Leo Borchard

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

Leo Borchard ou Lew Ljewitsch Borchard (Moscou, 31 de março de 1899Berlim, 23 de agosto de 1945) foi um maestro russo naturalizado alemão, tendo sido diretor artístico e regente titular da Orquestra Filarmônica de Berlim por um breve período de tempo.

Borchard era filho de pais alemães, tendo crescido em São Petersburgo, onde recebeu uma sólida educação musical. Em 1920, após a Revolução Russa, emigrou para a Alemanha. Foi assistente de Otto Klemperer na Ópera Kroll em Berlim.

Fez sua estreia com a Filarmônica de Berlim em janeiro de 1933. Em 1935, foi banido pelo remime nazista como sendo um indivíduo politcamente perigoso.

Durante a Segunda Guerra Mundial, foi um ativista do movimento de resistência, permanecendo em Berlim. No dia 26 de maio de 1945, duas semanas e meia após a rendição incondicional da Alemanha, Borchard regeu a Filarmônica de Berlim em um concerto com grande aclamação do público, tendo no repertório a Quarta Sinfonia de Tchaikovsky. Uma semana antes, fora indicado para os cargos de regente titular e diretor artístico da orquestra, sucedendo Wilhelm Furtwängler, exilado na Suíça.

Leo Borchard foi alvejado acidentalmente por um soldado estadunidense na capital alemã, o que causou a sua morte.

Precedido por
Wilhelm Furtwängler
Diretor artístico da Orquestra Filarmônica de Berlim
1945
Sucedido por
Sergiu Celibidache
Accordrelativo20060224.png Este artigo sobre um(a) músico(a) é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.