Laurel & Hardy

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
(Redirecionado de Laurel and Hardy)
Ir para: navegação, pesquisa
Laurel and Hardy
Laurel and Hardy
O Bucha e o Estica (PT)
O Gordo e o Magro (BR)
O Gordo e o Magro no longa-metragem The Flying Deuces (1939).
Informação geral
Formato Sitcom
Gênero Comédia
Duração variavel
País de origem  Estados Unidos
Idioma original Inglês
Produção
Elenco Oliver Hardy
Stan Laurel

Laurel and Hardy (br: O Gordo e o Magro; pt: O Bucha e Estica) foi uma famosa dupla de comediantes e uma das equipes cômicas mais populares do cinema dos Estados Unidos, em atividade desde o cinema mudo até meados da Era de Ouro de Hollywood. Composta por um magro, o inglês Stan Laurel (1890–1965) e um gordo, o americano Oliver Hardy (1892–1957), a dupla tornou-se conhecida durante as décadas de 1920 e 1930 pelo seu trabalho em filmes de comédia e também apareceram em apresentações teatrais na América e na Europa.

Os dois comediantes trabalharam juntos pela primeira vez no filme mudo The Lucky Dog (1921). Após um período aparecendo separadamente em vários curta-metragens no Hal Roach Studios durante a década de 1920, eles começaram a atuar juntos em 1926. Laurel e Hardy tornaram-se oficialmente uma dupla no ano seguinte, e logo se tornaram as estrelas mais lucrativas de Hal Roach. Entre seus filmes mais populares e bem sucedidos estão os longa-metragens Filhos do Deserto (1933), Dois Caipiras Ladinos (1937), e A Ceia dos Veteranos (1938) e os curtas Negócio de Arromba (1929), Liberdade e Seus Perigos (1929) e Caixa de Música (1932), este último vencedor do Oscar de Melhor Curta-Metragem (Comédia).

A dupla deixou o Hal Roach Studios em 1940, e apareceram em oito comédias "B" da 20th Century Fox e Metro-Goldwyn-Mayer de 1941 até 1944. Decepcionados com os filmes em que tinham pouco controle criativo, de 1945 a 1950, a dupla não apareceu em nenhuma produção cinematográfica e se concentrou em suas apresentações teatrais, embarcando em uma turnê pela Inglaterra, Irlanda e Escócia. O último filme d'O Gordo e o Magro foi Atoll K (1951), e depois se aposentaram das telonas. No total, eles apareceram juntos em 106 filmes, sendo 40 curtas sonoros, 32 curtas mudos e 23 longa-metragens, e nos outros 11 filmes fizeram pequenas pontas.

Histórico[editar | editar código-fonte]

Cartaz do filme mudo The Lucky Dog (1921), o primeiro filme em que Stan Laurel e Oliver Hardy apareceram juntos.

Os dois comediantes iniciaram sua carreira trabalhando separadamente, e a primeira vez que atuaram juntos, casualmente, foi no filme The Lucky Dog. Após um período em que trabalhavam separados em vários curta-metragens do Hal Roach Studios durante os anos 20, começaram a atuar juntos em 1926.

Em 1926, Hardy fora chamado para o filme Get’Em Young, mas foi hospitalizado após uma queimadura, e Laurel foi recrutado para o filme[1] . Posteriormente, Laurel e Hardy apareceram num mesmo filme, 45 Minutes from Hollywood, interagindo em algumas cenas.

Em 1927, Laurel e Hardy apareceram juntos em Slipping Wives, Duck Soup e With Love and Hisses. O diretor supervisor do Roach Studios, Leo McCarey, observou em uma apresentação a reação da audiência, e começou a colocá-los juntos, criando assim a mais famosa dupla de humoristas da história do cinema.

