Lantânio

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Pix.gif Lantânio Stylised Lithium Atom.svg
BárioLantânioCério
-
  Hexagonal.png
 
57
La
 
               
               
                                   
                                   
                                                               
                                                               
La
Ac
Tabela completaTabela estendida
Aparência
branco prateado

Informações gerais
Nome, símbolo, número Lantânio, La, 57
Série química Lantanídios
Grupo, período, bloco 3, 6, f
Densidade, dureza 6 146 kg/m3, 2,5
Número CAS 7439-91-0
Número EINECS
Propriedade atómicas
Massa atômica 138,90547(7) u
Raio atómico (calculado) 195 pm
Raio covalente 169 pm
Raio de Van der Waals pm
Configuração electrónica [Xe] 5d1 6s2
Elétrons (por nível de energia) 2, 8, 18, 18, 9, 2 (ver imagem)
Estado(s) de oxidação 3, 2 (óxido fortemente alcalino)
Óxido
Estrutura cristalina hexagonal
Propriedades físicas
Estado da matéria sólido
Ponto de fusão 1191 K
Ponto de ebulição 3737 K
Entalpia de fusão 6,2 kJ/mol
Entalpia de vaporização 414 kJ/mol
Temperatura crítica  K
Pressão crítica  Pa
Volume molar m3/mol
Pressão de vapor 100 Pa a 2458 K
Velocidade do som 2475 m/s a 20 °C
Classe magnética
Susceptibilidade magnética
Permeabilidade magnética
Temperatura de Curie  K
Diversos
Eletronegatividade (Pauling) 1,1
Calor específico J/(kg·K)
Condutividade elétrica 1,26 x 106 S/m
Condutividade térmica 13,5 W/(m·K)
Potencial de ionização 538,1 kJ/mol
2º Potencial de ionização 1067 kJ/mol
3º Potencial de ionização 1850,3 kJ/mol
4º Potencial de ionização 4819 kJ/mol
5º Potencial de ionização kJ/mol
6º Potencial de ionização kJ/mol
7º Potencial de ionização kJ/mol
8º Potencial de ionização kJ/mol
9º Potencial de ionização kJ/mol
10º Potencial de ionização kJ/mol
Isótopos mais estáveis
iso AN Meia-vida MD Ed PD
MeV
137La Sintético 60000 a ε 0,600
138La 0,09% 1,0511 a ε 1,737
138La 0,09% 1,0511 a β- 1,044
139La 99,91% estável com 82 neutrões
Unidades do SI & CNTP, salvo indicação contrária.

O lantânio é um elemento químico de símbolo químico La de número atômico 57 (57 prótons e 57 elétrons), com massa atômica 138,9 u. É um metal de transição interna, lantanídeo, terra rara, pertencente ao grupo 3 da classificação periódica dos elementos. À temperatura ambiente, o lantânio encontra-se no estado sólido.

É encontrado principalmente em minerais terras raras associado com o cériodúctil e maleável usado principalmente em ligas para a produção de lentes especiais, pedras de isqueiros e como esponja de hidrogênio.

Foi descoberto em 1839 por Carl Gustaf Mosander, em Estocolmo, Suécia.

Características principais[editar | editar código-fonte]

Lantânio.

O lantânio é um elemento metálico branco prateado que pertence ao grupo 3 da tabela periódica e é considerado frequentemente como sendo um lantanídio. Encontrado em alguns minerais, geralmente em combinação com cério e outros elementos terras raras. O lantânio é maleável, dúctil, e mole bastante para ser cortado com uma faca. É um dos mais reativos entre os elementos terras raras. O metal reage diretamente como os elementos carbono, nitrogênio, boro, selênio, silício, fósforo, enxofre, e com halogênios. Oxida rapidamente quanto exposto ao ar. A água fria ataca lentamente o lantânio, enquanto a água quente ataca muito mais rapidamente.

