Laureano Gómez Castro

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Laureano Eleuterio Gómez Castro
Presidente da  Colômbia
Mandato 7 de agosto de 1950 - 5 de novembro de 1951
Antecessor(a) Mariano Ospina Pérez
Sucessor(a) Roberto Urdaneta Arbeláez
Vida
Nascimento 20 de fevereiro de 1889
Bogotá, Colômbia
Morte 13 de julho de 1965 (76 anos)
Bogotá, Colômbia
Dados pessoais
Primeira-dama María Hurtado Cajiao
Partido Partido Conservador Colombiano
Profissão jornalista e engenheiro civil

Laureano Eleuterio Gómez Castro (1889-1965) jornalista e engenheiro civil, foi presidente da Colômbia de 1950 a 1951, e controlou indiretamente o país até 1953, quando um golpe de estado obrigou-o a fugir para a Espanha.

Nascido numa família aristocrática de Bogotá, estudou engenharia civil na Universidade Nacional, formando-se em 1909. Chegou ao poder em 1950 como candidato único do Partido Conservador, e foi eleito com 1.140.646 votos, contra apenas 501 de seu adversário, porém uma participação eleitoral de menos de 40%1 , em meio a desordens incontroláveis nas províncias do país. Ele instituiu políticas autoritárias de direita e suprimiu a oposição e as cortes.

Após sofrer um infarto do miocárdio em 1951, temendo por sua vida, continuou a controlar o poder através de um sucessor-fantoche. Com a ruína da ordem pública devido ao estabelecimento de uma ditadura, os militares tomaram o poder em 1953 obrigando-o a fugir. Gómez permaneceu líder dos conservadores no exílio, e nesta condição em 1956 ele negociou um pacto com o líder liberal Alberto Lleras Camargo para contrapor-se ao regime militar.

No ano seguinte, após o colapso do regime militar, ele e Lleras assinaram a Declaração de Sitges, que definiu os 15 anos seguintes da política colombiana – dividindo a autoridade entre os partidos até 1974. Gómez retornou à Colômbia e dominou o partido Conservador até sua morte, em 13 de julho de 1965.

Precedido por
Mariano Ospina Pérez
Presidente da Colômbia
1950 - 1951
Sucedido por
Roberto Urdaneta Arbeláez

Referências

  1. Colombia, Departamento Administrativo Nacional De Estadística (DANE), Colombia Política, 1972, páginas 152 y 154