Alguns de seus mais populares filmes foram Sons of the Desert (1933), Way Out West (1937), e Block-Heads (1938)[2] e os curtas Big Business (1929), Liberty (1929) e The Music Box (“Caixa de Música”/ “Entregas a Domicílio”), vencedor do Óscar de curta-metragem (comédia), em 1932[3] . Outros filmes importantes foram Unaccustomed As We Are, de 1929, que marcou sua transição para o cinema sonoro; Brats, de 1930, com Stan e Ollie interpretando eles mesmos e seus próprios filhos; The Rogue Song, de 1930, musical em Technicolor, o primeiro que fizeram em cores; Pardon Us, de 1931, o primeiro longa-metragem.

Laurel e Hardy também atuaram para o USO, suporte das Forças Aliadas durante a Segunda Guerra Mundial. Em 1940, a dupla deixou o Roach Studio, aparecendo em oito comédias “B” da 20th Century Fox e Metro-Goldwyn-Mayer, entre 1941 e 1944. A partir de 1941, os filmes da dupla foram perdendo a qualidade.

De 1945 a 1950, ao invés do cinema, a dupla se concentrou mais nas apresentações teatrais. Em 1947, planejaram ficar durante 6 semanas na Grã-Bretanha; o biógrafo John McCabe relata que eles continuaram no Reino Unido e França até 1954.

Fizeram seu último filme, Atoll K, na França entre 1950 e 1951, e retiraram-se do cinema. Ao todo, fizeram cerca de 106 filmes juntos, sendo 40 curta-metragens sonoros, 32 curta-metragens no cinema-mudo, 23 longa-metragens, e 11 filmes como convidados.

Morte de Oliver Hardy[editar | editar código-fonte]

Em maio de 1954, Hardy teve um infarto do miocárdio; em 1955, a dupla foi contratada, juntamente com Hal Roach, Jr., para uma série de TV baseada na fábula da Mother Goose (“Mamãe Ganso”), Laurel and Hardy's Fabulous Fables. Laurel, porém, sofreu um AVC, com uma lenta convalescença. Hardy teve um AVC em 15 de setembro de 1956, ficando paralisado e acamado por vários meses, sem falar e se mover.

Em 7 de agosto de 1957, Oliver Hardy morreu, aos 65 anos. Laurel não compareceu ao seu funeral, pois entrara em severa depressão com a morte do amigo e parceiro, e disse que Babe (apelido carinhoso que dera a Hardy) compreenderia. Laurel decidiu, a partir de então, não mais trabalhar sem o seu amigo de tanto tempo, e passou a escrever para comédias. Os amigos diziam que Laurel ficara totalmente arrasado após a morte de Hardy, sem nunca ter se recuperado.

Morte de Stan Laurel[editar | editar código-fonte]

Stan viveu seus últimos anos em um apartamento no Oceana Hotel, em Santa Monica. Jerry Lewis era um dos muitos comediantes que o visitavam, aproveitando suas sugestões para a produção de The Bellboy (1960).

Faleceu vítima de um ataque cardíaco, aos 74 anos. Seu corpo está enterrado no Forest Lawn- Hollywood Hills Cemetery, em Los Angeles.

Filmografia de Stan Laurel e Oliver Hardy[editar | editar código-fonte]