Aplicações[editar | editar código-fonte]

  • É usado em eletrodos de carbono para a produção de luz, principalmente para iluminação de estúdios e projeções na indústria cinematográfica..
  • É usado para a solda DW1600E
  • La2O3 aumenta a resistência do vidro, que são usados para a produção de vidros ópticos especiais, tais como:
  • LaB6 (Hexaboreto de lantânio) é usado como fonte emissora de elétrons em microscópios eletrônicos de alta resolução.
  • Quantidades pequenas de lantânio são adicionados ao aço para melhorar sua maleabilidade, ductilidade e resistência ao impacto.
  • Pequenas quantidades são adicionados ao ferro para produzir ferro fundido nodular.
  • Pequenas quantidades de lantânio (0,2% a 5%) são adicionados ao molibdênio para diminuir a sua dureza e sensibilidade a variações de temperaturas.
  • O metal é pirofórico, por isso é usado em ligas (25% a 45%) para a produção de pedras de isqueiros.
  • O óxido é usado em eletrônica: válvulas eletrônicas
  • Ligas de lantânio como esponjas de hidrogênio. Estas ligas são capazes de absorver até 400 vezes o seu volume de hidrogênio gasoso, e é um processo reversível.
  • Como catalisador no craqueamento do petróleo (transformação do óleo cru nos seus derivados).
  • Mantas de lanterna a gás.
  • Na forma de compostos é usado para polir vidros e em lapidação.
  • O La-bário em datações de rochas e minérios.
  • O nitrato de lantânio é aplicado principalmente em vidros especiais, tratamento da água e como catalisador.

História[editar | editar código-fonte]

O lantânio foi descoberto em 1839 por Carl Gustaf Mosander, em Estocolmo, na Suécia.a partir da decomposição parcial de uma amostra de nitrato de cério aquecendo e tratando o sal com ácido nítrico diluído. Da solução resultante, isolou uma terra rara nova, que denominou de "lantana". O lantânio foi isolado na forma relativamente pura em 1923. A palavra lantânio vem do grego lanthanein, que significa "escondido".

Papel biológico[editar | editar código-fonte]

O lantânio não tem nenhum papel biológico conhecido. (o lantânio bloqueia o poro formado pela alfa-latrotoxina em estudos realizados in vitro)

O elemento não é absorvido por via oral e, quando injetado, sua eliminação é muito lenta. O carbonato de lantânio está sendo estudado como um composto para absorver o fosfato nos casos de falhas renais. Alguns cloretos de terra rara, tais como o cloreto de lantânio ( LaCl3 ), são conhecidos por apresentarem propriedades anticoagulantes.

Ocorrência[editar | editar código-fonte]

Monazita (Ce+La+Th+Nd+Y)PO4, e bastnasita ( Ce+La+Y )CO3F, são os principais minérios em que o lantânio ocorre nas porcentagens 25% e 38%, respectivamente.

Os principais depósitos de monazita são encontrados na Índia, Estados Unidos, Brasil, África do Sul e Austrália. Os principais depósitos de bastnasita estão nos Estados Unidos ( Califórnia e Novo México ).

Outros minerais que contem o lantânio são a cerita e a alanita.

Isótopos[editar | editar código-fonte]

O lantânio apresenta dois isótopos naturais: La-139 , que é estável com uma abundância natural de 99,91%, e o La-138, abundância natural de 0,09%. 31 radioisótopos tem sido identificados , sendo o La-138 praticamente o mais estável com uma meia-vida de 1011 anos, e o La- 137 com uma meia-vida de 60.000 anos. Os demais apresentam meias vida abaixo de 24 horas, destes, a maioria com menos de 1 minuto. Este elemento ainda apresenta 3 isótopos metaestáveis. Os isótopos da lantânio apresentam massas atômicas desde 120 u (La-120) até 152 u (La-152).

Precauções[editar | editar código-fonte]

O lantânio tem uma toxicidade de baixa a moderada, e deve ser manuseado com cuidado. Em animais, a injeção de soluções de lantânio produziram hiperglicemia, diminuição da pressão sanguínea, degeneração do baço e alterações hepáticas.

Referências[editar | editar código-fonte]

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Commons
O Commons possui imagens e outros ficheiros sobre Lantânio