Laranjeira-de-osage

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Question book.svg
Esta página ou secção não cita nenhuma fonte ou referência, o que compromete sua credibilidade (desde abril de 2013).
Por favor, melhore este artigo providenciando fontes fiáveis e independentes, inserindo-as no corpo do texto por meio de notas de rodapé. Encontre fontes: Googlenotícias, livros, acadêmicoScirusBing. Veja como referenciar e citar as fontes.
Como ler uma caixa taxonómicaLaranjeira-de-osage
Folhas e frutos de Maclura pomifera.

Folhas e frutos de Maclura pomifera.
Classificação científica
Reino: Plantae
Clado: angiospérmicas
Clado: eudicotiledóneas
Clado: rosídeas
Ordem: Rosales
Família: Moraceae
Género: Maclura
Espécie: M. pomifera
Nome binomial
Maclura pomifera
Raf., Schneid.

A laranjeira-de-osage, ou pau-d'arco (Maclura pomifera) é uma planta pertencente à família Moraceae, a mesma das amoreiras.

Etimologia[editar | editar código-fonte]

A planta é chamada de laranjeira-de-osage devido a seu fruto. É um fruto amarelo-esverdeado e não comestível, vagamente parecido com uma laranja.

O termo osage origina-se do nome da tribo indígena estadunidense Nação Wazhazhe (ou Nação de Osage, como é conhecida). Essa tribo é originária da região centro-sul dos Estados Unidos, assim como o pau-d'arco.

Uso humano[editar | editar código-fonte]

A laranjeira-de-osage foi difundida na América do Norte pelos colonizadores europeus e seus descendentes, devido principalmente à característica espinhosa da planta: ela foi muito utilizada como cerca-viva para deter a livre circulação de animais domesticados de grande porte (i.e. vacas e cavalos) entre propriedades.

Mesmo após a invenção do arame farpado, a sua madeira continuou sendo muito utilizada pelos novos habitantes do continente. A madeira do pau-d'arco é muito dura, sendo utilizada para a instalação de postes de cercas de arame farpado, fabricação de cabos de ferramentas e outros usos que demandam uma madeira rígida. Desde antes a Era dos Descobrimentos européia nas Américas, povos autóctones (como a Nação Osage) utilizavam a madeira do pau-d'arco na confeção de arcos e flechas.

A madeira do pau-d'arco é difícil de ser trabalhada por ser compacta, duríssima e bastante pesada. Além do arco-e-flecha, que ainda é fabricado, hoje em dia a madeira é utilizada na confecção de instrumentos musicais como tambores e guitarras (assim como a madeira de peroba e de pau-ferro, originários da América do Sul), móveis, vasos finos, canetas, esculturas etc.

A madeira do pau-d'arco também é utilizada para tingir fios de . O tecido tingido possui uma cor amarelo-madeira parecida, próxima da cor natural do próprio pau-d'arco.

Fotos[editar | editar código-fonte]

Ver também[editar | editar código-fonte]

Ligações externas[editar | editar código-fonte]