C = Filme de curta-metragem, L = Filme de longa-metragem

Laurel e Hardy aparecem pela primeira vez juntos em The Lucky Dog (1921).
  • Ships Hero (ano desconhecido) ("O herói do návio") (C)
  • Whatta stir (ano desconhecido) ("Perdão para dois") (C)
  • Alter ego (ano desconhecido) ("Um nobre pancada") (C)
  • Smithy (ano desconhecido) ("Smithy") (C)
  • The whacky west (ano desconhecido) ("Uma luta de riso") (C)
  • Doughboy daze (ano desconhecido) ("Recrutas do barulho") (C)
  • The Lucky Dog (1921) (Hardy aparece em um pequeno papel) (C)
  • The editor (1926) ("Um furo de reportagem") (C)
  • 45 Minutes from Hollywood (1926) (C)
  • Slipping Wives (1927) – 1.º filme em que Stan atuou propositadamente ao lado de Oliver Hardy (C)
  • The Battle of the Century (1927) (C)
  • Putting Pants on Philip (1927) (“Pondo as Calças em Philip”) (C)
  • Do Detectives Think? (1927) (“Detetives Pensam?”/ “Dois Detetives da Pesada” - TV) (C)
  • Hats Off (1927) (C)
  • Call of the Cuckoo (1927) (C)
  • The Second 100 Years (1927) (C)
  • Flying Elephants (1927) (“Os Elefantes Voadores”/ “Na Idade da Pedra”/ “Um Amor na Pré-História”/ “No Tempo em Que Até Elefantes Voavam” - TV) (C)
  • Now I'll Tell One (1927)
  • Sailors, Beware! (1927) (“Cuidado Com os Marujos”) (C)
  • Sugar Daddies (1927) (“Triângulo Amoroso” –TV) (C)
  • With Love and Hisses (1927)
  • Why Girls Love Sailors (1927) (C)
  • Love 'Em and Weep (1927) (“O Namorado”) (C)
  • Duck Soup (1927) (C)
  • Should Tall Men Marry? (1928) (C)
  • We Faw Down (1928) (“Dois Galãs em Apuros”) (C)
  • Habeas Corpus (1928) (“Habeas Corpus”) (C)
  • Two Tars (1928) (“Navegando em Seco”/ “Dois Marujos”/“Marujos Trapalhões” - TV) (C)
  • Early to Bed (1928) (“O Gordo Herdeiro” – TV) (C)
  • Should Married Men Go Home? (1928) (C)
  • Their Purple Moment (1928) (“Um Momento de Glória” – TV) (C)
  • You're Darn Tootin' (1928) (“Orquestra Maluca” – TV) (C)
  • From Soup to Nuts (1928) (“Da Sopa à Sobremesa”/ “Uma Situação Embaraçosa”) (C)
  • The Finishing Touch (1928)
  • Leave 'Em Laughing (1928) (C)
  • Angora Love (1929) (“Amor de Cabra”/ "Cabra Farrista”[4] ) (C)
  • The Hoose-Gow (1929) (“Xadrez Para Dois”/ “Dois Canários na Gaiola” - TV) (C)
  • Bacon Grabbers (1929) (C)
  • They Go Boom! (1929) (“Companheiros de Quarto”/ “Descanso Atribulado” - TV) (C)
  • The Hollywood Revue of 1929 (1929) (“Hollywood Revue”) (L)
  • Wrong Again (1929) (“Novamente Errado”/ “Apenas Um Ligeiro Engano” – TV) (C)
  • Perfect Day (1929) (“Delícias de um Automobilista”/ “Um Dia Perfeito” - TV) (C)
  • Men O'War (1929) (“Sururu no Parque”/ “A Canoa Virou”/ “Marinheiro de Água Doce” - TV) (C)
  • Berth Marks (1929) (“Trem do Barulho” – TV) (C)
  • Double Whoopee (1929) (“O Príncipe Sem Sorte”) (C)
  • Unaccustomed As We Are (1929) (“Vizinhas Camaradas”) (C)
  • Big Business (1929) (“Negócio de Arromba”) (C)
  • That's My Wife (1929) (“Apresento-lhe Minha Esposa” - TV) (C)
  • Liberty (1929) (“Liberdade e Seus Perigos” – TV) (C)
  • Another Fine Mess (1930) (“Outra Encrenca”/ “Proprietário à Força”/ “Confusão em profusão” - TV). A versão espanhola se denominou “De Bote em Bote” (C)
  • Hog Wild/Aerial Antics/ Hay Wire (1930) (“A Arte de Instalar Antenas”/ “Um Marido Distraído” - TV). A versão espanhola se denomina “Radiomania” (C)
  • The Rogue Song (1930) (“Amor de Zíngaro”)
