Legio III Italica

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Legio III Italica
Antoninianus Gallienus 260-leg 3 Italica.jpg
Moeda de circa 260 do imperador Galiano, com seu busto no anverso e o texto LEG III ITAL VI P VI F("Legio III Italica', seis vezes leal, seis vezes fiel") e uma cegonha - símbolo da legião - no reverso.
País Império Romano
Denominação Italica, "Italiana" (a partir de 165)
VI Pia VI Fidelis e VII Pia VII Fidelis, "Seis" e "Sete vezes leal e fiel" (após 260)
Criação 165
Extinção século V
Mascote Cegonha
História
Guerras/batalhas Invasão dos Marcomanos (165)
Campanha contra os alamanos de Caracala (213)
Campanha contra os sassânidas de Gordiano III (243-244)
Campanha de Aureliano contra o Império de Palmira (273)
Comando
Comandantes
notáveis
Caracala (campanha)
Gordiano III (campanha)
Aureliano (campanha)
Sede
Guarnição Castra Regina (Ratisbona), Germânia (165 - séc. V)

Legio III Italica ("Terceira Legião Italiana") foi uma legião romana mobilizada pelo imperador Marco Aurélio por volta do ano 165 para a sua campanha contra os Marcomanos. O cognome Italica sugere que os legionários foram recrutados originalmente na Itália. A legião ainda estava ativa na Récia e em outras províncias no século V (Notitia Dignitatum, circa 420).

Juntamente com as legiões II Italica e a I Adiutrix, a III Italica esteve nas províncias do Danúbio desde o começo, lutando contra os Marcomanos, que haviam invadido as províncias da Récia e Nórica. Em 171, a Terceira construiu o campo de Castra Regina (que se tornaria Ratisbona), projetado como uma posição encastelada fortemente defendida.

Na guerra civil de 193, esta legião apoiou Sétimo Severo e ajudou-o a derrotar seus oponentes: primeiro Pertinax e Dídio Juliano, posteriormente Pescênio Níger e Clódio Albino. A lealdade da III Italica se estendeu posteriormente para o seu sucessor, o imperador Caracala, por quem eles lutaram em 213 numa campanha contra os alamanos.

Uma vez que há registro do cognome III Italica Gordiana, vexillationes (sub-unidades) desta legião estiveram envolvidas na campanha do imperador Gordiano III contra o Império Sassânida em 243 - 244

Como parte de um poderoso exército no Danúbio, a III Italica tomou parte nas frequentes disputas pelo poder do século III Ela lutou em favor de Galiano contra o seu rival Marco Cassiano Latínio Póstumo e, por isso, recebeu os títulos de VI Pia VI Fidelis e VII Pia VII Fidelis ("Seis" e "Sete vezes leal e fiel"). O acampamento principal da III Italica ainda era Ratisbona, mas eles foram incluídos na campanha comandada pelo imperador Aureliano contra os palmirenses da rainha Zenóbia em 273

Sub-unidades desta legião, uma comitatense, é mencionada na Notitia Dignitatum como estando ainda em Castra Regina e nas províncias do Danúbio no início do século V

Ver também[editar | editar código-fonte]

Ligações externas[editar | editar código-fonte]