPG têm origem nas armas semelhantes (bazookas norte-americanas e Panzerfaust alemãs) utilizadas na Segunda Guerra Mundial para destruição de carros de combate.[1]

Histórico[editar | editar código-fonte]

Após a Segunda Guerra Mundial, o desenvolvimento deste tipo de sistemas lançadores de granadas via combustível propelente, sofreu grandes avanços, tendo o seu apogeu no sistema de origem Soviética/Russa, o conhecido RPG-7, que conjuga as melhores características do Panzerfaust e da bazooka.

No mundo contemporâneo, é muito utilizado por grupos de resistência do Iraque, da Palestina, (Hamas), do Líbano ( pelo grupo xiita Hezbollah), ainda utilizado em exércitos.

Modelos[editar | editar código-fonte]

O modelo RPG-7V pode levar uma mira telescópica e miras de infravermelhos ou visores noturnos passivos. Todos os modelos de RPG-7 possuem miras ópticas que poderão ser adaptadas para visão nocturna.

Dentro da gama de granadas disponíveis atualmente estão as PG-7, PG-7M, PG-7N. A PG-7V tem uma capacidade de penetração de 330mm em blindagem de aço. A versão PG-7VL consegue penetrar até 600mm em blindagens de aço. A PG-7VR é uma granada com ogivas em tandem (uma à frente da outra).

Este desenho foi escolhido para penetrar as mais modernas blindagens reativas e a blindagem por detrás dessa, com que os tanques e blindados modernos podem estar equipados.

As granadas OG-7 e OG-7M possuem ogivas explosivas anti-pessoa. A versão OG-7V é uma granada de 2Kg, com 40mm de diâmetro. Possui uma ogiva de fragmentação efetiva a um alcance máximo de 350m, com um raio de ação 150m.

O Exército Brasileiro emprega atualmente o Lança Rojão AT-4 e comprou unidades do novo RPG-32 da Russia.

Referências

Ver também[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre armas é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.