  • Below Zero (1930) (“Frio Siberiano”/ "Abaixo de Zero"/ “Bola de Neve” - TV). A versão espanhola se denominou “Tiembla y Titubea” (1930) (C)
  • Brats (1930) (“Tais Pais, Tais Filhos”/ “Garotos da Fuzarca”/ “Filho de Peixe, Peixinho É” - TV). A versão alemã recebeu o nome “Glückliche Kindheit”, e a francesa de “Les Bons Petits Diables” (C)
  • Blotto (1930) (“Noites de Farra”/ “Dois Boêmios do Barulho” - TV). A versão espanhola de Blotto denomina-se “La Vida Nocturna”, e foi traduzida para “Cantando na Chuva”, no Brasil). A versão francesa recebeu o nome de “Une Nuit Extravagante” (C)
  • The Night Owls (1930) (“Gatos Escaldados”/ “Rififi às Avessas” - TV). A versão espanhola se denomina “Ladrones”, e foi traduzida no Brasil como “Piratas de Meia-Cara” (C)
  • The Laurel-Hardy Murder Case (1930) (“Aventuras de Laurel e Hardy”/ “Noite de Paz” – TV) (C)
  • Der Spuk um Mitternacht (1930). Versão alemã da reunião de “The Laurel-Hardy Murder Case” e “Berth Marks”.
  • Feu mon Oncle/ La Maison de la Peur (1930). Versão francesa da reunião de “The Laurel-Hardy Murder Case” e “Berth Marks”.
  • Noche de Duendes (1930). Versão espanhola da reunião de “The Laurel-Hardy Murder Case” e “Berth Marks”.
  • On the Loose (1931) (não-creditado) (“A Farra de Praxe”) (C)
  • Beau Hunks/ Beau Chumps (1931) (“Dois Recrutas no Deserto”/ “Beau Gênio”/ “Dois Birutas na Legião Estrangeira” - TV) (C)
  • Les Deux Legionnaires (1931). Versão francesa da reunião de “Beau Hunks” e “Helpmates”.
  • One Good Turn (1931) (“Formação de Culpa”/ “Corpo de Delito”/ “Uma Boa Ação Nem Sempre Dá Bom Resultado” – TV) (C)
  • Come Clean/ Save the Ladies (1931) (“Fale a Verdade”/ “Sejamos Camaradas”/ “Dois Amigos em Apuros” - TV) (C)
  • Pardon Us/ Gaol Birds/ Jailbirds (1931) (“Perdão Para Dois”/ “Rebelião do Riso” - TV) (L)
  • Our Wife (1931) (“Rapto à Meia-Noite”/ “Nossa Esposa”/ Um Casamento Sem Consentimento” - TV) (C)
  • Laughing Gravy (1931) (“Em Estado Grave”/ “Hóspedes Indesejáveis”/ “Inquilinos Indesejáveis”/ “Inquilinos do Barulho” – TV) (C)
  • Be Big! (1931) (“Tira-Bota”/ “Um Par Desigual” - TV) (C)
  • Los Calaveras (1931) (“Os Caveirinhas”) – Versão espanhola da reunião de “Be Big” e “Laughing Gravy”
  • Les Carottiers (1931). Versão francesa da reunião de “Be Big” e “Laughing Gravy”.
  • The Slippery Pearls/ The Stolen Jools (1931)[5] .
  • Los presidiarios (1931)
  • Chickens Come Home (1931) (“Prefeito Imperfeito”). Versão espanhola: Politiquerias (traduzida no Brasil como “Politiquices”) (C)
  • Hinter Schloss und Riegel (1931)
  • Muraglie (1931)
  • Sous les verrous (1931/I)
  • Towed in a Hole (1932) (“Barqueiro de Voga”/ “Peixe Fresco”/ “Pescando no Seco”/ “O Capitão e Seu Marujo” - TV) (C)
  • Their First Mistake (1932) (“O Primeiro Engano”/ “Sua Primeira Falta”/ “Duas Babás Para um Bebê” - TV) (C)
  • Pack Up Your Troubles (1932) (“Procura-se um Avô”/ “Acabaram-se as Encrencas”/ “Dois Trapalhões Bem Intencionados” - TV) (L)
  • Scram! (1932) (“Sumam-se”/ “Passa Fora”/ “Chave do Problema” - TV) (C)
  • County Hospital (1932) (“Estado Grave”/ “Trânsito Atômico”/”Silêncio, Hospital!” - TV) (C)
  • The Chimp (1932) (“Somos do Circo”/ “O Circo”/ “Rifa-se um Chimpanzé”/ “Uma Macaca em Muitos Galhos” - TV) (C)
  • The Music Box (1932) (“Caixa de Música”/ Entrega a Domicílio”/ “Dois Músicos Desafinados”- TV) (C)
