Lei de Amdahl

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Question book.svg
Este artigo não cita fontes confiáveis e independentes (desde dezembro de 2014). Por favor, adicione referências e insira-as corretamente no texto ou no rodapé. Conteúdo sem fontes poderá ser removido.
Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)

A Lei de Amdahl é a lei que governa o speedup na utilização de processadores paralelos em relação ao uso de apenas um processador. Seu nome deriva do arquiteto de computadores Gene Amdahl.

O ganho de desempenho que pode ser obtido melhorando uma determinada parte do sistema é limitado pela fração de tempo que essa parte é utilizada pelo sistema durante a sua operação.

O ganho depende de dois fatores:

– Fração de melhoria (Fm): fração de tempo da computação que pode tirar proveito da melhoria feita. Esta fração é sempre menor ou igual a 1.

– Ganho de execução (Ge): ganho obtido com a melhoria na parte específica modificada do sistema. Este ganho é sempre maior que 1.

ganho =  {1 \over ( 1 - Fm ) +  {Fm \over Ge}}

Speedup[editar | editar código-fonte]

Speedup pode ser definido como a relação entre o tempo gasto para executar uma tarefa com um único processador e o tempo gasto com N processadores, ou seja, Speedup é a Medida do ganho em tempo.

S = {T(1) \over T(N)}

Onde S é o speedup e T(N) é o tempo gasto para N processadores