Lancelote, o Cavaleiro da Carreta

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
A despedida de Lancelote e Guinevere (por Julia Margaret Cameron, 1874).

Lancelote, o Cavaleiro da Carreta (em francês: Lancelot, le chevalier de la charrette) é um poema em francês antigo escrito por Chrétien de Troyes. Chrétien provavelmente compôs a obra na mesma época ou um pouco antes de ter escrito Ivain, o Cavaleiro do Leão, o qual se refere por várias vezes aos sucessos em Lancelote. O caso de amor entre Guinevere e Lancelote surge pela primeira vez neste poema, bem como a corte do Rei Artur, Camelot.

Temas[editar | editar código-fonte]

A acção se concentra no resgate da rainha efetuado por Lancelote, depois de ela ter sido raptada por Meleagant. O "Rapto de Guinevere" é um dos temas mais antigos da lenda arturiana, aparecendo também na Vida de Gildas de Caradoc de Llancarfan e tendo sido esculpida na arquivolta da catedral de Modena. Depois que a versão de Chrétien tornou-se popular, foi incorporada no Ciclo do Lancelote-Graal e posteriormente em Le Morte d'Arthur de Thomas Malory .

Chrétien disse que havia escrito o romance a pedido de Marie, condessa de Champagne, filha de Eleonor da Aquitânia e Luís VII da França, e aparentemente sua patrocinadora na época. Há motivo para se acreditar que o adultério de Lancelote e Guinevere foi totalmente inventado por Chrétien para o poema, mas é possível que ele tenha encontrado o episódio em qualquer outra fonte que Marie tenha lhe fornecido. O poeta não concluiu ele mesmo o trabalho, deixando que Godefroi de Leigni completasse as últimas mil linhas. Tem havido muita especulação sobre a atitude de Chrétien em relação ao poema; alguns estudiosos sugerem que ele o abandonou porque desaprovava a questão do adultério. Em acréscimo, ele poderia não estar interessado em uma narrativa "empurrada" por sua patrocinadora, preferindo gastar mais tempo com Ivain. Há também especulações sobre a relação deste poema com o alemão Lanzelet de Ulrich von Zatzikhoven, o qual apresenta o seqüestro da rainha mas não o caso de amor com Lanzelet, e que pode derivar de uma versão da história que antecede o Cavaleiro da Carreta mágica.

Referências[editar | editar código-fonte]

  • TROYES, Chrétien de; OWEN, D. D. R. (tradutor). Arthurian Romances. Nova York: Everyman's Library, 1988. ISBN 0-460-87389-X.
  • LACY, Norris J. "Chrétien de Troyes". In Norris J. Lacy, The New Arthurian Encyclopedia, pp. 88–91. Nova York: Garland, 1991. ISBN 0-8240-4377-4.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Em inglês[editar | editar código-fonte]

Em português[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre literatura é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.