Lawrie Sanchez

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Lawrie Sanchez
Informações pessoais
Nome completo Lawrence Philip Sanchez
Data de nasc. 22 de Outubro de 1959 (54 anos)
Local de nasc. Lambeth,  Reino Unido
Nacionalidade Norte-irlandês e inglês
Altura 1,88 m
Informações profissionais
Clube atual Aposentado
Posição Meio-campista
Clubes de juventude
Southampton
Thatcham Town
Clubes profissionais
Anos Clubes Jogos (golos/gols)
1978–1984
1984–1994
1994
1994-1995
Reading
Wimbledon
Swindon Town
Sligo Rovers
261 (28)
270 (33)
8 (0)
- (-)
Seleção nacional
1986–1989 Bandeira da Irlanda do Norte Irlanda do Norte 3 (9)
Lawrie Sanchez
Informações pessoais
Data de nasc. {{{nascimento_data}}}
Local de nasc. {{{nascimento_cidade}}}, {{{nascimento_país}}}
Informações profissionais
Times que treinou
1994-1995
1999-2003
2004-2007
2007
2011-
Sligo Rovers (jogador-treinador)
Wycombe Wanderers
Bandeira da Irlanda do Norte Irlanda do Norte
Fulham
Barnet

Lawrence "Lawrie" Philip Sanchez (Lambeth, 22 de outubro de 1959) é um ex-futebolista e treinador de futebol norte-irlandês.

Carreira[editar | editar código-fonte]

Em sua carreira como jogador, que durou 17 anos, Sanchez começou a jogar nas categorias de base de Southampton e Thatcham Town, profissionalizando-se em 1978, no Reading.

Nos Royals, o meia conseguiu se destacar nos seis anos que defendeu o time: em 261 jogos, marcou 28 gols. Mas alcançou o ápice da carreira no extinto Wimbledon, clube que defendeu por uma década. Neste período, marcou 33 gols em 270 participações. Sanchez foi também protagonista de uma das maiores surpresas do futebol, ao marcar o gol da vitória do Wimbledon sobre o tradicional Liverpool na decisão da Copa da Inglaterra de 1988.

Depois que saiu do Wimbledon, Sanchez não teve sucesso no final da carreira. Em 1994, jogou apenas oito partidas pelo Swindon Town antes de ir para a Irlanda exercer funções de jogador e treinador do Sligo Rovers, aposentando-se em 1995.

Treinador[editar | editar código-fonte]

Sanchez, antes de pendurar as chuteiras como jogador, trabalhou em sistema de dupla-função no Sligo Rovers. Teve ainda boas passagens no comando do Wycombe Wanderers e da Seleção Norte-Irlandesa de Futebol.

Em três anos no comando norte-irlandês, Sanchez alcançou uma surpreendente vitória sobre a Inglaterra por 1 a 0, um empate contra Portugal, e vitórias sobre Suécia e Espanha. Tais resultados, no entanto, não foram suficientes para a Irlanda do Norte se classificar para a Copa de 2006.

Sua última equipe havia sido o Fulham, no final da temporada 2006-07, deixando os Cottagers no final de 2007, ficando mais de três anos parado. Voltou a comandar equipes em 2011, ao ser anunciado como técnico do Barnet.

Seleção Norte-Irlandesa[editar | editar código-fonte]

Apesar de ser inglês de nascimento, Sanchez preferiu defender a Irlanda do Norte, já que sua mãe tinha origem norte-irlandesa. Também foi convidado para defender a Seleção do Equador (o pai de Sanchez era equatoriano), mas declinou do convite por conta da longa distância.

Entre 1986 e 1989, jogou apenas três partidas, não marcando nenhum gol.

Links[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre um futebolista é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.