  • Any Old Port! (1932) (“Lutando Pela Vida”/ “Marujo Não Leva Desaforo”/ “Uma Luta Sem Igual” - TV) (C)
  • Helpmates (1932) (“Ajudante Desastrado”/ “Um Amigo Trapalhão” - TV) (C)
  • Zwei Ritter ohne Furcht und Tadel (1932) (3 curtas)
  • Sons of the Desert/ Fraternally Yours (1933) (“Filhos do Deserto”) (L)
  • Dirty Work (1933) (“Trabalho Sujo”/ “O Limpa-Chaminés” - TV) (C)
  • Wild Poses (1933) (“Que Pose!”)[6]
  • Busy Bodies (1933) (“Bicho Carpinteiro”/ “Aterrisagem Forçada”/ “Dois Marceneiros Fora de Esquadro”- TV) (C)
  • The Midnight Patrol (1933) (“A Patrulha da Meia-Noite”/ “Patrulheiros em Alerta!” - TV) (C)
  • The Devil's Brother/ Bogus Bandits/ Fra Diavolo/ The Virtuous Tramps (1933) (L)
  • Me and My Pal (1933) (“Eu e Companhia”/ “Amigalhões”/ “Um Quebra-Cabeça Para um Cabeça-Dura” - TV) (C)
  • Twice Two (1933) (“Dois a Dois”/ “Lar e Doce”/ “Bi Dois” - TV) (C)
  • Babes in Toyland/ Laurel and Hardy in Toyland/ March of the Wooden Soldiers/ Revenge Is Sweet/ Wooden Soldiers (1934) (“Era Uma Vez Dois Valentes”) (L)
  • The Live Ghost (1934) (“O Morto-Vivo”/ “Um Fantasma Muito Vivo” - TV) (C)
  • Them Thar Hills (1934) (“O Poço de Pifão”/ “Águas Medicinais”/ “Água Que Passarinho Não Bebe” - TV) (C)
  • Going Bye-Bye! (1934) (“Vocês Me Pagam!”/ “A Mala e o Louco”/ “DePernas Pro Ar” - TV) (C)
  • Hollywood Party (1934) (“Festa de Hollywood”)[7] . (L)
  • Oliver the Eighth/ The Private Life of Oliver the Eighth (UK) (1934) (“O Xodó de Olívio VIII”/ “O Noivo Misterioso”/ “Procura-se Um Marido” - TV) (C)
  • Bonnie Scotland/ Heroes of the Regiment (1935) (“Mosqueteiros da Índia”) (L)
  • Thicker Than Water (1935) (“De Puro Sangue”/ “Dois Cucos Para um Relógio” - TV) (C)
  • The Fixer Uppers (1935) (“Um Duelo de Amor” – TV) (C)
  • Tit for Tat (1935) (“Dente Por Dente”/ “Olho por Olho” - TV) (C)
  • Our Relations/ Double Trouble (USA)/ Sailors' Downfall (USA: versão cortada) (1936) (“Sossega Leão”/ “Família Complicada”) (L)
  • On the Wrong Trek (1936) (“Caminho Errado”)[8]
  • The Bohemian Girl (1936) (“A Princesa Boêmia”) (L)
  • Pick a Star/ Movie Struck (1937) (“Mania de Hollywood”) (L)
  • Way Out West (1937) (“Dois Caipiras Ladinos”) (L)
  • Block-Heads (1938) (“A Ceia dos Veteranos”) (L)
  • Swiss Miss/ Alpine Antics (condensação) (1938) (“Queijo Suiço”/ “A Cigana Me Enganou” – TV) (L)
  • The Flying Deuces/ Flying Aces (1939) (“Paixonite Aguda”) (L)
  • Saps at Sea (1940) (“Marujos Improvisados”) (L)
  • A Chump at Oxford (1940) (“Dois Palermas em Oxford”) (L)
  • Great Guns (1941) (“Bucha Para Canhão”) (L)
  • A-Haunting We Will Go (1942) (como Laurel) (“Dois Fantasmas Vivos”) (L)
  • The Tree in a Test Tube (1943)[9]
  • The Dancing Masters (1943) (“Mestres de Baile”) (L)
  • Jitterbugs (1943) (“Ladrão Que Rouba Ladrão”) (L)
  • Air Raid Wardens (1943) (“Salve-se Quem Puder”) (L)
  • The Big Noise (1944) (“A Bomba”) (L)
  • The Bullfighters (1945) (“Toureiros”) (L)
  • Nothing But Trouble (1945) (“Cozinheiros do Rei”) (L)
  • Atoll K/ Atollo K (Italy)/ Robinson Crusoe-Land (UK)/ Utopia (USA) (1950) (“A Ilha da Bagunça”) (L)
  • The Golden Age of Comedy (Coletânea) (1957)
  • 30 Years of Fun (Coletânea) (1963)
  • Laurel and Hardy's Laughing 20's (Coletânea) (1965)
  • The Crazy World of Laurel and Hardy (Coletânea) (1967)
  • The Further Perils of Laurel and Hardy (Coletânea) (1968)
  • Four Clowns (Coletânea) (1970)

