Laodâmia

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
NoFonti.svg
Este artigo ou se(c)ção cita fontes fiáveis e independentes, mas que não cobrem todo o conteúdo. Por favor, adicione mais referências e insira-as corretamente no texto ou no rodapé. Material sem fontes poderá ser removido.
Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)

Laodêmia, filha de Acasto, era a esposa de Protesilau[1] , governador da Tessália, o primeiro grego assassinado quando a esquadra grega alcançou o litoral de Troia, por ocasião da famosa guerra. Quando a notícia da morte do marido chegou à Laodâmia, ela implorou aos deuses para que a deixassem vê-lo ao menos mais uma vez por curto período de tempo. Suas súplicas foram atendidas, e Hermes trouxe seu marido do mundo subterrâneo para uma visita de três horas.

Posteriormente, Laodâmia fez uma estátua de bronze do marido, com o pretexto de prestar culto a ele.[1] Os servos, quando a encontraram abraçada e beijando a estátua, acreditaram que ela tinha arrumado um amante, e chamaram seu pai Acasto.[1] Porém, quando este entra no quarto, descobre que ela havia colocado uma pira sob a estátua, e queimou até a morte.[1]

Referências

  1. a b c d Higino, Fabulae, CIV, Laodamia
Ícone de esboço Este artigo sobre mitologia grega é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.