Latitude, Longitude

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Question book.svg
Esta página ou secção não cita nenhuma fonte ou referência, o que compromete sua credibilidade (desde agosto de 2013).
Por favor, melhore este artigo providenciando fontes fiáveis e independentes, inserindo-as no corpo do texto por meio de notas de rodapé. Encontre fontes: Googlenotícias, livros, acadêmicoScirusBing. Veja como referenciar e citar as fontes.

Latitude, Longitude é o terceiro DVD da banda Rosa de Saron e o décimo segundo álbum (o terceiro ao vivo). Foi gravado na casa de shows Chevrolet Hall, no dia 05 de abril de 2013, na cidade de Belo Horizonte. O álbum contém quatro músicas inéditas.

História[editar | editar código-fonte]

Uma mistura de sotaques dominou o Chevrolet Hall na noite de 05 de abril de 2013. Cariocas, paulistas, gaúchos, baianos, catarinenses e muitos mineiros se reuniram para prestigiar a gravação do terceiro DVD da banda Rosa de Saron, gravado nesta sexta (05), em BH. Mais de cinco mil lotaram a casa de show e fizeram um espetáculo à parte, cantando e vibrando com todas as 17 músicas escolhidas pela banda.

O Show[editar | editar código-fonte]

Todos dentro do Chevrolet, hora de começar o show. A casa estava cheia. Três dias antes da apresentação, todos os ingressos foram esgotados. O espetáculo começou com quase 40 minutos de atraso, tempo que passou rápido com a atuação do VJ/DJ da banda, Du. Muito querido pelos fãs, ele comandava as pick ups com clássicos do rock e também versões remixadas de músicas do Rosa.

A abertura foi marcada por um vídeo interativo exibido nos painéis de led, ao fundo do palco. O tema era uma máquina de caça níquel, em referência a música “Casino Boulevard” que diz: “Nunca permita que sua felicidade dependa de algo que possa perder”, utilizando a metáfora do cassino, lugar que, para a banda, é de felicidade momentânea.

A primeira música tocada foi “Jamais será tarde demais”, seguida por outras duas canções do álbum “O Agora e o Eterno”, base para a gravação do DVD. Em entrevista coletiva na quinta (4,) a banda disse que 70% das músicas do novo trabalho seriam baseadas neste CD. E assim foi. Os meninos do Rosa, apelido carinhosamente dado pelos fãs, só fizeram releitura de quatro dos seus muitos sucessos. Foram elas: “O sol da meia-noite”, “Meu lugar”, “Menos de um segundo” e “Do alto da pedra”, canção pela qual a banda é mais conhecida no meio cristão. A estrutura do palco também foi de impressionar. Uma armação móvel, no formato da mandala, símbolo da banda, levou os artistas para o meio do público durante a canção “Metade mim”. Muitos conseguiram tocar e até trocar olhares com os ‘ídolos’. Além disso, uma rampa compôs o palco. O áudio e a iluminação também não deixaram a desejar.

Como em todo DVD, não faltaram participações especiais. Mauro Henrique, vocalista do Oficina G3, outra banda de rock cristão famosa, dividiu com Guilherme o vocal da recém-lançada “Latitude, longitude”, música que dará nome a este novo trabalho. O tecladista da banda Anjos de Resgate, Francis Botene, participou da música “Versos”, na qual tocou piano e fez uma versão mais clássica. Já “Aurora”, uma das músicas mais esperada do novo DVD, foi cantada com a participação de Renato Vianna, jovem cantor lançado no programa Raul Gil, e Jhonny Voice, já conhecido no meio católico.

“Aurora” merece um capítulo à parte na gravação deste DVD. Impressionante ver os milhares cantando “Aleluia”, em sintonia. Um lindo coral foi formado emocionando todos.

De novidade, o Rosa de Saron trouxe outras duas músicas: “Ironias S.A” e “Se”. A primeira tem uma pegada de rock mais pesada, som que a banda fazia com mais frequência no início da carreira, mas que sempre deixa um espaço em seus álbuns para o estilo.

Já a canção “Se” é uma balada romântica, estilo que o Rosa domina e agrada a todos.

Para se despedir do público, Guilherme puxou o hino de Minas Gerais, agradeceu ao Estado que deu à banda inúmeras alegrias e shows inesquecíveis. Ao fundo, no painel, um triângulo vermelho surgiu no fundo branco, em referência a bandeira de Minas, e um robô, com a cabeça no formato da mandala, símbolo do Rosa, dava tchau ao público, encerrando o show que teve quase três horas de duração.


Bastidores[editar | editar código-fonte]

Como toda gravação de DVD, algumas músicas tiveram que ser repetidas, para alegria (ou não) de quem estava lá. Durante todo o tempo, os integrantes da banda demonstraram muita paciência e bom humor, até mesmo para não desanimar os fãs. Em um dos intervalos, o baixista da banda deu a ideia de tocar a música “Harlem Shake” só pra dar uma ‘animadinha’, mas todos entraram na brincadeira e a iniciativa virou “O maior Harlem Shake do mundo”, segundo a banda. Confira o vídeo abaixo.

O DVD “Latitude, longitude” tem previsão de lançamento para 5 de julho. Segundo a banda, se tudo der certo, o lançamento oficial será durante a Jornada Mundial da Juventude, que será realizada entre 20 e 28 de julho, no Rio de Janeiro e tem expectativa de público de 2,5 milhões de jovens de todo mundo.

Faixas[editar | editar código-fonte]

  1. Jamais será tarde demais
  2. O meio e o fim
  3. Ironia S.A*
  4. Vendetta, vendetta
  5. O sol da meia-noite
  6. Se*
  7. Ninguém Mais
  8. Latitude, longitude*(Participação especial de Mauro Henrique da banda "Oficina G3")
  9. Máquina do Tempo
  10. Open your eyes
  11. Meu lugar
  12. Versos
  13. Metade de Mim
  14. Última lágrima
  15. Menos de um segundo
  16. Aurora*
  17. Casino Boulevard
  18. Do alto da pedra
* Músicas inéditas "Aurora", "Ironia S.A","Se" e "Latitude, Longitude".