Lei dos Cercamentos de Terras

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Ambox rewrite.svg
Esta página precisa ser reciclada de acordo com o livro de estilo.
Sinta-se livre para editá-la para que esta possa atingir um nível de qualidade superior.
Editor: considere colocar o mês e o ano da marcação. Isso pode ser feito automaticamente, substituindo esta predefinição por {{subst:rec}}

A política dos cercamentos de terras foi fruto do contexto comercial do século XVIII, na Inglaterra. Consistia na transformação das terras comuns aos senhores e servos, provenientes da antiga relação feudo-vassálica, em pastos para as ovelhas. A era, junto com o carvão e o ferro, um dos pilares da expansão comercial inglesa.

Os servos uma nova classe, o proletariado. É porém importante ressaltar, que os servos não apenas migraram para as zonas urbanas, frente a lei dos cercamentos mas também para as colônias inglesas na América.

Existia os pequenos proprietários que eram agrários mas a agricultura era para seu próprio sustento. Com a permissão do governo eles eram retirados de suas terras, dando lugar a grandes proprietários que eram produtores ovinos e de algodão que abasteceria a industria. Os pequenos proprietários então eram obrigados a deixar suas terras e ir para as cidades, consequentemente virando mão-de-obra barata.Os donos de terras criavam ovelhas para produzir lã e vender para a industria de tecido, que na época estava tendo um grande desempenho, os trabalhadores eram expulsos de suas terras, o que causava o êxodo rural, entao esses trabalhadores iriam às fabricas e virariam mão-de-obra.

A expansão da Política dos Cercamentos(ou Movimento dos Enclosures - ocupação das terras comunais e quebra dos contratos de arrendamento) estimulava o fortalecimento de uma classe de investidores que explorava as propriedades inglesas de forma a conduzir a economia britânica ao capitalismo agrário.

Mais resumidamente :

A rainha pedia um documento, dizendo a quem a terra pertencia, mas nenhum propietário o possuía nada, pois a rainha não o havia dado. Então ela obrigava os senhores e servos a sairem daquelas terras para transformar em pastos para ovelhas o que daria mais lã a Inglaterra e assim a rainha conseguiria uma exportação maior, gerando assim mais lucros. Ao serem expulsos de suas terras os servos e senhores iam para as cidades, onde não tinham lugares para trabalhar, então ou iam para as industrias textêis ou para as WorkHouses criadas pela rainha, com trabalhos básicos onde os camponeses trabalhassem sem dar despesas a ela , já que o salário era muito baixo. {{esboço-história}