Homenagens[editar | editar código-fonte]

  • Em 1961, Stan recebeu um Óscar especial da Academia por seu “pioneirismo criativo no campo da comédia cinematográfica”. Ele esteve envolvido em cerca de 190 filmes.
  • O filme The Great Race (“A Corrida do Século”), de Blake Edwards, em 1965, foi dedicado a Laurel e Hardy.
  • Em 1989, uma estátua de Laurel foi erigida em Dockwray Square, North Shields, Northumberland, Inglaterra, onde ele viveu, entre 1897 e 1902, e onde os degraus sob o North Shields Fish Quay podem ter inspirado a cena de piano em The Music Box.
  • Em 2006, a BBC encenou um drama baseado num encontro entre Laurel e Hardy, com reminiscências sobre sua carreira, denominado Stan[10] [11] .
  • A estrela de Laurel na Calçada da Fama é situada na 7021 Hollywood Blvd, Los Angeles, Califórnia.
  • Hardy tem uma estrela na Calçada da Fama localizada na 1500 Vine Street, em Hollywood, Califórnia
  • Em 2008, uma estátua de Stan Laurel foi colocada em Bishop Auckland, County Durham, no local do Eden Theatre.
  • Em abril de 2009, uma estátua de bronze de Laurel e Hardy foi colocada em Ulverston, Cumbria[12] .
  • Sobre a porta da casa onde Stan Laurel morou, há uma placa homenageando o ator.

