Legio I Adiutrix

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

Legio I Adiutrix (ou primeira legião auxiliar) foi uma legião romana[1] criada em 68 d.C. por Galba, por ordens do imperador Nero. O último registo da actividade desta legião data de 444, quando se encontrava estacionada em Brigetio (a atual Szöny), na Panónia. Os símbolos desta legião foram o capricórnio e o pégaso.

No ano dos quatro imperadores, a I Adiutrix lutou primeiro ao lado de Galba, o seu comandante, juntando-se depois a Otão, por quem serviu na batalha de Bedríaco. Em 70, após a vitória de Vespasiano, a legião foi enviada para a Germânia Inferior, onde acabava de estalar a revolta dos batavos. Mogúncia foi o primeiro acampamento permanente da legião, em parceria com a XIV Gemina. Ambas as legiões participaram em tarefas de construção de infraestruturas ao mesmo tempo que garantiam a segurança da fronteira do Reno. Em 83, a legião foi envolvida na campanha que o imperador Domiciano organizou contra a tribo dos catos. Ainda neste reinado, a I Adiutrix foi transferida para a província da Panónia, na fronteira do Danúbio.

No período confuso que se seguiu ao assassinato de Domiciano, em 96, a I Adiutrix desempenhou um papel importante ao exigir a Nerva, juntamente com o restante exército do Danúbio, que adoptasse Trajano como sucessor. Quando Trajano se tornou imperador, atribuiu o cognome Pia Fidelis (leal e fiel) à legião, como agradecimento do seu apoio. Entre 101 e 106, já sob o comando do novo imperador, a I Adiutrix e a IV Flavia Felix participaram na conquista da Dácia. Na década seguinte, a legião serviu de guarnição nesta nova província. Trajano usou depois a I Adiutrix nas suas campanhas de 115-117 contra o Império Parta. No reinado de Adriano a legião foi transferida de novo para a Panónia, onde permaneceria nas décadas seguintes.

Entre 171 e 175, a I Adiutrix foi comandada por Pertinax, usurpador da coroa imperial por alguns meses em 193. Mais tarde, apoiou a subida ao trono de Septímio Severo. Ao longo do século III, a legião permaneceu no Danúbio, mas acompanhou diversas campanhas na Pérsia, nomeadamente as comandadas por Septímio Severo em 195 e 197-198, por Caracala em 215-217 e Gordiano III em 244.

Algures no século III, a legião recebeu os cognomes de Pia Fidelis Bis (duplamente leal e fiel) e Constans (confiável), possivelmente na sequência de uma das múltiplas tentativas de usurpação que ocorreram neste período.

Referências

  1. Grandes Impérios e Civilizações: Roma - Legado de um império. 1.ed. Madri: Ediciones del Prado, 1996. pp.112 p.. 2 v. v. 1 ISBN 84-7838-740-4
absbottom
Legiões Romanas

I Adiutrix - I Italica - II Adiutrix - II Italica - III CyrenaicaIII Augusta - III Gallica - IV Macedonica - V Alaudae - IX Hispana - X Gemina - XIII Gemina - XVII - XVIII - XIX - XX Valeria Victrix - XXI Rapax - XXII Primigenia - mais...