Lapseki

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
NoFonti.svg
Este artigo ou se(c)ção cita uma ou mais fontes fiáveis e independentes, mas ela(s) não cobre(m) todo o texto (desde outubro de 2012).
Por favor, melhore este artigo providenciando mais fontes fiáveis e independentes e inserindo-as em notas de rodapé ou no corpo do texto, conforme o livro de estilo.
Encontre fontes: Googlenotícias, livros, acadêmicoYahoo!Bing. Veja como referenciar e citar as fontes.
Turquia Lapseki
Λάμψακος, Lampsakos, Lâmpsaco
 
—  Distrito (ilçe)  —
Mapa dos distritos da província de Çanakkale
Mapa dos distritos da província de Çanakkale
Lapseki está localizado em: Turquia
Lapseki
Localização de Lapseki na Turquia
40° 20' 40" N 26° 41' E
Região Mármara
Província Çanakkale
Administração
 - Governador (kaymakam) İsmai̇l Ayhan Tavli [1]
 - Prefeito (belediye başkanı) Gani Mehmet Ekim (2009, MHP)[2]
Área [3]
 - Distrito (ilçe) 882 km²
Altitude 0 m (0 pés)
População (2010)[1]
 - Distrito (ilçe) 26 375
    • Densidade 29,9/km2 
 - Urbana 10 889
Fuso horário EET (UTC+2)
 - Horário de verão EEST (UTC+3)
Código postal 17xxx
Prefixo telefónico 286
Sítio Governo distrital: www.lapseki.gov.tr
Prefeitura: www.lapseki.bel.tr
O Commons possui uma categoria contendo imagens e outros ficheiros sobre Lapseki

Lapseki (em grego: Λάμψακος; transl.: Lampsakos; Pityusa, Pityussa ou Lâmpsaco na Antiguidade) é um distrito (em turco: ilçeler) da província de Çanakkale que faz parte da região de Mármara da Turquia. Com 882 km², em 2010 a sua população era de 26 375 habitantes (densidade: 29,9 hab./km²), dos quais 10 889 moravam na cidade.[1]

Situado na margem oriental do estreito dos Dardanelos (antigo Helesponto) e extremidade sudoeste do mar de Mármara, o distrito é célebre pelos seus pêssegos e principalmente pelas suas cerejas. Todos os anos, no início de junho, é realizado um festival de cerejas na cidade. A principal atividade dos habitantes é a agricultura, embora a pesca e o turismo também tenham alguma importância.

Mitologia[editar | editar código-fonte]

Foi em Lâmpsaco que a deusa Vênus deu à luz Príapo, quando voltava de seu encontro com Baco, então em sua expedição à Índia.[4] O nome antigo da cidade era Pityussa.[5] O seu rei, Mandron, convidou Fobo, da Foceia, que era da família de Codro, a trazer colonos da Foceia, prometendo dar parte da sua terra. Os colonos prosperaram, pilhando os bárbaros vizinhos, e tornaram-se alvo da inveja dos nativos, que planearam matá-los. Lampsace, a filha do rei, soube dos planos, e contou aos gregos os planos de traição. Estes tomaram a iniciativa e mataram os homens da cidade. Lampsace morreu de doença, e o rei Mandron pediu para sair da cidade, levando os filhos e as esposas dos homens mortos. A cidade passou a chamar-se Lampsace em homenagem à princesa morta, que recebeu honras heroicas e recebeu sacrifícios como uma deusa.[6]

História[editar | editar código-fonte]

A cidade foi fundada por colonos gregos de Foceia no século VI a.C.. Pouco tempo depois tornou-se uma dos principais rivais de Mileto, controlando as rotas comerciais do Helesponto. O nome moderno em turco deriva do antigo nome grego. Lâmpsaco era uma das quatro cidades das costas do Helesponto.

Neste cidade, segundo Pausânias, o principal deus adorado era Príapo, considerado filho de Dionísio e Afrodite.[7] Havia festivais em honra a Príapo, onde o povo se entregava a toda sorte de lascívia.[4]

A cidade esteve sob o domínio bizantino durante um longo período, até ser conquistada pelos Otomanos por Solimão Paxá em 1356. No fim da Primeira Guerra Mundial foi ocupada por tropas britânicas e francesas, que só abandonaram a região a 25 de setembro de 1922, perto do fim da Guerra de independência turca. No distrito encontram-se os túmulos de 15 000 soldados que perderam a vida naquela guerra.

Notas e referências[editar | editar código-fonte]

  • Este artigo foi inicialmente traduzido do artigo da Wikipédia em inglês, cujo título é «Lapseki», especificamente desta versão.
  1. a b c Belediyesi (em turco) www.yerelnet.org.tr. YerelNET. Página visitada em 28 de outubro de 2012.
  2. Belediyesi (em turco) www.yerelnet.org.tr. YerelNET. Página visitada em 28 de outubro de 2012.
  3. Districts of Turkey (em inglês) www.statoids.com. Administrative Divisions of Countries ("Statoids") (2 de fevereiro de 2008). Página visitada em 26 de maio de 2010. Cópia arquivada em 26 de maio de 2010.
  4. a b John Lemprière, A Classical Dictionary, Containing a Copious Account of All the Proper Names Mentioned in Antient Authors... (1839), Priapus, p.259 [google books]
  5. Estrabão, Geografia, Livro XIII, Capítulo 1, 18 [fr] [en] [en] [en]
  6. Plutarco, Moralia, Bravura de mulheres, XVIII. Lampsace [em linha]
  7. Pausânias, Descrição da Grécia, 9.31.2 [em linha]


Ícone de esboço Este artigo sobre Geografia da Turquia é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.