Lauri Aus

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Question book.svg
Este artigo não cita fontes confiáveis e independentes. (desde outubro de 2011). Por favor, adicione referências e insira-as corretamente no texto ou no rodapé. Conteúdo sem fontes poderá ser removido.
Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)

Lauri Aus (nascido a 4 de Novembro de 1970 em Tartu, falecido a 20 de Julho de 2003 perto de Tartu) foi um ciclista estónio. Era um ciclista combativo, razoável no contra-relógio e nos sprints, bom para entrar em fugas e ajudar os seus líderes. Participou em dois Tour de France (1997 e 2000) e duas Voltas a Espanha (1998 e 2002), tendo apenas terminado o Tour de France de 1997 na 124ª posição e desistido nas outras grandes voltas.

Enquanto amador, Aus conquistou algumas vitórias, nomeadamente em clássicas.[desambiguação necessária] Em 1995 começou a sua carreira profissional, quando ingressou na equipa La Mutuelle de Seine-et-Marne.

Em 1997 mudou-se para a equipa Casino, onde ganhou o Tour du Limousin, uma das suas mais importantes vitórias e uma etapa da Volta a Polónia. No ano de 1998 e já quando a sua equipa se chamava Casino – Ag2R Prévoyance, Aus teve a sua melhor temporada de sempre. Conquistou a Classic Haribo e o Tour du Poitou-Charantes (incluindo uma etapa), uma etapa do Tour de l’Oise e foi 2º na 2ª etapa do Paris-Nice. Em 1999, apenas venceu o GP d’Isbergues, mas foi 5º na Milão-San Remo.

Em 2000, chamando-se a equipa agora apenas Ag2R Prévoyance, Aus tornou-se duplo campeão nacional, ao ganhar o campeonato nacional de contra-relógio e o de estrada. Foram aos suas únicas vitórias neste ano. No ano de 2001, obteve a sua última vitória, ao vencer a 5º etapa do Tour du Poitou-Charantes.

Em 2002 e 2003, Aus não conquistou qualquer vitória nem resultados significativos. Realce apenas para o duplo 2º lugar nos campeonatos nacionais em 2003.

Passados alguns dias após os campeonatos nacionais, Aus foi brutalmente[parcial?] assassinado enquanto treinava perto da sua terra natal, atropelado por um condutor alcoolizado, deixando assim o mundo do ciclismo enlutado. Esta era a 2ª morte no ciclismo em 2003, pois poucos meses antes, Andrei Kivilev havia falecido durante o Paris-Nice.[carece de fontes?]


Ícone de esboço Este artigo sobre ciclismo é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.