Referências

  1. http://www.povonline.com/cols/COL131.htm
  2. Highest rated features at IMDb
  3. Highest rated shorts at IMDb
  4. LEPIANE, João (1990), Os 100 anos de Stan Laurel, Rio de Janeiro: EBAL. ISBN Cinemin n. 63, pp. 9 -10
  5. Curta-metragem beneficente, apresentado pela National Variety Artists, dirigido para a Paramount/ National Screeen Service por William McGann, com elenco de astros famosos, tendo Laurel e Hardy numa breve aparição
  6. Comédia da Série “Our Gang” (“Os Peraltas”), Laurel e Hardy têm uma breve aparição.
  7. Laurel e Hardy numa breve aparição
  8. Comédia de Charles Chase, com Laurel e Hardy numa breve aparição.
  9. Curta-metragem de propaganda, realizado pelo Departamento de Agricultura/ Forest Service/ 20th Century Fox para o governo dos EUA, sob a direção de Charles McDonald. A cores e em 16 mm, da série United States Government Defense Reels. Foi uma contribuição de Laurel e Hardy ao esforço de guerra.
  10. BBC - BBC Four Cinema - Silent Cinema Season
  11. http://www.thenorthernecho.co.uk/news/3590723.Laurel_proves_Hardy_after_disaster_delays/ - Statue of Laurel arrives in Bishop Auckland
  12. http://news.bbc.co.uk/1/hi/england/cumbria/8006614.stm

Bibliografia[editar | editar código-fonte]

  • Albagli, Fernando (1988), Tudo sobre o Oscar, Rio de Janeiro: EBAL. ISBN Edições Cinemin, p.19
  • Everson, William K. The Complete Films of Laurel and Hardy. New York: Citadel, 1967. ISBN 0-8065-0146-4. (First book-length examination of the individual films)
  • Harness, Kyp. The Art of Laurel and Hardy: Graceful Calamity in the Films. Jefferson, North Carolina: McFarland & Company, 2006. ISBN 0-7864-2440-0. (Critical assessment of the comedians and their films)
  • Louvish, Simon. Stan and Ollie: The Roots of Comedy. London: Faber & Faber, 2001. ISBN 0-571-21590-4. (Biography, with new research revealing more about the comedians' personal lives)
  • MacGillivray, Scott. Laurel & Hardy: From the Forties Forward. Lanham, Maryland: Vestal Press, 1998. ISBN 1-879511-41-X. (Discussion of the post-1940 films, projects, revivals and compilations)
  • Marriot, A.J. Laurel & Hardy: The British Tours. Hitchen, Herts, UK: AJ Marriot, 1993. ISBN 0-9521308-0-7.
  • Mattos, A. C. Gomes de (1985), O Gordo e o Magro: A Maior Dupla Cômica do Cinema, Rio de Janeiro: EBAL. ISBN Cinemin n. 17, pp. 21 – 32
  • McCabe, John. Babe: The Life of Oliver Hardy. London: Robson Books, 2004. ISBN 1-86105-781-4. (In-depth biography of Oliver Hardy, drawing upon unused material from McCabe's earlier biography)
  • McCabe, John. Mr. Laurel and Mr. Hardy: An Affectionate Biography. London: Robson Books, 1961. ISBN 1-86105-606-0. (The authorized Laurel & Hardy biography, containing firsthand recollections by Laurel and Hardy themselves, and quotes from family members and colleagues)
  • Mitchell, Glenn. The Laurel & Hardy Encyclopedia. New York: Batsford, 1995. ISBN 0-7134-7711-3.
  • Skretvedt, Randy. Laurel and Hardy: The Magic Behind the Movies (2nd ed.) Anaheim, California: Past Times Publishing Co., 1996. ISBN 0-940410-29-X. (Film-by-film analysis, with detailed behind-the-scenes material and numerous quotes from colleagues)
  • Stone, Rob. Laurel or Hardy: The Solo Films of Stan Laurel and Oliver Hardy. Manchester, New Hampshire: Split Reel, 1996. ISBN 0-9652384-0-7. (Exhaustive study of the comedians as solo performers, 1913-26)
  • LEPIANE, João (1990), Os 100 anos de Stan Laurel, Rio de Janeiro: EBAL. ISBN Cinemin n. 63, pp. 9 -10

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Commons
O Commons possui imagens e outros ficheiros sobre Laurel & Hardy