Leitura a frio

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
(Redirecionado de Leitura fria)
Ir para: navegação, pesquisa

Leitura a frio[1] é um conjunto de técnicas que buscam avaliar, de forma aprofundada ou superficial, uma pessoa ou um ambiente físico; principal ferramenta ao auxílio de diversas profissões ligadas as características comportamentais e psicológicas do ser humano.

A história da leitura fria está ligada diretamente ao empresário norte americano, Phineas Taylor Barnum, conhecido por P. T. Barnum. É considerado por muitos profissionais que utilizam a leitura fria como ferramenta de trabalho o "pai" da leitura fria. P.T Barnum utilizou-a em suas atividades empresarias com um nível considerável de acerto.

A leitura fria e suas técnicas têm como base o factor do Raio-X, mapeamento de características comportamentais e psicológicas de uma pessoa.

O factor Raio-X não só avalia características comportamentais e psicológicas, MAS também ambiente fisico, objetos sendo ferramentas ou não, possibilitando uma maior flexibilidade na leitura fria.

Muitos especialistas definem a leitura fria como uma ferramenta utilizada por todos com um único objetivo: conhecer o desconhecido.

As principais técnicas e mais famosas de leitura fria são:

- Linguagem corporal (leitura fria através dos gestos e micro-gestos, conscientes e inconscientes da pessoa);

- Grafologia (leitura fria através da grafia da pessoa);

- Voz (tonalidade, volume, vocabulário...);

- Nome (é feita uma leitura através do nome da pessoa);

Referências

Ver também[editar | editar código-fonte]

Ligações externas[editar | editar código-fonte]