Lars Grael

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Lars Grael Sailing pictogram.svg
Lars Grael em 2004
Informações pessoais
Nome completo Lars Schmidt Grael
Apelido Larso
Modalidade Vela
Nascimento 9 de fevereiro de 1964 (50 anos)
São Paulo,  São Paulo
Nacionalidade  Brasil
Compleição Peso: 80 kg Altura: 1,85m
Medalhas
Jogos Olímpicos
Bronze Seul 1988 Tornado
Bronze Atlanta 1996 Tornado

Lars Schmidt Grael (São Paulo, 9 de fevereiro de 1964) é um velejador brasileiro.

Oriundo de família tradicional no iatismo brasileiro, Lars é irmão de Torben Grael. É medalhista olímpico de bronze em dois Jogos Olímpicos: em Seul 1988 tendo como proeiro Clinio Freitas e em Atlanta 1996 com Kiko Pelicano. Também participou dos Jogos de Los Angeles 1984 e Barcelona 1992. Todas elas na classe Tornado.

Antes de ser decacampeão brasileiro e pentacampeão sul-americano da Tornado, foi campeão mundial da classe Snipe em 1983 na cidade do Porto.

Acidente[editar | editar código-fonte]

Em setembro de 1998, Grael sofreu um grave acidente em Vitória, causado pela imperícia e irresponsabilidade do comandante de um iate, o que causou a mutilação de uma das pernas do atleta. O velejador teve que se afastar da prática esportiva por pouco tempo .

Política[editar | editar código-fonte]

Passou a dedicar-se ao fomento do desporto a partir de uma outra perspectiva: a política, exercendo cargos nos governos federal e de seu estado natal. Em 1998 foi convidado pelo então presidente da República Fernando Henrique Cardoso a ocupar o cargo de Secretário Nacional de Esportes no então Ministério do Esporte e do Turismo. Excerceu também o cargo de Secretário Estadual da Juventude, Esporte e Lazer na gestão de Geraldo Alckmin no governo São Paulo, que ocupou até março de 2006.

Retorno a vela[editar | editar código-fonte]

Atualmente, Lars Grael voltou a dedicar-se exclusivamente à vela. Voltou a velejar na classe Star com o proeiro Marcelo Jordão, classificando-se em terceiro lugar no campeonato brasileiro de 2006. Comandou também o barco Agripina/Asa Alumínio, campeão do Campeonato Brasileiro da classe Oceano 2006. Em 2008 disputou a seletiva olímpica brasileira na classe Star para a Olimpíada de Pequim porém foi derrotado pelo favorito Robert Scheidt.[1]

É recipiente da Medalha do Mérito Desportivo Militar[2]

Referências

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Sailing pictogram.svg Este artigo sobre um(a) velejador(a), integrado ao Projeto Desporto, é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.