Laura Bassi

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Laura Bassi
Física, Filosofia, Medicina
Dados gerais
Nome de nascimento Laura Maria Caterina Bassi
Nacionalidade italiana
Nascimento 31 de outubro de 1711
Local Bolonha,  Itália
Morte 20 de fevereiro de 1778 (66 anos)
Local Bolonha
Atividade
Campo(s) Física, Filosofia, Medicina

Laura Maria Caterina Bassi (31 de outubro de 1711 - 20 de fevereiro de 1778) foi uma cientista italiana e a primeira mulher a ensinar oficialmente em uma universidade na Europa.

Biografia[editar | editar código-fonte]

Nascida em Bolonha em uma família rica sendo o pai advogado, ela foi educada e instruída privadamente durante sete anos em sua adolescência por Gaetano Tacconi, um professor universitário de Biologia, História Natural e de Medicina. Ela chamou a atenção do cardeal Prospero Lambertini que a incentivou em seu trabalho científico. Ela foi nomeada professora de anatomia em 1731 na Universidade de Bolonha1 aos 20 anos e foi eleita para a Academia do Instituto de Ciências em 1732 e no ano seguinte foi lhe dado a cadeira de filosofia. Em seus primeiros anos, as oportunidades de ensinamento foram restritas à palestras ocasionais. Em 1738 ela se casou com Giuseppe Veratti, um companheiro acadêmico com quem teve doze filhos.

Palestras a partir de casa regularmente, teve êxito ao solicitar à Universidade mais responsabilidades e um salário mais elevado, o que permitiria que ela comprasse seus próprios equipamentos. Ela estava interessada principalmente em física newtoniana e ministrou cursos sobre o assunto por 28 anos. Ela foi uma das figuras-chaves na introdução de idéias da física de Newton e da filosofia natural para a Itália. Ela também realizou suas próprias experiências em todos os campos da física. Em sua vida, publicou 28 artigos, a grande maioria deles em física e hidráulica, embora ela não tenha escrito nenhum livro. Em 1745 Lambertini (Papa Bento XIV) criou um grupo de elite de 25 estudiosos conhecido como Benedettini ("Beneditinos", em homenagem a si mesmo.) Bassi fez pressão para ser nomeada para o grupo, mas houve uma reação mista dos outros acadêmicos. Finalmente, Bento nomeou-a como a única mulher no grupo. Em 1776, aos 65 anos, foi nomeada para a cadeira de física experimental do Instituto de Ciências, tendo o marido como um assistente de ensino. Dois anos depois, ela faleceu, desenvolvendo a física como carreira ao longo da vida e quebrado grande quantidade de paradigmas para as mulheres nos círculos acadêmicos. Ela foi eleita membro de várias sociedades literárias e realizou extensa correspondência com os homens mais eminentes da Europa em letras. Ela estava bem familiarizada com a literatura clássica, bem como com a da França e Itália.

Referências